Comente E17- E18: The End

05/23/2010 Episódios

Não há mais nada o que se dizer. O final chegou. Comente. Faça parte desse acontecimento.

THE END!

Teorias (277)

 

  1. iskilo666 says:

    aaeaeeae… só pra aparecer em primeiro aqui.. hehe

  2. Tiago Costa says:

    Por enquanto não há muito o que falar mesmo. Mas depois…

  3. Guri says:

    Muito Bom esse episodio, não esperava que o jack fosse morrer e que locke estava vivo esse tempo todo.

  4. Flávio Moreira says:

    O Melhor final de todas as séries??

  5. Rafael Viera says:

    Faze uq, ta acabando.

    n vou ner nem o streaming, vo assistir amanha

    ai comento.

  6. Eu ainda quero ouvir o episódio “Depois do Fim”.

  7. Vai deixar saudades.

  8. marinho says:

    Caracas meu, nem acredito, acho q dessa vez vou chorar!! Nem acredito que esse momento chegou.

  9. ViniDusty says:

    Momento histórico da televisão mundial, é muito bom poder participar dessa experiencia unica.
    Namaste.

  10. Fernando Freitas says:

    Vincent de volta!
    Rose, Bernard!
    Sun e Jin se transportam pro Sideways( cena emocionante!) e lembram como fala ingles.
    e ainda ta na metade!
    final de explodir cabeças!!!!
    VAMO QUE VAMO!!

  11. Acabei cedendo. Assistindo via streaming!
    Primeira coisa q notei: achei muito forçado que de repente eles se lembram! e se lembram de tudo! tipo: temos pouco tempo, então de repente todo mundo vai se lembrar de tudo de uma vez… sei lá…

  12. Camila Souza says:

    Na expectativa TOTAL!!

  13. Só precisava comentar que ainda não vi o episódio e não tô aguentando de tanta tensão…

    Ô Lost… Faz isso comigo não.

  14. Fernando Freitas says:

    hahahaha
    cena Neo vs Agente Smith!!
    um correndo na direção do outro na chuva
    nada se cria :P

    E não é que realmente tinha uma ROLHA tapando o inferno?
    hahahahaa

    PQP!!

    No final o Sideways era o alem-vida O.O
    Quem imaginaria isso.

    TUDO REALMENTE ACONTECEU, O ALEM VIDA É APENAS O SIDEWAYS!

    um final digno pra Lost!

  15. Tiago Panaro says:

    Ai ai…
    Então é isso… Preciso assistir de novo pra ver se entendi bem…
    Muito filosófico o final…

  16. ACABOU!

    Só eu achei a cena final muito novela da Globo? =P

    Tirando os clichés, achei bacana a série acabar com coisas abertas. Explicar muito tira um pouco da magia da história…
    Fico imaginando o que o Ben ainda ia fazer… Talvez pedir perdão pra filha dele?

    E a grande pergunta: pra onde eles foram?

    Uma coisa que entendi, antes que o pessoal fale que eles estavam no “limbo” ou algo parecido: no flashsideways eles se lembraram de tudo da outra vida da ilha durante suas vidas todas até morrerem. Isso ficou claro quando o Hugo e o Ben se elogiaram por cuidarem da ilha juntos. Naquela linha do tempo, eles não morreram: só se lembraram da outra vida completa. Isso até ficou um pouco óbvio que poderia acontecer, já que eles estavam em 2004 e tinham memórias de coisas que aconteceram em 2007…

    No final das contas: gostei. Não sou muito fã de finais, pois todos os finais são ruins porque acabam com a história que acompanhamos por tanto tempo, mas foi muito bom… Valeu a pena acompanhar por 6 anos essa história…
    =)

  17. Davi(8) says:

    Assisti ao episódio final, poupem suas expectativas, é melhor ver o que vem nos dois finais alternativos, o final foi o pior possível.

  18. Uma coisa que esqueci de comentar: Achei MUITO legal fazerem a referência à primeira cena do piloto com o Jack abrindo os olhos tendo a série terminando com o Jack exatamente no mesmo lugar, olhando pra cima e vendo o avião voando (ao inés de caindo) e fechando os olhos…
    Isso fechou a série com chave de ouro!
    =D

  19. Davi(8) says:

    Estou indignado! Como acabar com 6 anos de série assim?

  20. Jo says:

    FAIL TOTAL! Sofri para ver online para nada!

  21. Thales Akimoto says:

    Acabou !

    Lost, a série com o nome mais coerente de todos ! Todo mundo começa Lost, fica Lost e termina Lost !

    Gostei pra caralho do final, mas to Lost ainda.

  22. neorubinho says:

    Desculpem mas esse final foi decepicionante. Um dos piores finais de série que já assisti.

  23. eZ says:

    Eu curti p caralho …

    desliguei há alguns episódios o botão das teorias, expectativas e simplesmente assisti …

    emocionante p caralho … tocante .. e foda-se as teorias …

    foda, foda, foda …

    e que se foda os checklists :)

  24. GuXta says:

    No mínimo estranho, mas suficiente.

  25. eZ says:

    Minha vida mudou após o finale da 3a. e agora muda novamente ….

    Pegaram forte no drama existencial … #foda

  26. Rodrigo says:

    me senti subestimado… insuficiente #porralost

  27. eZ says:

    eu falei para largarem as porras das teorias de lado pq os caras já tinham largado faz tempo huauhahua

    acho q por isso q eu enjoyei o finalzinho e os flashbacks nos sideways tanto … caraio, jamais vou esquecer todas as lembranças e o sentimento foda q passou …

    porra de teoria o q … se for ver por esse lado, essa última temporada destruiu o seriado, mas meu, se for ver com relação aos personagens, nossa … q experiência foda …

    tô até agora viajando …

  28. Amanda says:

    Dudu, PH,

    Não vi o The End ainda. E creio que não fará diferença no que sinto agora nem irá fazer com que minhas lágrimas diminuem.
    Dizer adeus a Jack, Kate, Locke, Sawyer, Ben é tão doloroso que nem eu fazia idéia que esta série mexia tanto com meus sentimentos até este fim de semana.
    Não sou fanática pela série , muito pelo contrário, acompanhava assim como acompanho House, Dexter, e até então achava que “tudo era a mesma coisa”, que gostava de seriados e ponto.
    Porém, estou há 3 dias sem dormir direito e quando o sono chega só vejo cenas de Lost e acordo com uma sensação esquisita de dor e perda e hoje, finalmente percebi: eu AMO Lost e dói demais dizer adeus.
    Os sintomas estavam claro! Acessar todo santo dia o Losties, Dude, ficar pensando enquanto trabalho nas frases do último episódio, caramba como não percebi antes! E agora? Estou completamente perdida, e não é exagero nem coisa de fanático. É aquele sentimento de que ficou um vazio dentro de você e que não há como preenche-lo, só resta esperar que o tempo amenize tudo isso.
    Obrigada por 6 anos de experiências maravilhosas Lost!

    Aguardo ansiosamente o podcast, quem sabe se eu ouvir que Dudu tb chorou que nem uma manteiga eu não me sinta mais sozinha! rs!

    Beijos,

    Amanda, 27 anos, Japão

  29. Dalmo says:

    Eu gostei!

    Perguntas, respostas, teorias… não importam mais. O episódio foi só emoção. Eu não senti falta de nenhuma resposta.

    Não enxerguei tantas interpretações… na minha opinião:
    toda a história da ilha aconteceu (tem gente falando q a ilha era o purgatório);
    Hurley tomou conta da ilha junto com Ben;
    Provavelmente Desmond saiu da ilha com a “permissão” de Hurley;
    Lapidus e a galera do avião saíram da ilha;
    Jack se sacrificou pela ilha;
    O flash-sideways era o “pós-morte”;
    Ben não foi para o “paraíso” por conta própria(?);

    depois eu lembro de mais coisas…

  30. henrique says:

    foi só eu, ou mais alguém não conseguiu segurar o choro na cena final? serio, ta difícil até agora :-(

    achei maravilhoso o desfecho da serie, só tenho isso pra dizer agora, ainda não estou conseguindo nem raciocinar direito

    namastê losties

  31. meu deus, 6 anos de seria pra no final ver uma comedia romantica ?

    deveria ter ido dormir

    mas no geral ate que foi um final regular de serie, mas não um final digno de LOST

    obs: vcs notaram como a kate tava paresendo uma fisiculturista ?

  32. A sim…

    Lagrimas nos olhos quando o Sawyer se encontrou com a Juliet

  33. Marcos Ammon says:

    O Ben não foi para o “paraiso” para consertar as coisas com a Rousseau e a Alex, assim como a Ana Lucia tem que estar, ele devia estar falando de deixar elas prontas.

    Meu Deus, eu chorei do começo ao fim. Lost não é uma serie para explicar calculos matematicos e nem pra falar na cara de pau que a ilha é o jardin do eden ou wtv.Interprete voce o que é a ilha, o que é o paraiso, e o que é que aconteceu. Use o seu credo , a sua religião ou o que voce acredita para adaptar se melhor a experiencia que é Lost

    Eu não tenho o que falar mais… eu estou num estado psicologico que só depois mesmo para comentar.

  34. ViniDusty says:

    Cara, chorei bonito na cena final,
    Todo mundo ali na igreja, se abraçando e eu lembrando e me despedindo dos amigos que se vão.
    Sentirei saudades.
    Namaste e boa sorte.

  35. Rafael Castro says:

    Sei que esse final vai dividir muito mais o público, assim como os episódios anteriores estavam dividindo.

    Quando acabou fiquei meio pasmo, afinal, foi algo muito parecido com o que muita gente especulou no princípio da série, nada muito mirabolante, com teorias absurdas e viajantes, porém muito bonito.

    Demorei alguns bons minutos para processar e saber se gostei ou não. Acho que gostei, mas cabe à mim assistir mais uma vez a série e olhar a história com os olhos de quem já sabe como termina. É assim que temos o olhar definitivo do assunto.

    Chorei e agora estou sem reação…não quero ficar sem LOST…

    Aloha Lost…namaste…

  36. Marco Tulio says:

    PQP!

    Eu fui com o pensamento de que oq viesse tava bom, o que valeu foi toda jornada ao longo dos 6 anos…

    Mas cara…que final lindo e emocinante! Me surpreendeu.

    Como essa série vai deixar saudades…e quando será que vai ter outra tão fodástica assim?! Eu acho que nunca…ou não.

    Vou assistir mais umas 2 vezes e depois comento mais, ainda estou extasiado!

    =D

  37. Fernando Freitas says:

    Eles se puxaram na filosofia e no LSD nesse final, parece que eles forçam para que os que não percebem alguns detalhes acharem realmente que a ilha era o Purgatorio, e que nada da historia aconteceu e estavam todos mortos.

    O que faz pensar que nada daquilo aconteceu/estavam mortos:

    -Ultima cena MUITO parecida com a primeira da série, porém ele estava morrendo.
    -No Sideways e na realidade da ilha Jack nunca acha o corpo do pai dele ( e no Sideways ele fala com o espirito do pai dele o.o)

    O que elimina COMPLETAMENTE/100%/ABSOLUTAMENTE que nada disso aconteceu/estavam mortos:

    -Jack antes de morrer vê o avião(Ajira) levantando voo
    -Ben se desculpa com Locke por ter matado ele.
    -Hurley e Ben dão a entender que cuidaram da ilha durante a vida deles.

    NÃO ERA O PURGATORIO! NÃO ERA O PURGATORIO!

    mesmo assim tenho que falar, foi muito dubio ver aquela cena final quase identica a primeira da serie, me deixou com uma desconfiança.

    Como foi foda ver que o Ben FINALMENTE achou uma motivação, se tornou “Special”, o que ele procurava a serie toda, fazendo o que o Jacob mandava, matando o Locke(tomaria o lugar de poder dele)

  38. Fernando Freitas says:

    Definição do Flash Sideways: Sala de espera do Paraiso

    E mais, achei excelente a interpretação do além-vida que tiveram, foi GENIAL!

  39. Tiago Costa says:

    Nossa, essa pegou todo mundo de surpresa, quem diria que uma das terias mais antigas fosse a verdadeira. Me emocionei demais com a cena final, o dialogo entre Jack e seu pai foi muito bonito. O episódio me lembrou muito Caverna do Dragão, e talvez essa tenha sido a idéia, uma homenagem a outro clássico da televisão, que fez história assim como, e ficará guardado em nossos corações, pelo resto de nossas vidas.

  40. Edson Oliveira says:

    Concordo com o Pablo Assis. Gostei do final, não pelo teor do episódio, mas pelo conjunto da obra. Houve um desfecho, apesar de tudo. Não quero filosofar, criando comparações entre a série e o sentido da vida. Mas entendo que cada um cumpriu sua missão e seguiu seu caminho. Para aqueles que queriam saber o que acontece depois saída da ilha, eles viveram, amaram e morreram. Já li muitos livros e vi muitos filmes com finais em aberto, ou pouco claros. Acompanhar a jornada é tão, ou mais, importante do que chegar ao seu destino. LOST morreu. Vida longa para LOST.

  41. Quem só assistiu Lost para saber as respostas definitivamente não entrou no clima da série…

    Meu Deus isso são verdades impostas, são dogmas, o mais delicioso de Lost é isso, é ter perguntas e não as respostas…. Se eu quero resposta eu vou ver a novela das sete.

    Vamos então questionar coisas que não são explicadas….. Porque todo mundo não discute as “respostas” de vários filmes…..

    Como pode existir um sabre de luz??? Como existem bruxos e uma escola para eles??? Como existem elfos e um anel poderoso??? Como um cara nasce velho e vai rejuvenescendo?? Como um menino pode ver pessoas mortas??? Como alguem pode curar qualquer um com um simples toque??? Como pode existir extraterrestres???

    Vamos quero provas concretas, tudo explicado…..

  42. Marinho says:

    …The End.

    Amigos, depois de assistir o final de Lost, ao vivo por streaming, não consegui dormir direito esta noite,
    simplesmente meu cerebro tentava a todo momento refletir, linkar, responder a maior pergunta de Lost: Qual a lição que a série deixa para seus telespectadores?

    A Mensagem:
    O AMOR! Era o caminho para que os perdidos desta ilha tanto precisavam encontrar para se libertarem de seus aflitos, seus pecados, seus medos, o cumprimento de sua missão aqui na terra.

    Todos os igredientes para a chave final de Lost estavam aos nossos olhos, a cada episodio, uma abordagem a uma particularidade de cada personagem, fazia nosso interesse crescer por lost, fazendo que de certa forma, nos sentissimos parte daquele universo, pois eram tratados, problemas que cada um de nós, enfrentamos no dia a dia de nossas vidas, quem numca teve um problema de relacionamento com seus pais? Quem nunca sofreu por não conseguir a tão amada mulher? Quem nunca foi traído ou traiu? Quem nunca foi em algum momento de usa vida egoísta?

    A mensagem final meus amigos, está no AMOR!! Essas pessoas tiveram a chance de encontrar na ilha, para poder se redimir de seus erros. Lost é uma série que falou sobre tudo de FÈ!!, ESPERANÇA!!, REDENÇÃO!! Desde o inicio, o contexto ao qual fomos convidados a assistir, falava da busca do AMOR da superação, das oportunidades que muitas vezes perdemos em vida de dizer o quanto amamos uma pessoa próxima, ou quanto queremos pedir perdão pelo nossos erros.

    Tenho orgulho em dizer que minha fé foi renovada após assistir essa mensagem tão maravilhosa que foi Lost.
    Pena que essa mensagem não seja compartilhada por todos.

    Pensem nisso:
    O AMOR É A UNICA MANEIRA DE ENCONTRAR A SALVAÇÃO!!

  43. vivian says:

    Chorei horrores ….. mas me decepcionei muito com o final.
    Quer dizer, todos estavam mortos????Meu Deus , terei que rever a serie de novo. A ilha era mesmo o purgatorio.

  44. vivian says:

    alguem, por favor ,me de uma dica de alguma serie que poderei asistir agora… fiquei orfa…. snif

  45. Não sabemos o que é a ilha, a fumaça, o nome do homem de preto porque essas questões simplesmente NÃO IMPORTAM.

    Lost é a história de pessoas carregadas de desvios de caráter que se encontraram numa situação de desespero e salvaram umas as outras.

    Lost é a história de como as pessoas entram e saem das vidas das outras e os efeitos que causam.

    Lost não é sobre a ilha. Lost é sobre as pessoas que por ela passaram e nela perderam a vida ou aqueles que aprenderam a amar.

    Os dramas que aconteceram na ilha, a dharma initiative, os números e etc, foram apenas MEIOS para que as pessoas criassem laços. Manjam “os fins justificam os meios?” É isso.

    Para mim, o final foi além de satisfatória, lindo e emotivo. Chorei o episódio ao ver a história de velhos amigos se desenrolando e chegando ao fim. E, por isso, escolho ser grata e agradecer por ter tido a oportunidade de vivenciar essa experiência.

    Quem quer reclamar, tem todo o direito e eu entendo os motivos. Mas acho muito triste pensar em 6 anos de puro deleite visual, intelectual e espiritual como “desperdicio”.

    [Comentário de Keks: Lost Brasil]

  46. Marinho says:

    Viviam,

    Se vc gosta de ficção, assista FRINGE, comecei agora, e estou gostando d+ da serie, lembrando que essa série é escrita e produzida também pelo J.J. Abrams (Lost).

    Acredito que vai ocorrer uma forte migração para outros seriados nesses momento.

  47. Fernando Freitas says:

    vivian, a ilha NÃO ERA O PURGATÓRIO!
    o flash sideways sim era mais ou menos isso.

    Eles não estavam todos mortos! Pela conversa deles no sideways dá pra ver que ele é atemporal, uns morreram antes dos outros. Tanto que Ben e Hurley viveram pra proteger a ilha e seguiram as suas vidas, Kate, Sawyer, Lapidus e sua trupe sairam da ilha e viveram depois disso!

    Esses caras são sacanas, muita gente vai ficar perdida na viagem que foi esse final hehehehe :D

  48. Final ÉPICO! Acho que foram as lágrimas dos fãs que fizeram a água voltar a correr para o coração da ilha!
    Cenas lindas durante todo o epi, a trilha sonora mais maravilhosa que um série já teve… e a cena final de rasgar o coração!

    Muito obrigado, LOST!

  49. ViniDusty says:

    A ilha NÃO era o purgatorio, eles viveram mesmo aquilo.
    Os Flash Sideways eram o purgatorio, ou sala de espera.

  50. eZ says:

    Chorei p caralho … os últimos 15 minutos mexeram comigo … muito mesmo …

    era disso q eu falava quando ficava reclamando da série ter ligado o modo respostas …

    ou vai p o lado do desenvolvimento, questionamento e reflexão ou vai para o lado scifi e conta a história da viagem no tempo …

    sei lá.. eu assisti completamente desencanado da história, já q havia desencanado alguns episódios atrás…..

    realmente, acho q foi a melhor coisa q assisti na vida …

    parecia q o pai do jack tava falando comigo

    auhauhauhah

    acho q não me emocionava tanto sei lá desde quando .. nem consegui dormir direito …

    foda, foda, foda…

    legal q tem mta gente xingando mto no twitter .. os caçadores de teorias ficaram meio decepcionados né ? :)

  51. Uma coisa que vi muita gente reclamar/comentar é que a ilha era purgatório ou que o flashsideways era o purgatório só pq o pai do Jack falou q eles estavam mortos. Vou dar aqui minha opinião:

    Se a gente tomar como pressuposto que a Ilha era o purgatório, o flashsideways não faz sentido, a não ser que seja uma segunda chance pra uma redenção beeeeem fajuta. Se o FS for o purgatório, bem, então no purgatório eles precisam se redimir pra poderem ir pro céu.

    Mas eu prefiro a ideia das realidades alternativas. A gente tem que lembrar que a série foi criada por JJ Abrams. Ele fez Star Trek baseado em realidades alternativas. Ele fez Fringe baseado em realidades alternativas. Por que Lost não pode ser isso também? Sendo assim, o FS era sim uma realidade paralela onde as coisas aconteceram SEM a influência da ilha. (Se não fosse isso, não faria sentido mostrar a ilha no fundo do mar no começo da temporada).

    Porém, foi uma realidade paralela frágil, construída em cima da primeira da ilha. O fato de os personagens terem experiências com coisas da outra realidade (não só experiências de quase morte, já que o Locke teve uma e não se lembrou) fez com que eles se lembrassem da outra realidade COMPLETA, desde seus nascimentos até suas mortes. Isso deu a eles um senso de que eles saberiam o que fazer, já que eles se lembravam de suas vidas na FS até o momento e suas vidas na ilha completa. Inclusive, eles mostraram que sabiam de toda a vida, o que foi mostrado naquele diálogo entre Hurley e Ben. Sabe-se lá quanto tempo eles ficaram juntos cuidando da ilha, né? E se eles morreram e se lembraram disso, então outra pessoa está lá no lugar do Hurley… agora (dpois)!

    Uma coisa que a gente tem que pensar ao ver o final de Lost: ISSO É UMA SÉRIE DE TV. Dito isso, vale lembrar que eles não são um documentário onde tudo precisa ser explicado, não são um livro que pode ter capítulos extras, apêndices e outros textos com explicações: eles são televisão, que precisa de rítmo, história e um caminho a seguir e um fim a chegar. Mas como dito aqui nos comentários, vale mais a jornada que se faz do que o fim que se chega.

    Pronto. Esse foi mais um dos meus comentários… :)

  52. Alessandro Correia says:

    FINAL FAIL!!!!!!!!!!!!!!!

  53. Opa! Mais uma evidência que o FS não é o purgatório:
    A Eloise fala com o Desmond e pergunta se ele levará seu filho. Ele disse que não o levará com ele. Isso mostra aquela teoria que a Eloise é uma sobrevivente da linha do tempo original e que ela teve uma segunda chance com o filho…
    Só acho que caberia um episódio nessa sexta temporada pra conetarem um pouco da história daqueles que sobreviveram à explosão e sabem de tudo: a Eloise e o Widmore, ou pelo menos a Eloise… Um ep. desses daria o tom que o pessoal tá reclamando e daria boas explicações sobre o que é o FlashSideways…
    Mas enfim, acabou e não teremos esse episódio… Pena… :P

  54. Sergio Viana says:

    Puxa, só agora estou em condição de escrever alguma coisa, mesmo assim ainda sinto um aperto no peito, como uma sensação de perda… aperto que senti durante todo o capítulo… mas eu pensei muito depois do episódio… e o sentimento de frustração foi aos poucos dando espaço para aceitação.
    Neste episódio se falou muito “let it go…”, agora acho que serve para os fãs também… “let it go…”, supere, acabou… encerramos, vamos assistir outra série, mas como qualquer grande obra da literatura ou cinema, Lost vai marcar as nossas vidas.
    Pensando melhor, a morte, a consciência de que morte é indefectível é que é impactante. Pensem um pouco. Toda a aventura aconteceu, Jack matou o seu Nemesis e se sacrificou pela Ilha. Pelo lado do personagem Jack, ele encontrou o sentido da sua vida, venceu seu desafio, tirou qualquer dúvida sobre a sua capacidade, que foi pano de fundo em sua vida devido aos conflitos com pai.
    No “sideways”, “não existe agora”… quem morreu antes, quem morreu depois, não interessa, eles se encontraram na mesma “realidade”.
    Apesar da melancolia do final, pensem bem, qual seria a opção? Sun e Jin já haviam morrido, Juliet morreu… como seria então? Não tinha como juntar as duas “realidades”… duro mas é verdade.
    Então pessoal, só me resta “let it go”.

  55. Alessandro Correia says:

    @vivian

    Não a ilha não era um purgatório.

    Pelo que entendi a ilha foi a vida real deles mesmo, enquanto que os sidiwes foi uma espécie de …… há não sei.

    E aquele negocio de segui em frente do pai do Jack pode ser interpretado de mil maneiras, então não ficaremos sabendo enquanto os roteiristas não disserem.

  56. Grazi-k says:

    morri

    #lost

  57. Grazi-k says:

    Eu to tentando entender até agora, mas eu entendi.. acho…

    tudo que eles viveram na ilha foi real, mas os que morreram foram pro sideways que é o purgatório? é isso?

    Car*alho, isso vai render muita discussão ainda.

    Muito foda acabar com o Jack fechando o olho. Meu coração tá doendo ainda…. :/

    Não quero mais rever a série.

  58. Achei o Finale de Lost exelente. O pior foi conseguir durmir depois de ve-lo.

    O que precisa ficar claro é que, o que eles viveram, o que a gente acompanhou nessas 6 temporadas foi real! e só o fashsideways que era na verdade um tipo de pós-vida ou pré-heaven onde eles poderiam se encontrar, (ja que a melhor parte de suas vidas foram a que passaram na ilha e os laços que criaram uns com os outros) para então seguir em frente.

    O Hurley ficando como guardião da ilha no final foi FODA. Apesar de ficar em aberto, a questão daquele passaro falar o nome dele pode ser explicado a partir daí. Afinal, não sabemos quanto tempo Hurley ficou em cargo da ilha ou o que aconteceu depois. Ele pedindo ajuda ao Ben foi bem legal.

    Jack morrendo no mesmo lugar que ele tinha acordado, e com o vincent ali, foi muito emocionante. Dava pra ver que ele estava realizado e feliz, enfim conseguiu realizar o que sua missão ali.

    Tenho que rever o finale.

    Lost vai faze falta pra $%&¨#*.

  59. Nina says:

    Estou morrendo de dor de cabeça de tanto chorar! meu Deus que final recheado de emoção.
    Agora vou me preparar pra rever na terça feira!!!

  60. Grazi-k says:

    o entendimento é a morte.

  61. Grazi-k says:

    ou não….

  62. Fernando Freitas says:

    @Pablo de Assis

    o FS era o “purgatorio”,
    primeiro, o Pai morto do Jack fala com ele.
    segundo e mais importante, o pai do Jack caminha em direção a porta da igreja, que se abre sozinha e ele parte em direção a LUZ!!

    Esse final tem uma referencia MUITO forte à crença espirita, minha mãe é espirita, por isso tenho alguma noção das crenças.
    Uma dessas crenças é de que algumas pessoas depois que morrem não sabem que estão mortas e ficam atreladas ao mundo terreno por não serem capazes de deixar pra la (Let it go), quando elas conseguem notar a sua situação e se desligam do mundo terreno eles fazem a passagem.

    Isso aparece muito semelhante em várias outras religiões.

    O FS nada mais é do que uma “realidade” em que eles ficam enqt não conseguem deixar pra la o mundo terreno (Let it go), assim que eles tomam consciencia que morreram e conseguem deixar pra la o mundo terreno eles podem seguir em frente (move on).

    Todos que foram na igreja estavam prontos pra fazer a Passagem, Elloise e Ben, por exemplo, ainda queriam resolver assuntos (evoluir em relação a outra vida), cuidando do filho e da familia, respectivamente

  63. Grazi-k says:

    Meu estomago está revirado…. acho que estou em estado de choque. Sim, o nome é auto-explicativo, é o fim mesmo.

    :/

  64. Marinho says:

    Final a la matrix?

    Se o purgatório não era a ilha, isso quer dizer que eles estão vivos? Digo, quem saiu no avião + quem ficou na ilha?

    E agora? :)

  65. Grazi-k says:

    Cara agora que eu caiu a ficha.

    Todos quando se lembram, se lembram de toda a sua vida inclusive de sua morte, e por isso estão prontos pra partirem.

    Minha cabeça explodiu! Caralho que final foda da porra.

  66. Caramba cara. Eu sou um cara que acreditava na ciência em Lost, mas agora, porra, o que é aquilo? Estão no purgatório? No céu? Estão na terra, mas são almas penadas? Sei lá, só sei que foi foda.

    Fatos:
    - O cachorro não é uma figura qualquer. Ele aparece na ilha mesmo na dimensão dos Flash Sideways.

    - Acredito que a luz é uma especie de chama da construção do universo.

    - Eu colocava fé no Jack e no final ele realmente foi o cara foda que salvou todo mundo. Pode ser indeciso e na maioria das vezes e tomar uma decisão errada, mas dessa vez, ele acertou.

    BOMBA e Teorias: O sideways que o Jack parou não é o mesmo dos sideways normal. No sideways normal, o ilha ficou de baixo d’gua e no sideways do Jack, ela estava por cima da água ainda, tanto que o Jack viu o Oceanic 815 passando por cima dele.
    O Severino queria destruir a ilha para que o poder do Jacob ou qualquer candidato que assumisse o cargo, ficasse sem jeito de impedi-lo a sair da ilha, tanto que o Ben fala no final para o Hurley, que não deixar ninguém sair da ilha era coisa do Jacob e que ele poderia fazer diferente. Só não sei se o Severino/Locke sabia que iria perder os poderes de fumaça. Acredito que o Jacob sabia, mas o problema não era os poderes de fumaça e sim que o Severino/Locke tem papa na língua que iria destruir o mundo espalhando discórdia e corrompendo todos.

    O que não entendi:

    - Afinal onde é o sideways?
    - O pai do jack não morreu em todas as dimensões, inclusive no sideways, mas como ele aparece? Acho que não tem como explicar isso de modo cientifico.
    - O que o cachorro é?
    - Para onde o Desmond quer levar o pessoal?

  67. Grazi-k says:

    Não é que a Dharma não tenha existido, essas coisas todas continuarão lá. Continuamos vendo toda a série pela perspectiva dos Losties, e eles nunca descobriram o que é a Dharma, iremos especular pra sempre…. cabe a nós decidir o que é cada coisa. a fumaça morreu? o Hurley protegeu a ilha do que?

    O pai do jack… que fantástico!

    estou chorando…

  68. Grazi-k says:

    eu ainda vou ter que analisar esse final, com todas as outras coisas que aconteceram em Lost…. provavelmente muito furo de roteiro….

  69. Grazi-k says:

    eu não consigo teorizar.

    lost é como música( do Giachinno, certamente) , não éentender lost… é sentir lost….

    eita mundo clichê…

  70. Enfim “Lost” acabou. Foram seis anos de alegrias, tristezas, desapontamentos, surpresas, revelações, perguntas, dúvidas…. Ou seja, inúmeros adjetivos que não cabe, a mim, listá-los aqui. O dia 23 de maio de 2010 parecia distante quando em 2007 foi anunciado que o seriado se encerraria na sexta temporada, mas o tão esperado dia chegou. Os fãs se encontram divididos: Amar ou odiar, oito ou oitenta, preto ou branco, luz ou escuridão, fé ou ciência? Destino ou coincidência?
    Acima de tudo, nós fãs, devemos ter respeito com uma opinião contrária, a série deixou motivos para ambos terem razão, isso é o seu diferencial, caracterização de uma obra-prima, de um fenômeno.

    “Lost” foi sem dúvida um dos maiores eventos televisivo de todos os tempos, revolucionou o fanatismo, deu um novo gás a indústria, trouxe uma criatividade cada vez mais escassa à tona. Mondareis de fãs madrugaram noites e mais noites atrás de respostas, indagações e de episódios que satisfazem a agudez presente na curiosidade humana. A série se perdeu em alguns momentos, mas a sua essência foi mantida, tendo um desfecho coerente.

    O episódio “The End” foi acima de tudo uma homenagem a nós, que discutimos durante madrugadas inteiras, fizemos novas amizades, criamos teorias das mais absurdas até as mais plausíveis e principalmente que nos emocionamos com o cotidiano dos 48 sobreviventes do vôo Oceanic 815. Acho que antes de tudo, devemos dizer que sim, “Lost” é uma série subjetiva, então cabe a cada um formular sua própria teoria.

    Pois bem, vamos dividir a realidade na ilha e os tais “Flash Sideways”, vamos esquecer, apagar a realidade paralela, pelo menos por enquanto. Na ilha tudo se resolveu: FLocke foi morto; Sawyer, Kate, Claire, Lapidus e Miles saíram da ilha; Jack se sacrificou pela ilha e Hurley virou o “novo” Jacob tendo Ben como seu conselheiro (uma espécie de Richard Alpert, que por sinal não é mais imortal). Então não significa (como muitos vem dizendo) que todos morreram no acidente aéreo. Tudo o que nos foi apresentado nestes seis anos aconteceu, isso ficou mais do que claro. Desde a chegada dos personagens a ilha, acontecimentos estranhos foram sendo jogados em suas realidades, sempre mesclando física e religiosidade. Então foi nos mostrado uma incrível estória mística encabeçada por duas entidades: Jacob e a Fumaça Preta, mas principalmente o relacionamento entre os personagens, essa sim é a verdadeira trama principal. Os “Outros”, as viagens temporais, a Iniciativa Dharma, os mistérios por parte da ilha foram apenas enredos que foram acrescentados (algumas vezes equivocados) para satisfazer nosso fanatismo, e para os menos exigentes procurarem as tais respostas.

    Quem só assistiu “Lost” para descobrir estas tais respostas definitivamente não entraram no clima da série, onde sempre a cada final de temporada nossos miolos eram estourados com resoluções pouco prováveis e proporcionalmente espetaculares. Pouco me importa o que é a ilha, pouco me importa da onde surgiu a mãe de Jacob, pouco me importa o que era a Iniciativa Dharma…. “Lost” é um estudo sobre o ser humano e não de física quântica ou teologia. Aconselho aos incrédulos por respostas que procurem um ótimo passatempo chamado “Palavras Cruzadas”.

    As conseqüências entre os entrelaces dos personagens, suas redenções, o acaso ou o destino, a busca por seu espaço e principalmente por seu amor, essas sim são as verdadeiras respostas de “Lost” ou dizendo em outra linguagem suas constantes.

    Então tudo se resolveu na ilha, ponto! E os benditos “Flash Sideways”?? Porque eles entram no exato momento em que o avião deixa de cair e continua sua trajetória normalmente?? Porque naquele exato momento, a ilha se tornou a variável de nossos personagens, sem estes acontecimentos na ilha, eles iriam continuar suas vidas infelizes e insignificantes…. Mas não, eles se restabeleceram, acharam um propósito para sua existência, se sentiram alguém importante, encontraram pessoas igualmente imperfeitas…… E por sinal, quem não é…….
    Então os “Flash Sideways” são a passagem para o paraíso, a ilha foi o ingresso. Todo sofrimento foi recompensado, com o êxtase da vida sendo encontrado em suas pós-mortes.

    Só tenho que agradecer estes seis anos, só isso, obrigado por tudo, obrigado Jack, Locke, Sawyer, Kate, Hurley, Sayid, Charlie, Desmond, Jacob, Bem, Richard, Widmore, Faraday, Shannon, Claire, Rousseau, Alex, Vincent, Jin, Sun, Michael, Walt, Libby, Eko, Miles, Lapidus, Ana Lucia, Juliet, Boone, Rose, Bernard, Naomi, Keamy, Dr. Chang e a todos envolvidos neste árduo e tão saboroso trabalho.

    Finalmente entendemos o significado do nome “Lost”. Os personagens não se perderam na ilha, eles já estavam perdidos, antes de comprarem os ingressos para o vôo 815 eles estavam arruinados…. Depois do acidente finalmente eles se encontraram, ganharam propósito e esta confirmação veio nos últimos cinco minutos de exibição.

    Todos morrem, todos estão perdidos, todos nós precisamos de uma ilha, precisamos de nossa variável, afinal Hurley e Ben continuaram na ilha…. Quem sabe eles não salvaram mais pessoas??? Pelo menos a mim, já salvaram.

    http://www.cinemmaster.wordpress.com/2010/05/24/especial-lost/

  71. Grazi-k says:

    Como eu escrevi no Twitter.

    Coisas que preciso dizer sobre lost: A melhor história de todos os tempos. Certas coisas simplesmente não tem explicação. Como a vida(e a morte)

    Lost é a melhor série de todas, ever. Vou sentir falta dela. I love Lost. Uma experiência única… me sinto feliz de fazer parte dela #lost

  72. Grazi-k says:

    @Marinho

    Pode ser que eles tenham caido com o avião, ou pode ser que eles tenham conseguido sair da ilha, e em um determinado momento suas vidas terminaram. O Hurley e o Ben estiveram mais tempo na ilha e um dia morreram…

    E como diz o pai do Jack, o “quando” é relativo. O tempo não existe. Ali foi o momento de se encontrar e entender suas mortes e seguir em frente…

    Muito foda…

  73. eZ says:

    Na boa .. o final foi foda p caralho, acho q a coisa mais foda que já vi na vida ( os últimos 15 minutos ).

    Mas eu tive que abstrair da história, roteiro e teorias para poder gostar.

    Acho foda pq os caras meio que forçaram, incentivaram, orientaram as pessoas a mistério nas últimas temporadas e depois cagaram na cabeça, literalmente.

    Achei muito melhor assim, pois quase tudo que é orientado a história além de ficar chato pra caralho, limita demais a liberdade de nos fazer pensar.

    Como história, fraca, muito fraca.

    É como uma obra de arte. Você não fica analisando a técnica empregada. Você apenas sente o que ela passa a você.

  74. Grazi-k says:

    E deixa eu dizer algo:

    Está sendo muito foda poder compartilhar essa experiência com vocês, galera dos comentários, pirando no twitter e aqui. O Losties tornou tudo tão melhor. Vocês não tem noção do quanto está sendo especial.

  75. Dr. Muerte says:

    Final de Lost foi muito morno. Quase um final de novela.

  76. Dorfão says:

    MINHA IMPRESSÃO
    Ficou faltando algumas explicações……ficou, mais com algumas relevâncias, pois as pessoas que reclamam queriam respostas sobre a ilha, mais o ponto principal da série desde o 1º episódio foram as pessoas e não a ilha.
    Para quem ainda não entendeu o final ou está em dúvida, veja novamente a partir da conversa co jack com seu pai……..
    Lá ele termina de explicar tudo ou seja:
    “Tudo é real, hj vc aqui e o que passou tbm”
    “Todos morrem, alguns antes de vc ou outros muito depois”
    “Voce depende deles como eles de vc, para todos lembrarem e depois esquecerem”
    “voces não vão embora, vão continuar”

    O lock diz que eles estavam esperando por muito tempo ele.

    Isto ele quiz dizer que,tudo o que aconteceu foi realidade, a ilha, o avião no final que saiu, o hurley sendo o novo guardião, todos que morreram……
    Alí eles finalmente conseguiram se encontrar depois de várias reencarnções todos para sim descansarem, ou como eles falaram comtinuar o caminho…………pois as almas estavam vagando e reencarnado até se encontrarem, indiferente de data.
    Pra que pergunta sobre os números pode ser a quantidade de vez que reencarnaram já……

    Pensem bem, revejam que com certeza chegaram a esta minha teoria, claro que não sou o dono da razão, mais abram a cabeça………..

  77. Eu estava realmente temendo esse finale. Tinha tudo pra dar certo, mas TUDO MESMO pra dar errado. Aí, minha ficha cai quando a Juliet fala: “- Funcionou”; e daí eu percebi mesmo antes de acabar: “De fato, a históra deu certo.”. E essa foi uma das MILHÕES referências às temporadas passadas. Daí o FINAL tão perfeito: Eles consiguiram em 2 episódios, reviver através de metáforas e alusões, todos os grandes momentos da série. INCLUSIVE na música. Notem, por exemplo, que na última cena de Jack e Kate dentro do carro do Jack, é JUSTAMENTE a música que Giacchino usou no finale da 3 temp. Então em mínimas coisas eles conseguiram revisitar todos os ápices da série.

    Só aí bastava para eu chorar que nem um desgraçado e ficar nostálgico. Tá bom? NOT.

    Daí, como de costume, nos 10 minutos finais dos season finale, tem uma “reviravolta”. Taí o porque dos flashsideways. Não só com finalidade narrativa, mas com fundamental importância na história. CALEM-SE AS BOCAS DOS INFELIZES QUE DESTRUIRAM O RECURSO DOS SIDEWAYS DURANTE A TEMPORADA INTEIRA.

    E nesses 10 minutos finais, uma série que eu já achava no seu patamar máximo, avança uma casa. No “surreal”, no “sublime”. E consegue transformar “cíclica” a história dos oceanic 815, com a imagem de um novo Jack, fechando os olhos cansados em busca de uma paz eterna, mostrando que VÁRIOS “diálogos inúteis” como “Tem que ser você, Hugo”, fizeram total sentido no final das contas. O porra do Hurley virou Jacob. F-E-N-O-M-E-N-A-L. E o Ben, virou o “número 2″. Mais FODA ainda.

    De quebra, ainda tenho teorias sobre o destino dos que voltaram para a casa no avião Ajira, e sinto necessidade de rever ep. como “The Constant” e “Flashes Before Your Eyes”. Foi o melhor da série, em sua melhor forma, em seu melhor episódio. Orgulho não resume o que sinto.

    Durante um soluço e outro, eu só consegui pensar sozinho: “Obrigado”. ESSE sentimento único, ninguém me tira.

  78. henrique says:

    vendo os comentários percebo que algumas pessoas não entenderam esse ‘final for dummies’ .-.

    tudo que aconteceu nesse episódio FOI explicado, e ainda tem gente chamando a ILHA de purgatório…

    Ilha = realidade

    flashsidewas = afterlife

    simples assim

  79. vivian says:

    fernando, vc consegui me esclarecer algumas coisa…. mas estou um pouc confusa.. preciso escutar logo o podcast. Quando vai ser mesmo ???????

  80. Bom….Acabou como começou, tanto por imagens no bambuzal com o close nos olhos de jack quanto no meu coração como melhor e mais sensacional que já assisti.

    Acho difícil deixar de comentar algumas coisas sem ter assistido pela segunda vez, mas tentaremos.

    -Nao posso deixar de colocar minhas analogias com filmes, mas só eu vi a cena de obi-wan e anakin na luta “final” naquela cena onde locke e jack estao em um penhasco um de cada lado? Só faltou o lightsaber!

    -Rose e Bernard para que msmo? responder um topico que ninguem mais pensava?

    -Lapidus sobrevivendo após uma puta portada de uns 250kg na cara e ainda concertando um aviao em meio a uma floresta? e eu achava que macgyver era foda.

    -Quando jack jogou locke do penhasco fiquei esperando muito uma cena estilo filmes de horror sabe, uma hora o corpo estava ali, outra hora sumia =]

    -No show de faraday+DS fiquei muito esperando um momento de rebeldia do charlie gritando YOU ALL EVERYDODY!!!

    -Jurei que no fim o Ben estava esperando russeau e sua filha na esperança que lembrassem de algo e aceitassem suas desculpas da msma forma que locke o fez.

    -Quando Jacob “mata” o indigente a fonte tinha uma altura até os joelhos capaz de levar o corpo do msmo para dentro. Seria o aquecimento global que deixou a fonte rasa e imensa por dentro?

    -Vincent foi imensamente mais importante do que o walt qual falaram tanto que era o foda!

    Como todos esperavamos, ficaram pontas soltas, mas acredito que isso irá manter a série eternizada, assim gerando muitas divergências nas opniões mantendo a chama de Lost acesa. Espero que durante muitos anos convenções de lost venham a aparecer para que podemos relembrar e sempre discutir os topicos que rimos e chorando durante esses 6 anos.

    Venho por meio deste criticar ph santos e dudu sales por nao terem tido a ideia do podcast antes para que eu possa desabafar de algum modo.Mas tenho muito que agradecer que vcs foram a válvula de escape para que eu pudesse respirar e pensar no que eu ja havia visto e no que eu nao havia percebido.

    Por algumas vzs meu comentários foram utilizados nas pautas do podcast, me orgulho de ter ajudado de alguma forma, gostaria de saber se existe alguma chance de vir um podcast com uma conversa meio que geral com aqueles que deram uma força as pautas do msmo?

    Levei muitos anos para achar uma série a qual eu esperava ancioso para fazer o dl e com isso venho com a maior pergunta: Quanto tempo levará para aparecer outra que chame tanto a atenção?

    O que será de nós sem Lost?

    Bom amigos NAMASTÊ

  81. Rodrigo Souza says:

    Final Lost bem como eu gostei se vc abrir mão de tudo que viu e acreditar que o sideways é o purgatório eles estão lá e enquanto não tem a consciencia que estão mortos não podem deixar este plano !!! e o sideways não são cronológicos não estão no mesmo tempo, a ilha esta debaixo d’água pois ela não podem influenciar quem esta morto ; ) . por isso acho que ela já aparece debaixo d’água !!! todo o sideways e para os Lost se encontrarem e enfim rumarem para o FIM !!! sejá lá onde ele é srsrsr. na ilha e aqui mesmo, outra historia tudo existiu jack morreu, hurley virou Jacob e Ben virou alpert, protegeram a ilha por muitos e muito tempo até morrerem tb. Kate, Saywer, Lupidus, Clarie, Alpert, etc.. sairam com o avião e morreram em algum momento na historia. Flocke morreu, jack matou e ele não saiu da ilha , em algum momento Desmond saiu da ilha e morreu tb !!! pronto foi isso que aconteceu ….. Final muito bom !!!! e só para colocar a pedra final, quando a Juliet fala no ultimo episódio da quinta que encontrou Saywer, na verdade foi em outra vida pois ela estava morrendo e sabia que algum momento ele iria morrer e se encontrariam !!!. bem no final, existia sim um purgatório não era na ilha é sim num futuro que só foi mostrado no final.

  82. Luk says:

    O que eu entendi foi que tudo oque aconteceu na ilha foi real, com o passar do tempo as pessoas foram morrendo e o universo paralelo seria o pós morte. (Pra mim isso ficou claro com a conversa do Jack e seu pai) Eles conseguiram se reunir depois de se lembrarem do que aconteceu quando estavam vivos e “seguiram em frente”

  83. RyuGuitarFreak says:

    Emocionante esse final. Chorei “manly tears” a lot. Não estou a fim de pensar em teorias agora pq com esse final filosófico e aberto com certeza vão partir muitas para o que foi ou é o sideways. De cara eu me lembrei de Donnie Darko e das realidades tangentes, mas a idéia de purgatório tb é muito boa. Ficar entre filosofia/misticismo e ciência eu acho que é o certo no fim.

    Vai fazer MUITA falta e eu acho que jamais encontrarei série que me façar pensar e me emocionar tanto.

    See you another life, LOST.

  84. Emerson B.A. says:

    Cara, to órfão….

    Lágrimas nos olhos, porem um sorriso enorme no rosto . ADOREI!!!! muito foda . Fazia tempo que não me emocionava assim vendo TV . (é Eduardo chorei feito uma menininha, também)

    E a melhor coisa que fiz nos últimos dias , foi rasgar todas as minhas teorias e simplesmente ver o que os roteiristas tinham pra nos mostrar. Depois que afundaram o submarino foi isso que eu fiz simplesmente assisti, e amei o que vi.

    E antes que digam que eles morreram no começo da série , prestem atenção na conversa entre o Jack e o pai dele , quando o Jack pergunta ” eu estou morto? ” ….melhor copiar parte do dialogo do arquivo de legenda ……(coloca o som do flashback ai)
    374
    00:43:55,296 –> 00:43:57,889
    Tudo o que já aconteceu
    com você é real.

    375
    00:43:58,504 –> 00:44:00,445
    Todas aquelas pessoas
    na igreja…

    376
    00:44:01,017 –> 00:44:02,937
    São todas reais, também.

    377
    00:44:03,495 –> 00:44:04,923
    Estão todas…

    378
    00:44:05,602 –> 00:44:07,433
    Estão todas mortas?

    379
    00:44:10,153 –> 00:44:12,661
    Todos morrem um dia, garoto.

    380
    00:44:16,689 –> 00:44:19,090
    Alguns deles antes
    de você, alguns…

    381
    00:44:19,091 –> 00:44:21,475
    Muito depois de você.

    ( voltando …) Então toda a estória da ilha existiu, quem fugiu , fugiu , quem morreu, morreu….e depois que todos completaram suas “missões” aqui na terra , se encontraram no pós vida. Isso foi fantástico!!!!

    E do jeito que terminou , sabe que eu nem senti falta de explicações?!? Se é que faltou algo pra explicar, estou me sentindo como se tivesse acabado de fazer amor pela primeira vez, com a mulher que eu mais amo na vida . Cara de bobo e sem palavras.

    Bem que vc´s podiam fazer mais alguns losties podcast né , um só não vai ser suficiente pra falar tudo o que essa séries foi pra todos nós. Quem sabe mais alguns chamando todos os que já participaram das edições anteriores, pra cada um expor suas considerações finais sobre o que foi esse fenômeno, quem sabe até discutir a temporada completa.

    Quero mais Lost!!!!

  85. vivian says:

    henrique, e as pessoas que eles convercaram nos flashsidewas??? no hospital ??? de onde saiu o David ( filho do jack???) era a vida q eles gostARIAM DE TER ??? A SUN DISSE AO JIN AO VER LOCKE ENTRANDO COM ELA NO HOSPITAL – E ELE, ELE … COMO ASSIM ???? TEREI Q VER ESSE EPISODIO UMAS 20 VEZES

  86. Marco Tulio says:

    Achei o final sensacional pelos seguintes fatos:

    - O que valeu msm foi a historia deles contada NA ilha.
    - Pra mim os flashsideways foi criado só para o reencontro com quem morreu, a emoção que foi esse final…

    Achei maravilhosamente fodástico esse final da série!! PQP!

    Vo ver de novo…

    =D

  87. Luciano S.Carvalho says:

    Olá, pessoal!

    Eu nunca tinha postado um comentário aqui antes, mas depois desse final não tem como não comentar, vamos lá!

    Como disseram no *”final” de SuperNatural: “Escrever o início de uma estória, qualquer zé mané com um teclado consegue, o foda é escrever o final.”

    Para mim esse final foi muito bom, mas muito bom mesmo; foi emocionante rever aquelas cenas do início da série que surgiam a cada vez que um dos losties tinha um flash fazendo-os lembrar de tudo o que passaram naquele lugar especial. E como eles foram felizes na ilha, o que fica bem claro nas palavras de Christian Shepard: “Foi o melhor momento de suas vidas”.

    Foda também foram as cenas vistas em um contexto diferente mas que remeteiam à momentos importantes da série, como por exemplo aquela em que Jack e MIB olham para baixo enquanto a câmera vai descendo pela gruta. Será que alguém não lembrou da escotilha, impossível né!!! Nessas horas nós é que tivemos flashes como se fossêmos um dos losties.

    Para mim foi o melhor final que LOST poderia ter, eu estou feliz e é isso que importa.

    Com certeza a jornada valeu à pena!

    *para mim aquele foi sim o final, o que vier depois é só enchimento de linguiça e definitivamente não é progresso como disse Jacob.

    Caras; com certeza é de vocês o melhor podcast sobre LOST, muito divertido e esclarecedor e também eu concordo quando dizem que o LOSTies melhora episódios ruins.

    Parabéns pelo excelente trabalho, ou será diversão!

  88. vivian says:

    RODRIGO, PARECE Q VC ENTENDEU BEM, MAS E O RETORNO DOS 6 DA OCEANIC NA 4 TEMPORADA ACONTECEU MESMO….. ELES VOLTARAM PRA ILHA PRA MORRER !!!!!

  89. Marco Tulio says:

    Ah…

    E Vlw PH e Dudu pelo Losties!!!

    Foi dmais acompanhar a série com vcs!!!

  90. Depois de assistir ao final, fiquei com uma vontade imensa de ver “Lost by David Lynch”. A igreja do final me lembrou muito a Sala Vermelha, exceto que não havia anões ou pessoas falando ao contrário.

    Interessante notar também a sala com símbolos religiosos de diversas crenças. Poderia ser interpretado como “não importa sua fé, todas elas derivam da mesma fonte, ou conduzem à mesma fonte”.

    Gostei do episódio de maneira isolada, mas não como final para a série. Terminar de maneira tão abstrata me decepcionou. Esperava algo como um livro de mistério, no qual ao fim todas as peças seriam ligadas e tudo faria sentido.

    Não tenho nada contra finais abertos à múltiplas interpretações. Adoro filmes de David Lynch, como já disse. Mas não acho que coube em Lost. Não combinou.

    Brincamos, durante anos, de tentar descobrir um segredo, de tentar montar um quebra-cabeça e, no final, a sensação que fica é que o segredo pode ser o que vc quiser, a imagem do quebra-cabeça pode ser qualquer uma, depende do seu olhar.

    Eu ficaria mais satisfeito se as peças fossem dadas aos poucos e no final veríamos a imagem completa.

  91. Fernando Freitas says:

    Revendo o dialogo final dos Shepard, vou ficar revendo em loop isso e não vou cansar. Que dialogo genial! Esses ultimos 10 minutos vão ficar na historia da televisão!

    O Shepard pai dá tantas respostas naquela conversa e mesmo assim não foi aquelas respostas for dummies, ele deu respostas dignas de Lost, deixando o espectador pensar no que significam essas respostas.

    Bah, não tem como expressar minha alegria com esse final, foi demais! Sem palavras.

    Off:
    O que acontece com o LOSTies agora?? vai continuar no ar? Tenho que fazer um backup dos podcasts pra prevenir? Teremos respostas para essas perguntas? :O
    No aguardo do Podcast Finale do LOSTies :D

  92. Jackson says:

    Final de Lost assistido, seguro voltar pra Internet :D Acho q bom ou ruim não cabe aqui, a palavra é COERÊNCIA. E isso teve, gostemos ou nao… tipo, o episódio não foi espetacular, foda, mind blowing… foi competente em resolver aquilo que a Season 6 apresentou.

    E o final, o polêmico final… não posso negar q deu uma broxada, mas sinceramente não consigo pensar em outra coisa mais adequada. Tendo em vista toda a metafísica presente na série, o fim fez sentido. Mesmo ficando um gosto amargo. E LOST fica pra História, anyway #FATO

    E pra quem não captou, SIM: tudo que se passou na Ilha e fora dela durante as 6 temporadas, aconteceu. Apenas os sideways foram um além vida, um purgatório, um estágio antes da partida definitiva.

  93. Marcelo chobas says:

    Dudu de quanto foi a audiencia do ultimo episodio de LOST ? Valeu e abraços.

  94. IsaacNathan says:

    Cara, esse final de Lost não mudou em nada a serie. O final foi fantástico. O que aconteceu foi que eles introduziram algo inusitado na serie. O outro lado da vida.
    Do mais, ta tudo la. Esqueça o Sideways e se concentre na historia da ilha: Foi foda! O Jack se sacrificou, o Hurley eh o novo Jacob e o Ben um tipo de Richard. FODA

  95. Meu Deus!!!!

    De que mundo veio Michael Giacchino???

  96. Yoshimi Ford says:

    Acabei de ver. Sem condições de comentar. Minhas lágrimas dizem tudo.

  97. sem palavras
    lágrimas ao chão e mãos aos céus agradecendo a o lost por fazer minhas madrugadas mais felizes e ao losties por fazer minha ida ao trabalho sempre mais feliz ouvindo voces muito obrigado por tudo
    fantastico

  98. sem palavras
    lágrimas ao chão e mãos aos céus agradecendo a o lost por fazer minhas madrugadas mais felizes e ao losties por fazer minha ida ao trabalho sempre mais feliz ouvindo voces muito obrigado por tudo
    fantastico perfeito

  99. O final de Lost não me agradou. Falar que eles estavam mortos no, até então tido como flash sideway, me lembrou a teoria da primeira temporada que dizia que eles estavam mortos e a ilha na verdade era uma espécia de Purgatório.
    Não entendi como Aaron poderia estar na igreja como um bebê se lá era o local que se encontrariam todos aqueles que morreram. Mesmo que se considere que ele, eventualmente, veio a falecer, com certeza teria mais de 3 anos visto que em 2007 ele estava vivo.
    Qual foi a razão desse “Purgatório” ocorrer em 2004. Se a intenção sempre foi mostrar que eles haviam morrido e foram até lá para se encontrar não precisava criar toda a ilusão de que aquele lugar era um universo alternativo e parecer estar de acordo com o lado científico de Lost sendo a concretização da teoria de Daniel Faraday.
    E quanto ao corpo de Christian Shephard que desapareceu da ilha? O monstro de Fumaça apenas assumia a forma daqueles que morreram na ilha mas sem ressuscitar seus corpos. Quem era o Walt que havia aparecido para o Locke continuará um mistério.
    E a aeronave que jogava aliemento para as estações? Mesmo considerando que a Dharma existiu até 1990 ainda haveriam aproximadamente 20 anos de diferença que o avião levaria para levar comida de uma base até a ilha.
    E quanto aos números? Ficaram sendo tidos apenas como aleatórios e sem nada de especial contrariando o que foi “pregado” desde o início da série.
    Se não precisava pronunciar um texto com o copo em suas mãos para nomear o novo guardião da ilha então qual a razão disso ter sido feito pela mãe adotiva de Jacob e pelo próprio Jacob.
    No último episódio mostrou o quão maldito o Jacob poderia ser. Quando Jack pergunta “Por quanto tempo exercerei esta função” o Jacob poderia simplesmente ter repondido “Por menos de um dia”.
    Ao menos aquilo que era desejado fazia tempos aconteceu: a Kate morreu.

  100. @FernandoFreitas
    É sério que vc REALMENTE acredita que J.J. Abrams fez uma série que desde o começo se pretendeu ser uma série de Sci-Fi e nela ele coloca como se tudo não passasse de doutrinha espírita?

    Não estou aqui falando nada contra a dontrina espírita nem contra ninguém que acredite nela, mas convenhamos: se vc diz isso, vc está dizendo que espiritismo é Sci-Fi… Vc realmente acredita que uma série de TV americana produzida pelo mesmo cara que fez o novo Star Trek (que incluiu o conceito de realidades paralelas) e está fazendo Fringe (que trabalha constantemente com o conceito de realidades paralelas) vai dizer que o final de sua maior série de sci-fi é um conceito religioso e não o de realidades paralelas?

    Acho melhor pensar em uma série de TV de sci-fi como uma série de TV de sci-fi… Mas esse é o meu ponto de vista…

    Bom, se vc acredita que JJ Abrams colocou o Purgatório na sua série, então tá ótimo pra vc! Boa vida…

  101. Esses episódios serviram para mostrar que além de viajar no tempo o Desmond pode ver como é o mundo dos mortos sem precisar morrer.

  102. Fernando Santos says:

    E qual a explicação para o poder do Walt? -.-’

  103. Marinho says:

    MOMENTOS EXTRA FODAS DE LOST:

    Jack devolve para Desmond:

    “I SEE YOU ANOTHER LIFE BROTHA!!!”

    Nessa momento, meu cérebro derretou e depois explodiu várias vezes…foi demais!!!

    Outro momento emocionante foi o reencontro de Swayer e Juliet, foi viver Ghost novamente….foda d+

    E pra massacrar o coração de vez, aquela cena do Jack com o Pai dele, foi de FODEEEEEERRR meu coração, eu fiquei em estado de choque, e parei de respirar e sem batimento cardiaco por algum tempo…parecia que eu estava sendo sugado pela luz forte que apareceu na igreja, simplesmente entrei em transe naquele momento.

    F O D A !!!!!

    L O S T !!!

  104. Scypher says:

    A última vez que chorei tanto assim foi em A Lista de Schindler.

    Uma das estórias mais bonitas que já vi.

    Embora deva concordar com os que odiaram esse final pelo fato de parecer que eles perderam a mão no sentido de que muitas pontas ficaram soltas e não fizeram questão de ata-las, usando uma saída simples. Fica a impressão de que eles criaram um monstro que saiu do controle e ia em direção contrária ao que eles planejavam.

    Mas nunca vi um final de série carregado de tanta emoção, que fez com que todo o carinho e afeição que sentimos pelos personagens viessem à tona com tanta força. E ainda nos chocar com um final supreendente, belo e feliz, mas também com um generoso toque de tristeza.

    Tristeza não pelo fato de que eles morreram, afinal, todos morrem um dia como disse Christian Shepard no diálogo com Jack. Mas triste porque nós, tele espectadores temos que “let it go”.

    Lost will go on

    Com certeza Lost foi um marco na história do entretenimento.

  105. Rob Ville says:

    Pra mim foi foda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Eles brincaram com a gente até o útlimo instante, usando no final da série uma das primeiras teorias que surgiu sobre ela (de que a ilha seria o purgatório), mas fizeram isso nos side-ways. Foi fantástico!

    E o final com o Jack fechando os olhos foi o oposto do que todos esperavam, que seria ele abvrindo os olhos novamente.

  106. Willy E Caolho says:

    Após ver o final de Lost, vim compartilhar com vocês: ainda estou chocado, digerindo o que aconteceu.
    Para mim, fechou com chave de ouro.

    Mais uma vez, Darlton me surpreendeu. Nunca imaginei que os flash sideways eram isso, e me deixaram até o fim me questionando: para onde eles vão ? já tá tudo ok !! Até que Jack descobriu junto conosco. Todo o fflash sideway fez sentido.

    Estou me sentindo realizado mesmo após esta experiência fantástica de ver Lost. Aos que não gostaram, gostaria de verdade de compartilhar com vocês o meu sentimento.

    Todas as pontas soltas, pode deixar que eu resolvo: Christian na morte de Michael ? Para mim, erao espirito de Christian mesmo.
    As gravidas não tem filho na Ilha ? Por causa de Jacob.

    Na verdade, a última resposta foi dada por Ben. O protetor da Ilha tem poder sobre ela, assim Jacob foi o responsável por tudo que aconteceu de mais estranho, assim como a ida de Jack, Kate, Hurley e Sayid ao passado.

    Para mim valeu muito mais minha explosão de cabeça do que se eles passassem a explicar.

    Valeu a jornada, vai demorar a haver outra como Lost, se é que haverá algum dia.

    Chorei pra caralho – principalmente na cara de Hurley quando encontrou Charlie, e nos reencontros Charlie-Claire e Sawyer-Juliet.

    Obrigado por tudo. MESMO.

  107. Diego- says:

    Adorei o episodio ate os últimos 10 minutos, para mim se o episodio tivesse acabado na porta da igreja seria o melhor episodio da melhor serie de todos.

  108. Ricardo says:

    Eu tinha certeza que o Jack ia chorar no final da série, o que me pegou de surpresa foi eu ter chorado também.
    Preciso sair pra beber e conversar sobre Lost…

  109. Eu não sei o que dizer… Eu adorei o fim da série. Adorei como as coisas acabaram, adorei poder ficar em paz comigo mesmo depois disso tudo.

    Me senti lá naquela igreja também, junto deles, partilhando daquele momento único.

  110. Gustavo says:

    Caralho que que foda final digno pra uma série igualmente fodastica…. Mas acho que eu talvez achasse bom indiferente do que viria, por tudo que passou por toda a experiencia ótima que tive nesses 6 anos, não ia apagar isso por um simples final. Mas adorei o final pqp, e o que eu mais gostei foi o fato da ilha realmente ter existido, e tudo oque se passou la foi real, e que na verdade a realidade alternativa era apenas um um “encontro de amigos no pós-morte”. Cada um morreu no seu tempo, nada de todos morreram no Oceanic 815, nada de jack e locke na praia se olhando e do tipo: la vamos nós de novo….. pqp perfeito

  111. Massa says:

    Acabei de ver o episodio e corri aqui para postar e voltar a internet, achei o final fantástico, digno de uma serie que mudou a televisão.

    E Adorei o detalhe do mosaico que é visto na sala onde jack e seu pai estão conversando ao fundo com seis simbolos religiosos (Roda do Dharma do Budismo, Cruz, Estrela de Davi, pranava hindu, yin yang do TAO, quarto crescente muçulmano). preciso assistir com calma para pegar estes eastereggs que são fantásticos.

    E estou agora ansioso pelo podcast finale que também vai deixar saudades.

  112. Fernando Freitas says:

    @Pablo de Assis
    Eu não disse que o JJ Abrams ta aplicando doutrina espirita, esse conceito de pós-vida aparece em MUITAS, mas MUITAS religiões.
    Espiritismo nunca foi sci-fi, e Lost não é uma serie puramente Sci-fi, pelo menos nunca rotularam dessa forma. JJ Abrams pode ate ter pensado em um final diferente, mas o fato é que ele já nao participa de Lost a umas boas temporadas.

    Não tem sentido no ultimo episodio ele dar uma resposta DIRETA do que está acontecendo querendo dizer exatamente o oposto. Qual o sentido disso numa narrativa? “Vamos dar a resposta final, mas na verdade ela significa o contrário.”

    Você está se prendendo muito as outras obras dele, não quer dizer que agora qualquer coisa que ele faça na vida vai ter realidades paralelas.

    Falar com os mortos é sci-fi?
    Um monstro de fumaça é sci-fi?
    A Luz na caverna é sci-fi?
    Uma hipponga que caga regras e não envelhece é sci-fi?
    Um farol que mostra a casa de outras pessoas em um outro continente é sci-fi?
    Um pó preto que repele um monstro de fumaça? Qual seria o reativo quimico?

    Lost desde o começo misturou tanto sci-fi quanto mitologia, não existe um rotulo de “JJ Abrams’ Sci-Fi, with extra alternative dimensions”

    Purgatorio é apenas um NOME, vc pode chamar aquilo como quiser, aquela realidade é a sala de espera do paraiso, se assim ficar melhor.

    Mas eu não vejo sentido nenhum em questionar uma coisa que foi respondida assim tão na cara, achei pouco provavel alguem duvidar, mas cada um tem seu ponto de vista.

  113. Fernando Freitas says:

    Ja consigo ver universo extendido de Lost contando as altas confusões de Hurley e Ben cuidando da ilha :D

  114. Chorar? Chorar uma PORRA… eu fiquei foi indignada!
    Os primeiros 60 minutos foram ótimos… apesar de td mundo perceber q ia caminhar p/ o clichê.
    Mas oq foi isso cara? Eu estou INDIGNADA! Indignação é a palavra! Final totalmente FAIL.
    Nunca vi nada tão forçado como esse lance deles estarem mortos.
    Claro: uns morrem antes, outros depois, mas tds se encontram sei lá aonde e PLIM!, final feliz? Ahhhh me economizem!
    Foi a coisa mais RIDICULA q eu já vi na minha vida.
    A morte do FLocke foi tosca….
    Cara, eu tow tão indignada q nem consigo me expressar direito.
    Eles não deram nenhuma resposta, e ainda q não respondessem a tudo, q pelo menos fizessem um final fodástico e DIGNO para a trama q eles mesmos bolaram mas não tiveram CULHÕES p/ sustentar.
    Mas qual….!

    Cara, tow INDIGNADA!
    rsrs
    Vou deitar a cabeça no travesseiro falando isso!

  115. p.s.: E pelo amor de Deus, eu não posso fingir q me contentei c/ td aquele blá, blá, blá… aqueles abraços, aquela palhaçada td de “todos morrem um dia” e de “afterlife”…. Poupe-me! Era essa mensagem q Lost queria passar? Não precisava dar essa volta ao mundo em 6 anos p/ isso…
    Foi morno, aliás frio, quase gelado! Não me agradou MESMO!
    Pra qm conseguiu gostar, meus parabéns…

    Eu só fiquei c/ a sensação de q minha inteligência foi subestimada!

  116. muito emocionante. chorei muito com o ben e o locke. e muitíssimo com o sawyer e a juliet.
    tudo bem que eu esperava um pouco mais do link entre a ilha e o sideways, mas como o dudu disse valeu (valeu muito mesmo) pela experiência.
    valeu lost

  117. ALEXANDRE says:

    Gente, esquece essa porrrrrrra de purgatório, os flash são uma realidade paralela, lembra do primeiro encontro do Faraday com o desmond que ele mostra no caderninho a linha tracejada( paralela) porrrrrra, esquece está merda de purgatório, se pudessemos juntar os dois tempos, teriamos, dois jack,2 hurley,kate,etccccc.

  118. Antonio pinho says:

    Não Chorei, mas achei o final melhor que esperava, estava com a sensação otima de saudades…Quando fica esse sentido é que valeu a pena…

    Principalmente acompanhar com vcs e com o pessoal aqui debatendo e discutindo…como diria jacob..depois que tudo passa o resto é progresso…

    abraço

  119. Ricardo says:

    Incrível! E sabe o que achei mais incrível? Minha cabeça explodiu lendo os comentários… não porque uns falavam em purgatórios, vidas alheias, choros ou whatever.
    Mas veja: as opniões meio que se dividiram entre os que amaram, os que odiaram e os que ainda tem dúvidas, certo?

    É exatamente isso o maldito jogo do Jacob e o MIB: Somos as pedras brancas e as pretas! Uma divisão perfeita daqueles que estão de um lado ou outro; e lembrando que não é um lado bem ou mal, simplesmente porque o certo ou errado é apenas um ponto de vista.

    Minha conclusão final é essa. E quem ainda não sabe com qual pedra fica, é porque ainda está no purgatório, apenas esperando por algum Desmond lhe fazer lembrar da série, e porque não, esquecer os detalhes que não importam? Mas é claro que Desmond não buscará a todos; alguns simplesmente não querem, e outros simplesmente não entenderão.

    Para todos, independente de quem seja, ele diria: “Te vejo em outra vida, brother”.

    É isso. Nasmastê! \o/

  120. Daniel Almeida-Cubatão-SP says:

    Meu Deus, eu sabia que os produtores não iam me decepcionar, eu chorei cara, que final foda, que série foda, que experiencia foda, sem palavras, quantos momentos emocionantes nesse episodio, ver novamente Locke mexendo o pé, ver ben Linus tendo a chance de se desculpar com Locke, o reencontro de Jack e seu pai, Sawyer revendo Juliet, Jack devolvendo o “nos veremos em outra vida” para o Desmond, a visita de Vincent a Jack em seus ultimos momentos, nossa, podia ficar a té amanha aqui descrevendo quantos momentos fodas tiveram, mas deixa pra depois, preciso me recuperar, triste pela a série ter acabado, mas muito feliz de ter presenciado, assistirei amanhã novamente no AXN, LOST FOREVER!!!

  121. Almighty says:

    O final teve uma sutileza muito foda: dizem que os cães se deitam ao lado das pessoas que estão prestes a morrer. O que o Vincent fez no final? =D
    Isso foi muito maneiro, me emocionei pra caralho.

  122. matheus says:

    Caramba!
    Final Melhor, impossível!
    FODA!FODA!FODA!FODA!FODA!FODA!FODA!FODA!

  123. Hahahahah, lendo os comentários… acho que MUITA gente vai precisar reassistir – não só este episódio ou esta temporada, mas TODA a série – pra conseguir entender o que aconteceu.

    Chorei a cada “reencontro”/”lembrança”. Chorei o tempo todo. E eu que não choro com TV =P

    Tô vendo muita gente comentar a beleza do final de Lost. Eu preciso acrescentar só mais uma palavra: genialidade. Beleza e genialidade pra mim resumem toda a série.

  124. Gilmarzinho says:

    Te falei Eduardo Sales…
    No fim, o que vai importar é o que estava acontecendo na ilha, e o sideways não vai ser nada.

    >>>Na ilha: FODA PRA CARALHO! FINAL DIGNO DE LOST!
    Cheio de emoção e surpresas até o último minuto.
    Ah, quando o avião começou a andar eu fiz as contas de quem estava partindo:
    1. Sawyer
    2. Kate
    3. Lapidus
    4. Claire
    5. Miles
    6. Richard….
    O que isso nos diz???????? OCEANIC 6!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Nossa! Ainda tô todo arrepiado aqui! PQP!!!!
    Agora vou deitar pra dormir e ficar muito triste porque NUNCA MAIS VAI TER LOST!

    >>>No sideways: não deu em nada como não ia dar mesmo. Que eles iriam morrer um dia… todo mortal sabe. “Todo mundo morre um dia”. Então nada mais comum do que… morrerem um dia.

    Namastê. Té.

  125. Alanista says:

    PQP !!!!! só agora acabei de ver o final de lost e ainda estou enxugando os olhos foi muito emocionante, só vim agradecer a vocês Eduardo, Raphael e a todos os convidados participantes e também aos ouvintes com seus comentarios que me fizeram não me sentir tão sozinho numa hora como essa, já que estamos todos “perdidos” com ou sem LOST e ficaremos até para saber quando vai chegar a hora e o local da única certeza que temos nessa vida que é a morte e mesmo assim temos que lembrar de que não adianta pensar nela, se não vamos deixar a VIDA que com certeza é muito mais importante, passar muito rápido. É um presente que não podemos desperdiçar e lembrar sempre que no final o sentimento para fazer esse e qualquer outro mundo melhor é o AMOR.

    Muita Paz e tudo de bom a todos

    Namastê

  126. Muita emoção.
    Final belíssimo, digno de lost.
    Agora, depois de toda a experiência que essa série representou pra muitas pessoas eu te pergunto:
    Qual o significado maior da sua vida?
    O que realmente importa?
    Pra onde vamos?
    E as pessoas que amamos, estaram conosco?

    No fim essas são as questões que nem Lost e nem ninguém sabe com certeza.

    Mas o que importa realmente nesse momento … é a jornada. Tudo que acompanhamos (vivemos) e tentamos decifrar, entender.

    Respostas?
    Não precisamos de todas pra curtir a jornada.

    Isso FOI LOST!

    Abraço pro meu grande amigo PH Santos e pro Dudu.
    Que tiveram essa magnífica iniciativa e que fez a gente curtir mais ainda a JORNADA.

    =P

  127. Paulo Henrique – Fortaleza 26 anos

  128. A Ilha era só uma forma das pessoas redimirem seus erros.
    Final lindo!
    Chorando ainda!

  129. Leandro Crispim - Fortaleza CE says:

    Esse fim de Lost me deixou uma sensação de vazio incrível.
    Seja pelo final dessa saga, seja pelo final em si, apesar de digno, não ter me agradado. Pô tava gostando do meu rumo, que tbm era o do PH, de que o sideways seria a realidade após o fim da ilha.
    Se ele era o além vida, todos alí morreram, mesmo que num espaço de tempo distantes uns dos outros.
    Pois bem, tomando o sideways como um “purgatório” onde as almas iriam se reunir para se encontrasem mais uma vez e tomando que todos os que ali estão viveram, já que estão alí mortos, QUE PORRA ERA ESSA DE FILHO DO JACK COM A JULIET SE ELE NUNCA FILHO TEVE PARA ESSE ESTAR NO ALEM VIDA DELE????
    Alias, PH cantou essa pedra e acertou na lata!!
    Eduardo Sales, você com seus conhecimentos espíritas me explique melhor pois eu não sei muito dessa doutrina e até alguem me convenser esse sideways/purgatório pra mim foi muito mal explicado, mal encaixado, mal utilizado.
    É de alguma doutrina que os espíritos alem vida desenvolvem existências semelhantes às nossas?
    Não sei… Eles meio que brincaram no sideways com aquela teoria antiga, logo do início da série, que eles estavam mortos e a ilha era o céu, inferno, além…
    No fim botaram até o Christian pra falar que eles estavam mortos.
    Falando em Christian, até que seja explicado/desmentido no DVD, na ilha ele era mesmo o FLocke, que por sinal, não dar tiveram nem a descencia de dar um nome pra ele. Gostria de Esau, seria uma boa referência. Voltando a do Christian, eu esperei até o ultimo segundo o FLocke fosse desmentido e mostrasse que o Christian era só um espítito que tentava proteger a ilha sobre a batuta do Jacob. Se bem que após a passagem do cargo para o Jack toda influência dele na ilha se desfez, fazendo até o Richard voltar a ser uma pessoa normal, envelecendo.

    Peço a quem estiver tendo o trabalho/saco de ler meu comentário que me perdoe essas palavras jogadas de qualquer fomar mas é que estou eufórico e preciso comentar Lost com alguém, nem que seja escrevendo, sem saber ou mesmo me importar se alguem vai ler.

    Agora, falando do REAL, seja lá o quão real isso seja, a parte da ilha me empolgou muito. Hurtley como no Jackob e Ben como novo Richard, adorei. Aliais, povo forte pra conseguir levantar aquela árvore de cima do Ben assim, rapidinho. E o Lapidus!! Apesar de apagadíssimo na 6ª temporada eu gostava muito do personagem e vê-lo são e salvo, levantando voo foi muito satisfatório.
    Mas nem tudo são flores… Achei meio desnecessáio o beijo “fim de novela das 8″ da Kate e do Jack. OK, entendo, eles se amavam, pelo menos até ela sair da ilha, onde deve ter ficado com o Sawyer. Mas também, numa situação dessas, se tivesse só o Sawyer e o Jack era capaz de rolar um beijo tmb, só pelo clima de “soldado indo morrer no front”.

    No fim, temos que fazer como o Chritian falou e Let it go. Lost foi um marco. Me sinto até honrado em presenciar esse momento, vivenciar essa experiencia coletiva que é Lost. Estava no aguardo do fim da série pra avaliar se comprava a box ou não. Com certeza vou comprar para ter esse registro visual sempre comigo.

    Senhores, foi um prazer ouvir desde o episódio 00 dessa iniciativa do Losties. Nunca comentei um programa mas espero que esse comentário extremamente sincero me redima da falta de feedback anterior. Aguardo com ansiedade a minha ultima visita à ilha no podcast de vocês.

    Namastê, fiquem com Deus e lembressem que Ele ama vocês assim como Jacob!!

  130. Gostei do final, como episodio até que foi bom, ótima trilha sonora! Foi bom como um final, mas não como uma conclusão!

    Muita coisa não foi explicada, e ja esperava por isso, mas mesmo assim isso me desagradou, coisas antigas, ex: os poderes do Walt, as viagens no tempo, e etc. Mesmo que as vezes seja até interessante deixar alguns misterios para ficarmos discutindo, mas isso foi usado em demasia, muita coisa ficou em aberto!

    Uma de minhas teorias estava certa: De que Lost terminaria como Arquivo X (ok, não foi tão ruim assim!), ou seja, mistérios e duvidas iam sendo criadas, mas com o tempo iam sendo deixados de lados e esquecidas sem respostas.

    Jacob, pra mim foi uma grande decepção, antes ele se mostrava como alguem poderoso e importante, mas no final se mostrou um completo panaca que não fazia e não sabia de nada. Seu irmão tinha mais carater do que ele!

    Mas a idéia do purgatorio até que foi legal, antes chamava aquela realidade de Flash If, mas agora pra mim é Flash Heaven!

  131. Fabio says:

    Que decepção… estou tão triste com a falta de respostas e o final tenebrosamente ruim… lost não significa mais nada… os roteiristas fizeram jus ao nome da série, completamente PERDIDOS!

  132. Olha só, Richard vivo! Toma essa![1]
    Opa, Lapidus também! Toma essa![2]
    Usaram o Walkie Talkie! Toma essa![3]

    hahahaha Lapidus é o ser infodível de Lost! rs

    Brincadeiras à parte, vou fazer um soro caseiro aqui que até desidratei vendo a bagaça….

    Abraços!

  133. Em tempo, complementando:

    Outra coisa que curti é que no final das contas, “Morto é morto” e “o que aconteceu, aconteceu”.

    Isso pra não citar o “Live together, die alone” (com exceção dos Kwon, claro)

    Abraços!

  134. Tem gente q nao entendeu, LOST não é sobre gente que morreu! É sobre gente que viveu!
    Independente das minhas crenças pessoais entendi as referencias às diversas religiões na sala onde estava o caixão.

    Mas mais um vez LOST não é algo pra ser explicado. É para ser experimentado!
    Experimentar amar alguém com todas as sua forças; experimentar perdoar alguém, por mais dano que tenha lhe causado; entregar sua própria vida para que outras sejam salvas;

    Esqueçam as discussões sobre a parte científica da série. Lost nunca foi sobre isso. Revejam agora cada episódio não buscando o “Por quê”, a causa. Mas busque o “Para que”, a finalidade!

    Deixando claro, na minha crença (evangélica) não creio em purgatório, nem que todas as religiões levam pro mesmo lugar.

    Mas Lost tb não é sobre quem está certo ou errado.

    Lost é sobre eu e vc, que não sabemos de onde viemos nem para onde vamos, que estamos perdidos em nós mesmos, com nossa vidas medíocres e sem esperança em nada. Mas que ainda assim, temos a chance da escolha, a oportunidade de decidir se queremos continuar assim ou sermos de fato pessoas melhores, lançando fora nossos medos e passividade, para nos tornamos verdadeiros “candidatos” a protegermos aqueles quem mais amamos!

    “See you in another life, brotha”

  135. Geisson Carlos Rosario da Silva says:

    Sou de são paulo SP tenho 30 anos…. não li nenhum comentario, mas só tenho uma coisa pra dizer não é flashsideway porra nenhuma, o baguio é flashdeadway!!!! #prontofalei

  136. J.J. Abrams says:

    Dear fãs,

    Espero que vcs inventem mil teorias pra juntar os furos que eu e nossa equipe rebolamos enquanto contávamos essa história e já não temos nenhuma idéia de onde fomos parar.

    O grande final seria revelar que todos losties estavam mortos no LIMBO, afinal, seria a grande surpresa, mas descobriram essa teoria na First Season de cara, daí ferrou tudo. Perdi o tesão tendo que negar isso.

    Mas acho que enganamos todo mundo até o fim. Lembrem-se: “o importante é como a história é contada, e não o final em si.”

    … EPA. larga essa pedra menino, pelo amor d…

  137. Bruno Aguiar says:

    Po, que Jack sacana ein? “ae bem, tem um copo ae?” “tenho essa garrafa suja, serve?” “beleeeza!” “Toma Hurley, bebe essa agua parada aqui e pega uma Amebíase, Cólera….”

    Que pena deu do Ben quando ele levou aquela cotovelada do Sawyer ein… “porra sawyer, denovo nao cara, toda temporada minha cara vira tomate amassado!”

    O que diabos foi aquela cena do Ben, que ficou preso pela árvore, que não se mexia 1 centímetro, disse pro pessoal ir embora, pra onde estava o barco que a fumaça ia usar pra fugir, tudo indicava que ele ia ficar preso e o pessoal ia la tentar matar o Ben, então magicamente, logo depois está ele andando feliz junto com o pessoal, lá onde estava o barco do Ben

    Porque diabos o Desmond fez o que a fumaça queria? Só porque ele sabia que depois da morte iam para um lugar feliz?! Que puta egoismo é esse?!

    Lapidus é foda ein, sobreviveu a portada na explosão do submarino, ficou dias a deriva, bebeu 2 goles de agua e concertou um avião e decolou com ele! Esse é o verdadeiro heroi de Lost!

    Porque a fumaça não foi antes a luz? A ilha não é tão grande assim para que ele não achasse em 10 mil anos. Não venham com o papo que ele só pode achar porque o Jacob morreu, porque o Jack já era o novo Jacob.

    O que diabos foi aquilo com o Sayid? E o amor da vida dele, o que motivo da sua vida, o que sempre o moveu, a Nadia, simples assim?! Esquece ela e fica com a loirinah que ele passou alguns dias em uma ilha? Repito TODA a vida do Sayid foi em função da Nadia, desde que ele a deixou fugir lá da prisão.

    Mesmo sabendo que o flash if é o pós-vida, mas lá apesar de não existir um “agora” como fala o Cristian, o que diabos o Japa dos vídeos de orientação estava fazendo lá?! O dr. Chang tinha por volta dos seus 40/50 anos em 1970, como pode estar daquele jeito nos anos 2000?

    Não foi a retirada do ralo que tornou o Locke mortal, veja que a camera mostrou por 2x as mãos dele, e da pra ver que elas estavam sangrando, pelo atrito da corda! Não acho que mostrariam 2x as mãos do Locke sangrando a toa, se não para nos mostrar isso.

    Como o Jack é ruim de briga ein? PQP velho, ta precisando de umas aulas de Kravmaga, jiu-jitsu, qualquer coisa! O cara apanha pra um velho 2x, só escapa porque o velho tem pena dele na 1a vez, e na 2a porque Kate o mata na TRAIÇÃO, pelas costas, uma ‘puta falta de sacanagem’

    Veja que os malditos numeros estão presentes até o fim da serie, a mesa que Desmond conversa com Eloise Hawking é a número 23, e no fim não explicaram o motivo dos malditos numeros aparecem por todo canto.

    O que Desmond quis dizer quando a Eloise Hawking perguntou se ela ia levar o filho dela. E ele disse “não, não comigo”. Pelo que entendi a Eloise Hawking também já lembra, e sabe que estão mortos, e ele deixa a cargo dela levar a segunda ‘levada’ de gente pra passagem.

    Beleza, Jack era o escolhido e não podia deixar a ilha afundar, pelo compromisso que assumiu de proteger a ilha. Mas po, o Desmond tava vivo, e é imune a magnetismo, ele tinha condicoes de ir la fechar o ralo, nao precisava dar uma heroi e ir tapar a rolha.

    O Hurley e Jack foram pessoas que foram protetores da ilha, e estavam la pra fazer a passagem, porque Jacob e sua mãe não estavam? Porque Jacob quando morre vira cinzas instantaneamente e Jack não?

    Qual é a dessa porta do céu, é estilo a arca de noé do padre marcelo? “os animaizinhos, subiram de de 2 em 2″ porque só tinha casal naquela igreja, e o Boone, um segura vela do caralho, vai ficar na merda la no ceu, só os casaizinhos e ele chupando dedo.(ou não, já que ele já pegou a sua irmã, pode compartilha-la com sayid.)

    Decepção total pela total ausência de explicaçõe e optar pelo final mais fácil, deixando milhares de pontas soltas, sem nenhuma explicação. E não venham dizer que é uma questão de fé, que não é ciência, que isso não tem nada a ver.

    O que nso foi vendido desde o começo da série foi uma série de mistérios, aonde esses mistérios são respondidos, uma bela propaganda enganosa, quando se tratava de uma serie com inicio e fim bem cliche, que poderia ser resumido nos 2 primeiros e 2 ultimos episodios, todos os misterios do meio foram apenas para encher linguiça, é tanto que muitos dos mistérios eles nem se deram ao trabalho de responder, pois aquilo nunca importou.

    Criar uma série/filme com historinha de vida pos-morte, redenção, purgatorio, existem dezenas, bem cliche, o diferencial de lost era a questão do misterio, que foi jogada no lixo, e a serie toda na verdade se tratava do cliche.

    fa-boys vao dizer que o final foi otimo. Por favor ne, voces se ‘vendem’ facil assim? Bom saber o que acontece com eles após a morte, e o que são os flash sides, mas podiam dar tambem um final para a serie, para a ilha, e explicar as pontas soltas.

    E porque meter viagens temporais e o caralho a 4 nessa série meu deus?! Não tem sentido algum.

    Será que falo das pontas soltas? Acho que sim.

    O que são os números e porque eles estão presentes na vida deles? Eu sei que são da equação de Valenzeti, mas porque eles apareciam sempre nas vidas deles? Just coincidences?

    Só a fumaça escarnava os mortos, certo? Como a real mãe do Jacob apareceu para eles? E como o Cristian apareceu no cargueiro? E como ele aparecia pro Jack quando ele saiu da ilha, antes de voltar pra ilha?

    Michael não conseguia se matar porque ele era um escolhido, porque a ilha não acabou com ele ainda. Então porque os Escolhidos conseguiram se matar, lá com a bomba no submarino?

    O que era a luz?

    Quem contruiu a caverna e fez aqueles budas lá dentro e a rolha?

    Quem fez a estátua gigante?

    O que aconteceria se Flocke saisse da ilha?

    Daonde veio a Russeau 1.0? Porque ela matou a mãe dos meninos? E porque essa questão de maluca da floresta querendo filhos se repete?

    Porque os sussurros? Que explicação mixuruca foi aquelade “são os espiritos”. Porque eles só sussuravam quando os the others estavam para aparecer? Porque esses espíritos não iam para o pos-vida como os losties quando morrem? Porque os losties não ficaram sussurando pela ilha então?

    Hurley ficou como guardião da ilha, e provavelmente deve ter feito ben imortal como Jacob fez com Richard. Se Hurley está morto, quer dizer que alguém o matou! e Ben também. Quem os matou? Já que a fumaça não existe mais. E humanos nem ao menos conseguem ver o ‘Jacob’.

    Porque alguns foram pro céu e outros não? O Eko por exemplo que teve uma redenção completa não foi. E Sayid, que ainda era o mesmo filha da mae assasino que sempre foi, sem coração, foi!

    Como os corpos de Adão e Eva tinham de 40 a 50 anos, pela decomposição da roupas se aquelas mortes foram a milhares de anos?

    Se a mãe do Jacob era a guardian da ilha, e tinha os poderes jacobianos, porque ela não matava ou impedia pessoas ruims de chegarem a ilha, como aqueles que depois ela matou?

    E o avião jogando comida da Dharma na segunda temporada? A Dharma não acabou? De quem era aquele avião?

    Porque girar a roda move a ilha? E porque lá embaixo é congelado?

    Porque a cerca sónica para o Flocke?

    E aquela infecção do sayid e dos franceses? Que infecção é essa?

    Enfim, existem centenas de questões não explicadas, é só procurar pela internet que acha milahres

  138. Rod Reis says:

    Tô muito emocionado com o final, Lost não é sobre a Ilha, ou sobre magnetismo ou sobre a Dharma, Lost é uma série sobre pessoas e elas tiveram um fim digno para mim.
    Final foda, mas só para quem acredita no q foi mostrado…entendam como quiser.

  139. Paulo Junqueira says:

    Esse final é bem bacana sobre alguns pontos.
    Realmente dá vontade de começar a rever o episódio ‘Piloto’ e pelo menos Jack termina com a Katie, benzodeus.
    Por outro lado a função dos flashsideways e se tornou meio que desnecessária nesse final, mas acredito que nos finais alternativos eles ganhem outro sentido.
    E tomara que Lost tenha vários finais, espero que os roteiristas nos abençoe com vários. Daí cada um se apega ao que achar melhor.
    Esse final devia chamar…. AJIRA SIX.

  140. Sbriguiliu says:

    Mas uma dúvida… Se os escritores e todo mundo concordava que o personagem principal era a Ilha… E ai? Qual era a importância dela no mundo, o que aconteceria se o MIB saísse.
    Para mim o FlashHeaven foi legal, já que foi uma história bem contada e emocionante… Mas ela não é o final de Lost, o fim é quando o Jack vê o avião e fecha os olhos… Isso sim foi ruim, pois eu concordo que tem que ter alguns mistérios para continuarmos discutindo sobre a série, mas não tantos como ficou… Para mim teria que explicar qual era a importância dela para o mundo, não o que ela era realmente, pois isso nós iríamos teorizar, mas e daí que ela iria afundar… Qual o problema disso? Nesse episódio a única preocupação dela afundar é quem estaria lá iria morrer, mais nada, ela não iria fazer falta.
    Por isso eu acho que se estão mortos ou não no FlashHeaven, não é a discussão, pois lá fala, é fato… Mas a Ilha… Cadê o “PERSONAGEM PRINCIPAL”.
    Ótimo episódio, ótima direção de atores, excelente trilha, mas na verdade foi um Mind Game dos roteiristas, ótimo episódio para esconder os furos que ficaram para trás…

    Mas mesmo assim ainda gosto de Lost… foi uma ótima experiência nesse 6 anos as discussões madrugada adentro que valeram a pena, pena que sua conclusão não…

  141. MiB in Hell says:

    Pensei que quando Miles tava na canoa com Ben indo pra segunda ilha, iria acontecer um deslocamento temporal trazendo a canoa da Juliete no episódio “The Little Prince”. Os roteiristas perderam a chance de amarrar essa ponta aí, e aparentemente esse mistério da canoa ficou sem explicação.
    Agora fala sério galera, era tudo um Purgatório no final das contas, desde a época do Rodrigo Santoro, na minha opinião.
    Não acredito em vida após a morte, então pra mim foi um final sem sentido.
    Gostava mais quando as viagens no tempo eram um enigma mais bem elaborado, no final das contas, no limbo não existe linha do tempoe pronto, essa era a explicação.
    Crianças não podem ser geradas no limbo, por isso não podiam nascer crianças na ilha, só as que por ventura estivessem na barriga das mães.
    A ilha é o Limbo, ou vc evolui a sua alma pra avançar os estágios ou continua se purgando. Um ato bom te leva pra redenção, um ato ruim te leva pro Hell.
    Não existia nada científico afinal, era tudo uma salada mística com Happy End.
    Mas eu curti assistir, não desperdicei uma lágrima sequer, então fiquei no lucro. Gostei do Jack ter ficado com a Katie, só isso já me bastou.
    Abraços

  142. Filipe Rosa -RS says:

    Sei que este será apenas mais um comentário, mas preciso expressar tudo que está na minha cabeça. Lost sempre foi um grande evento, e não uma série. A 6 anos vemos esta série sair da tv e ir para a internet, podcasts e conversas de amigos. Mas o final fez mais que isso. Posso ler alguns comentários dizendo “EU SABIA QUE ERA O PURGATÓRIO”, mas o que o maior feito de Lost hj foi sair da tv e entrar no meu coração. Fez eu perceber que a vida é o que importa. Não são os mistérios e reviravoltas, mas sim o que vivemos com as pessoas que nos rodeiam. Hj percebo mais do q nunca q, não importa se fomos jogados de uma janela por nosso pai ou se nunca tivemos a oportunidade de falar que amáva-mos. O que aconteceu, aconteceu. E o q o final de Lost me mostrou foi A VIDA. Tudo o q passamos, alegrias, tristezas, frustrações, vitórias, tudo nos fez chegar até aqui. E no fim é isso que importa.
    Minhas mão tremem no teclado pois neste exato momento, depois de 6 anos posso perceber a importância desta série. Aproveitar a minha vida.

    Obrigado Dudu Sales e Ph Santos por compartilhar este momento conosco, vcs, como aquelas pessoas na igreja, fizeram parte das nossas vidas…e isso nunca esqueceremos…nem na eternidade.

  143. qjota says:

    A princípio nos emocionamos com o final mas quando começamos analisar um pouco mais a fundo, notamos que foi muito superficial. Isso é um desistimulante para voltarmos a assistir a primeira temporada porque ao revermos os episódios percebemos que a grande maiorias dos mistérios apresentados não terão resposta ao final da série.

    Nem a pergunta mais básica foi respondida: eles conseguiram sair da ilha? Não se sabe… O que foi mostrado é que num determinado futuro todos eles vão morrer, mas não sabemos quando, nem como e nem porque… É claro que a maioria de nós entendemos que quando o avião da Ajira subiu, alguns personagens saíram da ilha, mas isso é apenas suposição, pois o avião pode ter caído no mar logo depois que a série acabou, antes de chegar ao seu destino fora da ilha.

    Fico feliz por ter esperado o término da série para comprar todos os boxes pois agora sei que não vale a pena. Seria muito mais interessante se eles tivessem jogado algumas respostas que desse uma outra visão e entendimento para a série, tipo o que fez o filme O Sexto Sentido. Ao término desse filme pensei: tenho que rever desde o início para entender aquilo que estava na minha cara e não percebía. Esperava algo surpreendente também em Lost. Mas da maneira que terminou, penso que a única temporada que vale a pena rever é a 6. para entendermos melhor os flashsides…

  144. Grazi-k says:

    Discordo de algumas coisas concordo com outras…

    Lost nunca foi científico é o CARAL*O. Ele deu por muitas vezes entender que era, com escotilhas, vacinas, infecções, eletromagnetísmo. O fato é que nós acabamos por entender dessa ciência tanto quanto os próprios losties, o que quer dizer: PORRA NENHUMA. (desculpem os palavrões)

    Eu ainda não decidi se gostei ou não.

    Talvez eu ainda não tenha aceitado os fatos. Eu não sei aos outros, mas acabou ficando mórbido pra mim. Eles meio que mataram a série. Como é que você vai celebrar um lostday, por exemplo? O dia em que todos morreram?

    Eu sinceramente não esperava, esperava que fosse uma realidade paralela, seja científica ou mística, mas não um pós-morte. Fiquei com sensação do filme “Os outros”, e eles dizendo que eles não estavam mortos, e não estavam mesmo, mas então eles morreram… e me surpreendeu.

    E no entanto, foi de muita coragem dos produtores. Como eu disse, a impressão que eu tenho é que eles mataram a série. Eu não sei se eu tenho uma impressão equivocada… talvez fosse melhor se o pai do jack apenas tivesse deixado subentendido que eles morreram.

    E essa coisa de segunda vida, vai muito da crença…

    E agora ver Lost sendo usado como parábola religiosa também não me agrada, com coisas tipo “só o amor constrói” me frustra um tanto.

    É como ter que aceitar a morte. É um fato, aconteceu, você entende, aceita que é um fato, mas fica triste pelos que foram, mesmo que você acredite que eles estão em um novo caminho. Você queria que eles tivessem vencido. Que o Jack tivesse conseguido sair da ilha e encontrado seu lugar fora de lá, que o Locke não tivesse morrido daquela forma. Mas é parecido com a vida.

    Enfim… gostei mais fiquei triste, acho… mas tinha que ser assim… sei lá. E agora toda vez que eu os vejo em programas de televisão, só consigo pensar que eles estão mortos…

  145. Rafael Lira says:

    Lost nao e uma serie sobre pessoas perdidas em uma ilha, e uma serie sobre pessoas perdidas em sua vidas, e no fim elas se encontraram. =)

  146. Grazi-k says:

    Quanto a construção, os destinos de cada…

    Uma coisa que eu achei foda, e que é sobre um dos personagens que eu mais adorei nessa série, foi o Ben ter finalmente se tornado o conselheiro da ilha. Quando ele diz que não vai embora da ilha, quando ele está lá com o Hurley, e ele fala para o Hurley que ele só precisava fazer aquilo que ele sempre fez: “ajudar as pessoas” eu achei foda. E ele retribui entendendo que o Ben não era ruim, e pedindo que ele como uma pessoa experiente o ajudasse, eu achei indescritível.

    Outra passagem do Hurley que eu achei foda, é quando o Jack fala que vai ficar, e ele fala que não deixaria ele. Poxa, que cara foda o Hurley.

    As passagens do Jack na ilha, quando ele leva a facada e sente que vai morrer, ele se encarrega de passar a proteção ao Hurley, e manda o Desmond de volta.. e ele morre sozinho….

    e nos sideways,

    Jack encontra o pai…

    alias, aquela definição de tempo do Christian foi fantástica…

    aquelas conversas: Ben-Locke e Ben-Hurley no flashsideways foram muito legais. A Eloise triste por perder o filho, a cara do Hurley quando encontra o Charlie…

    talvez sejam algumas coisaas que foram resolvidas…

    Acho que desde que o Desmond disse que ele queria partir, eu imaginei que fosse para a morte…. mas não quis acreditar…. fiquei até o último instante sem querer acreditar e só consegui acreditar quando o Jack disse que ele havia morrido.

    Ainda estou tentando entender tudo isso…

  147. Grazi-k says:

    Momentos WTF:

    -A rolha. euheuheuheu como assim uma rolha??? uhuehuehe

    - Jack é o subzero sa ilha, desceu no Flocke de voadora.. PQP!

    -Eu achei que o Flocke ia sair dalí e ir nadando até a outra ilha, ou se esconder no avião…

    -Eu torci até o último segundo pra Kate morrer na ilha… quando ela pulou nas pedras eu gritei: Agora vai. uehuehuehueh

    -Quando a boca do Flocke começa a sangrar eu achei muito legal.

    - O Hurley falando o clássico de Starwars: “I have a bad feeling about this” “Jacob é como o mestre Yoda…” uehjuehuehue

  148. Grazi-k says:

    -Jack foi casado com a Juliet em sua pós-vida, e teve um filho?

    Os flashbacks da Sun e do Jin me deixaram com o coração na mão… assim como o do Charlie e da Claire e do Sawyer e Juliet, saidy e Shannon, mas eu achei os encontros dos 2 últimos muito nada a ver. Tipo “Works”erra a p*rra da máquina de chocolate? E o Saidy lha pra Shannon e pronto?
    E o Boonne que ficou lá de vela? uehueheuhue

    -O Desmond queria mesmo fazer o locke partir pra outra vida nem que fosse a força, né? uehuehuehe

    E isso é só analisando o último episódio, independente do resto da série inteira…

    e agora descarregando tudo, sinto um vazio… não sei se estou pronta pra partir.. :/

  149. Grazi-k says:

    E vamos as teorias… uehuehuehuehe

    Nossos mundos são simulacros Matrix? No melhor estilo dia da marmota? Tipo, na segunda vez em que eles viveram, ou pós-viveram, no caso do Jack ele teve um filho… como se nós vivessemos em um simulacro até entender que já morremos, e precisamos partir???

    Esse treco ainda vai dar muito pano pra manga…

  150. Daniel Almeida-Cubatão-SP says:

    Estou triste porque perdi um amigo, Lost é como aquele amigo, que viaja todo ano e só volta no começo do ano seguinte e voce fica na expectativa dele voltar, Lost é aquele amigo que te levanda quando voce nao esta bem(quantas vezes aconteceu comigo), Lost é aquele que te mostra além das suas oringens, é seu professor da vida, e agora Lost se foi, mas com certeza ficará seu legado por muito tempo, e não sei voces, mas eu acho que pelo final teremos algo a mais, algum spin-off, filme ou até uma nova série, um livro talvez contatndo da posse do Dude com Ben da ilha, como os novos Oceanics 6 sairam da ilha e viveram os restos de suas vidas e etç.

  151. Davi(8) says:

    Final péssimo!

    Não só pela baboseira da realidade paralela/ defunta, mas pelo ritmo e pelas cenas ridículas no coração da ilha e a luta contra Flocke, esperava algo dígno de Lost.

    Aos que estão idolatrando este final, tente o comparar com “The Constant” ou “Through the Looking Glass”, ou mesmo ao episódio de Richard ou do Desmond na Sexta temporada, vejam se tem ao menos a mesma qualidade de roteiro e ritmo.

  152. Ana Martins says:

    Gostei muito do final. Muito.
    E não tem nada de live together, die alone. É live together, die together.
    Todos ali tiveram que ter a consciência de que já tiveram uma outra vida, a vida na ilha, para poder seguir em frente. Para uma terceira outra vida? Talvez.

    Foi tão bonito, tão carregado de símbolos. Muita gente não gostou, mas eu achei um final digno.

    “E aquilo tudo? A ilha, os mistérios, etc etc? Serviu pra quê?”, alguns estão peguntando por aí. É a mesma coisa que perguntar: “Eu crescer, ir pra escola, arrumar um emprego, casar, ter filhos etc etc, serviu pra quê?” Fez parte da sua vida. Aquela ilha que guardava a luz do mundo e teve um gestão horrível com Jacob. Por isso toda essa confusão, por isso ela teve que fazer parte da vida dos Sobreviventes. Espero que Hurley tenha sido realmente um ótimo número um, e lidado melhor com as coisas que Jacob.

    Vou sentir muita falta da série, e do podcast também. :D

  153. Nunca comentei aqui, mas acompanho o cast a algum tempo e agora resolvi comentar:
    Lost foi uma série magnífica que nos prendeu, acompanhou, emocionou por seis anos. e teve um final digno para uma série tão especial.
    O grande diferencial dela sempre foi fazer os fãs discutirem bolarem teorias conversarem. então que graça teria se tudo fosse respondido explícitamente? Quem esperava isso realmente não conhece Lost.

    A série teve um final perfeito..e o melhor de tudo que ainda deixará margem para comentários e interpretações por muito tempo.
    Só tenho a agradecer por essa série. pelos bons momentos (e porque não pelos maus também) e por me manter entretido por 6 anos..

  154. Samukalhes says:

    Caraca, podem falar o que quiser, que foi ruim, que foi bom, que faltaram coisas a serem explicadas (?!).
    Achei o final de Lost incrível. É bem verdade que for dummies em certos pontos, que final de novela da globo em outros, mas poxa vida, eu já tinha perdido as esperanças de ver um final feliz em Lost, e este final só fez minha cabeça explodir cena após cena. Adorei a ‘homenagem’ que foi feita a praticamente todos os personagens principais.
    Até o boone e Shannon apareceram, justo quando estava me perguntando se eles apareceriam. Sayd com a Shannon só ficou meio estranho por conta de tudo o que ele fez pela Nádia, inclusive vivendo com ela um certo período depois que saiu da ilha.
    Gostei da Juliet ser ex-mulher do Jack, pq mostra que assim como na ilha, eles tiveram uma história antes e nem por isso ficaram brigados.
    Acho que poderia ter aparecido o Richard e sua amada, ainda que teoricamente, até mesmo nos flash sidways eles teoricamente viveram teeempos antes dos outros. Acho que seria legal mostrá-los ainda que na sua época, sei lá.
    Bom, eras isso.. Adorei e pronto..ahhaah

  155. Fernando Freitas says:

    @Jacque Pacheco

    Calma :P hahaah
    Vou tentar dar uma de advogado do diabo aqui.
    Bom, acho que vc entendeu a parte de que aquele lugar é atemporal, simplesmente quem vai morrendo aparece la e pronto, não existe um “quando”. E diga-se de passagem, morreu uma GALEEERA em Lost :D. Acho que essa é a forma de mostrar que todo mundo se fudeu pra caralho na ilha, mas que no final, no alem-vida eles reencontram as pessoas importantes pra eles e seguem em frente. Nada mais justo, tem gente ali que comeu o pão que o Severino amassou uahuahau :P.

    Lembrando: TUDO QUE ACONTECEU NA ILHA REALMENTE ACONTECEU (nunca fez tanto sentido o “What happened, happened”), O SIDEWAYS NADA MAIS É DO QUE O LUGAR PRA ONDE SE VAI DEPOIS QUE MORRE, A SALA DE PREPARAÇÃO PRO CÉU, OU SEJA LÁ COM QUEIRA CHAMAR :D

    Mas eu tenho que concordar com a parte do FLocke, eu fiquei WTF quando o Jack começou a porrar ele e conseguiu tirar sangue, mas aí lembrei que aquela luz tambem de certa forma é a fonte do poder dele. To tentando usar isso pra me convencer, mas foi bem caido o combate, foi uma morte muito simples pro Arquinimigo final de Lost. Se é que ele morreu.

    Eu tomei um susto quando o Locke do FS acorda e fala que funcionou, eu pensei “PQP, ERA ISSO QUE ELE TINHA PLANEJADO O TEMPO TODO! IR PRA OUTRA REALIDADE NO CORPO DO LOCKE SE DEIXANDO MORRER!”. Que susto, mas depois fica claro que o Locke do FS realmente era o Locke old school :D

  156. Fernando Freitas says:

    Ah, e na minha humilde opiniao de merda, o final não ficaria legal se não mostrasse que no final de tudo eles conseguiram tranquilidade e finalmente reencontraram os milhares que morreram na ilha.
    Só com o final da ilha não ia fechar direito a historia.

  157. Fernando Freitas says:

    Final Alternativo(psicopata):

    Dialogo dos Shepard.
    Todo mundo emocionado, nas cadeiras da igreja.
    Christian Shepard vai em direção a porta, abre ela e ve a luz.
    Locke se levanta atras de Christian e diz pra esperar.
    Locke revela que era o Severino que passou pra outra realidade, vira fumaça e faz a limpa, faz purê de LOSTies.
    A fumaça entra na Luz depois de matar até o Christian Shepard.
    A luz se torna escuridão, com direito a barulhos da fumaça fazendo estrago la dentro.

    volta pra ilha

    Jack cai no chao, chega o vincent.
    Ele olha pra cima e vê o avião passando, o avião explode.
    Jack chora e finalmente morre.
    fim

    (OPCIONAL)Fecha na cara do vincent, e o Vincent da um sorriso e um olhar diabolico :P *cachorro que ri não pode ser coisa boa*

  158. Gilmarzinho says:

    Eduardo Sales, PH…

    Agradeço muito (de coração mesmo) a tudo que vocês me deram durante esta temporada de Lost.
    Tenho uma certeza inabalável: a sexta temporada não seria o que foi sem o Losties. Recomendei para todos os que eu conheço que acompanham Lost a ouvirem o Losties depois de ver o episódio, realmente como se fizesse parte da saga. E vou continuar recomendando.

    Muito obrigado por tudo, gurizada!
    Por favor, façam um favor a seus fãs e iniciem outro projeto juntos!

    Valeu.
    Vejo-os em outra vida!
    Té.

  159. Ricardo says:

    Ah, agora, depois de uma noite mal dormida por causa de Lost, agora está sobrando um tempinho a mais pra mim refletir sobre a série.

    Ainda continuo achando a série incrível, com final perfeito e tudo mais… no entanto, agora sabendo de tudo, não é um pouco desapontador acreditar que TUDO sobre a Darma, botões apertados, símbolos egípicios, números e joguinhos de pedras foi em vão? Digo… qual é a ligação disso com a mensagem final?

    Talvez isso apenas reforce aquela teoria… (ops, chega de teorias!!) …aquele fato de que os produtores não sabiam de nada quando começaram a série. Pois se a mensagem final era toda essa coisa metafórica de que as vidas e as pessoas se uniem e se ligam em qualquer realidade/tempo, então pra que perderem tanto tempo nos colocando mistérios e personagens mega-enigmáticos que no fim não levaram a nada?

    Bom, daí pode haver quem diga: “Ah, mas o final da série mostra que as perguntas nunca foram importantes porque o que importava era a vida…” Bahhh, esse papinho não justifica eles alimentarem as perguntas colocando meia-respostas… Pra que perderem tempo (temporadas inteiras) focando os problemas da ilhas quando na verdade os problemas estavam fora dela?

    Agora, voltando para meu Flashsideway onde eu gostei de lost, acho que a série poderia ter sido melhor se contada de duas maneiras diferentes:

    1) Ter só duas temporadas, sendo a primeira e a última, pois são as que mais se interligam em relação a discutir mais sobre as pessoas, os sobreviventes e deixar a parte inútil pra lá.

    2) Poderia haver apenas a primeira, a quinta e a sexta temporada, pois assim eles iriam apresentar os personagens, e depois mostrar o conceito de viagens no tempo (importante para dizer que a nossa vida é atemporal) e ai fechariam com esses FlashWhareverWay, que na verdade a gente ficaria achando que eram flashbacks e no final a cabeça explodiria mil vez mais do que foi hoje.

    Resumindo: Lost é a melhor série EVER, mas não justifica tanto tempo pra dizer só isso… como vcs disseram num dos casts anteriores (acho q no #06 ou #07), toda história pode ser contada em duas horas como se fosse um filme, mas o diferencial de uma série é justamente causar mais envolvimento com a trama.

    Mas quanto mais tempo se tem para envolver uma trama, mais encheção de linguaça pode ser feito. Se eu fosse os produtores e tivesse com esse final na cabeça, certamente não saberia como extender a trama por 6 anos. O que eu iria fazer? Inventar várias sub-plots que não levariam a lugar algum. Foi isso que aconteceu, e muitas das explosões de cabeça não serviram pra nada. Ou… serviram apenas pela experiência do momento.

    Hmm… experiência do momento… isso é que foi Lost. Uma experiência… não nossa, é claro… é como se os produtores fossem os caras da Darma e quissessem fazer um experimento com os telespectadores. Queriam nos ver malucos, vendo como a gente se comportaria quando tudo se frustasse.

    Me senti como o Lock na segunda temporada, frustado com o botão que supostamente não servia pra nada. É como se eu estivesse naquela escotilha, e o botão pressionado a cada 108 minutos fosse os episódios que assistia. Eu apertei os botões apenas acreditando que aquilo serviria para alguma coisa. E então, escotilha explodiu, e não existe mais botão algum para apertar.

  160. Grazi-k says:

    Eu concordo com um monte de coisas que o @Bruno Aguiar disse.

    uehuehuehueh mas não acho que eles precisem explicar…

    quanto ao jack, ele resolveu fazer porque ele já estava condenado. ele já sabia que ia morrer, desde a facada…

  161. Lost acabou e , sério, estou muito feliz com o final. Foi lindo! Emocionante e com uma grande lição. Como sempre Lost consegue nos surppreender, quem imaginaria que no final, uma série que fala sobre uma avião que cai numa ilha acabaria com o encontro do ser humano com Deus ( Cristian Shepperd é pai do Jack e Deus é nosso pai de acordo com a Bíblia) e até algo como o paraíso ( onde todos ficaram) e o purgatório ( a escolha do Ben esperar pra pensar no que ele tinha feito). Sensacional!

    Fodam-se as explicações científicas e viva o amor, o sacrifício por um bem maior, a redenção!

  162. Rebecca Agra says:

    Eu chorei, me emocionei, me revoltei, fiquei com raiva, fiquei feliz, tudo ao mesmo tempo. Era a última vez que eu tentava sair daquela ilha junto com eles.
    Desfecho incrível.

    Sentirei saudades…

    See you in another life, Brothá!

    Namastê

    =D

  163. Willtage says:

    Bom cara, eu irei fazer um texto ainda pra tentar expressar a minha felicidade, emoção e também tristeza pelo fim de LOST. Foi realmente uma das maiores perdas da minha vida, junto com as outras 2 pessoas que perdi esse ano, meu pai e meu avô.
    E tenho a coragem de comparar sim, pois tanto com eles como com LOST, eu aprendi a dá mais valor a certas coisas, meu caráter foi aumentado, meus conhecimentos potenciados e porque não dizer, tive minha vida melhorada.
    Quantas memórias terei durante todos esses 6 anos, eu gravando meus VHS’s quando passava na GLOBO a primeira temporada, correndo atrás logo após pra encontrar a segunda, viagens que tive que fazer pra conseguir episódios, tudo que tive que passar valeu muito apena.
    O seriado já passou de ser o que eu sempre digo, que é a maior obra áudio-visual, ele está além de tudo isso, esses personagens aí fizeram parte das nossas vidas e de certa forma são da nossa família também.
    E se vocês me permitem a liberdade de expressão… QUERO MAIS É QUE SE FODAM aqueles que não gostaram do final, que o “final fuderoso” deles fiquem enterrados. O povo tem que colocar na cabeça que a série não é isso que é por final nenhum, a obra é tudo isso pelo simples fato de á cada episódio nos ensinar uma coisa diferente, e quem viveu isso, sabe muito bem do que eu falo.
    Muito bom, como eu imaginava não imaginar mesmo, final “alegre”, que nos passa muita paz e tranqüilidade. Que foi banhado por mim também com uma enxurrada de lagrimas.
    Um abraço galera, e vamos continuar a ver os DVDs pra gente aprender algo aí e mudar de alguma forma pelo menos as nossas vidas.

    Abs!!!

    Willtage ;)

  164. @Bruno Aguiar

    Meus aplausos p/ ti! Concordo plenamente c/ kd palavra q escrevestes!

  165. @Fernando Freitas
    Eu não consigo me acalmar! Tô c/ raiva!! rsrsrs
    Sim, eu entende essa conversa fiada de q qm morre simplesmnete aparece lá… Eles escolheram a saída mais fácil, ma snão mais inteligente ou perspicaz!
    Blz, Aaron na realidade em q se passa a ilha já tinha uns 3 anos, então WHAT THAST HELL aquele bb tah fazendo no “afterlife”?
    Isso é só uma das inumeras “güebas” desse final… leia o coment do @Bruno Aguiar q tu vai ver…

    Continuo achando esse final uma grande m**da!
    Não gostei e pronto!

  166. heber says:

    lost como um todo eu dou 10 o capitulo final 7 n;ao por ter cido bom so que pelo o nivel da serie ficou abaixo do esperado mais e isso ai no final todo mundo morre dudu ph parabéns pelo trabalho

  167. Joaquim Andrade says:

    Eu gostei do final de Lost. Acho que fechou bem a história dos personagens. Aqueles que morreram, tiveram o seu final feliz no além vida e aqueles que viveram, tiveram suas vidas, para depois da morte reencontrarem seus amigos.

    Aquela “realidade” é um tipo de reencarnação. A minha teoria é a seguinte: Cada pessoas que morreu e ainda tinha algo para resolver, que não resolveu em vida, renasceu naquela realidade, tendo uma vida semelhante a que tiveram. Elas nasceram e cresceram.

    Quase como uma reencarnação. A diferença, é que nessa nova vida/realidade, essas pessoas nasceram com um objetivo especifico, que é resolverem suas pendências e ajudar seus entes queridos a se resolveram, pois, como foi dito, não se pode resolver tudo sozinho, precisam uns dos outros. E quando isso acontecesse, eles iriam lembrar de suas vidas e juntos, resolvidos, seguiriam adiante, pois não estavam mais presos por sentimentos ruins e etc.

    Se formos analisar, cada personagem tinha algo para resolver. O Locke precisava parar de se culpar por causa do pai.

    Sim, em vida, o Locke foi vítima do pai. Deixou a raiva o consumir, o fazendo perder a Helen. E no fim, acabou permitindo que o Sawyer o matasse.

    O Locke se punir, estando na cadeira de rodas, era o que prendia a esses sentimentos.

    O Hurley precisava reencontrar a Libby, ter o piquenique, e seguir com ela.

    E por ai vai.

    Alguns ainda sentiam que tinha o que fazer nessa nova realidade, que não estavam prontos, como é o caso do Ben, Ana-Lúcia. A Eloise estava compensando o Daniel, pela vida que o privou de ter e etc.

    Desmond. Quando o Desmond foi colocado naquela caixa, pelo Widmore, ele teve um tipo de experiência de quase morte, e isso o fez tomar consciência daquela nova realidade. E o Desmond tomou para si a missão de ajudar todos os demais a se resolverem, aqueles que estavam prontos, dando um empurrãozinho(ou espancando e atropelando) aqueles que precisavam.

    E no fim, com todos resolvidos, reencontrando quem amavam, puderem ir adiante.

    Essa nova realidade, pós vida e etc.

    Ou seja, a Eloise estava certa e eles não conseguiram mudar nada, o plano do Faraday, da bomba, não funcionou. Serviu apenas para colocar todos em sua linha de tempo normal (quando acordaram na Escotilha, com o zumbido, e a Escotilha não estava toda destruida por causa da bomba, e sim pela chave que o Desmond girou no fim da segunda temporada).

    E apartir dai, teorias sobre o Jacob, o Evil e etc, passam a valer. Mas nada, ou pouco, têm haver com a nova realidade.

    Sobre o Monstro de Fumaça, acho que ficou claro, pelo menos pra mim, que era de fato o irmão do Jacob.

    A visão da Claudia, era por que, assim como o Hurley, o garoto de preto podia falar com os mortos. Ela era uma das que não podiam seguir, e disse para ele o que aconteceu. Isso criou no garoto esse sentimento de querer ir embora.

  168. Rafael Smok says:

    Pra mim o fim de lost deixou algo que eu nunca tinha sentido antes…uma sensação no meu peito de que eu entendi, bem la no fundo, eu entendi, não existe teoria, foi como se na quela hora na igreja eu fosse um deles sem saber por que eu tinham que ir pra la, apenas tinham que ir.
    Eu não vou dizer que eu etendi o final de lost, e sim que eu senti o final de lost, e foi algo bom, logo eu estou satisfeito.

    Agora falando por outro lado, vai ser foda ouvir o comentario do povão que não acompanhou tudo como nós, ler uma nota de jornal e sair expalhando por ai, “ha então eles estvão mortos”.

    Resta aos que entenderam ou sentiram o final de lost, passarem a doutrina da verdade a frente e cuidar da reputção de lost, assim como Jacob cuidou da ilha.

    (fã_maluco mode/on)

    XD

  169. Não preciso explicar com palavras o que sinto agora que acabei de ver, isso seria papel da razão, no final quem venceu foi a Fé.

  170. vivian says:

    Joaquim andrade, e no caso da kate? parece que ela nao mudou na outra realidade , afinal ainda era uma fugitiva…

  171. vivian says:

    Dudu, ph e todos que fazem um podcast como ninguem. infelizmente, so ~descobri vccs perto do final da serie, mas curti muito o pouco q ouvi dos comentarios. abraco

  172. Dudu e PH,

    Foi ótimo acompanhar com vocês essa temporada de LOST, uma série?… Não, um evento na comunicação mundial! Algo mágico que nós trás em seu final a mais bonita mensagem sobre a vida e o que ela tem a nos oferecer: a LIGAÇÃO.

    Isso mesmo, ligação… Os links que criamos com nossos pais, familiares, amigos… É disso que se trata Lost. Nós somos os Jack’s, Sawyer’s, Kate’s, Locke’s Hurley’s… Vejam só os produtores realmente estavam certos quando nos disseram que quando olhássemos para a ilha de cima nós veríamos a verdade. E ela está ai… Olhem de cima… Nós vivemos na ilha, nossa ilha é o nosso planeta, nós somos os candidatos a protegê-la. E o que podemos levar dela no final é a ligação afetiva com nossos companheiros. Perfeito pra mim!!!

    Saibam que eu sempre tive um pezinho voltado para ciência em Lost… Até critiquei os últimos episódios e tal. Achava que estavam sapateando na lama e não saiam do lugar. Eles (Damon e Carlton) têm o dom de nós surpreender, tanto para bom ou para o ruim. É o caso dos que não gostaram do final e eu respeito isso. Alguns talvez não tenham entendido a moral da história ou idealizaram outro moral pra si, não sei. Era como em Lost rs, nem todos podiam ver o Jacob. Eu o vi e Lost me deu um presente. Espero que o máximo de pessoas tenham enxergado também.

    Senti-me como o Dudu e o Mau Saldanha em seus vídeos-depoimentos, emocionado, e saciado. Pessoal todos nós estamos “lost”, em uma ilha (nosso planeta) e devemos protegê-la e quem sabe um dia atingiremos o outro plano na companhia dos que caminharam conosco nesta vida.
    Abraço a todos! Os considero como amigos.

  173. davs333 says:

    Até eu escrever esse post eu não tinha gostado. Porém apartir dessas perguntas e respostas já da para concluir tudo o que importa.

    O que é a ilha? é onde está o poder da vida, morte e tudo mais. Ela existe e fica em um local indefinido do espaço e tempo.
    Eles estavam vivos na ilha? Sim. Eles sobreviveram porque o jacob os chamou.
    Esses 6 anos de Lost foram sobre quem? Sobre os possíveis candidatos ao cargo de protetor da ilha.
    Qual a história da ilha? Não se sabe, tudo que existe lá vem de muitos e muito anos. Não é o foco da série.

  174. h4sh says:

    quem tá achando que era o purgatório ou é muito burro ou nunca entendeu nada de LOST, ficou claro que oq eles viveram na ILHA foi real, nos sideways sim eles já estavam mortos.

    Fiquei curioso pra saber como foi o “reinado” do Hurley e se alguem substituiu ele da mesma forma, e como será que foram as mortes dos que sairam da ilha.
    Quem sabe eles lançem HQ’s ou spinoff’s sobre isso.

    no mais LOST vai deixar saudades.

    :D

  175. davs333 says:

    Mais uma coisa.

    Quem impoem as regras da ilha? Quem está protegendo no momento. Jacob deixou a ilha em um local atemporal para não ser possível de chegar facilmente. E também que não é possível ter filhos nela.

  176. Lost é realmente algo “para se lembrar” e nunca “para se esquecer”!
    #Lost

  177. vivian says:

    eles tem que lancar um livro. sao muitas perguntas sem explicacao

  178. davs333 says:

    Quando será quem vai sair a série: As loucas aventuras de Hurley e Ben (dos criadores de #Lost) rsss

    Que série foda!!!!

  179. Olá Dudu e PH.

    Tenho um final para LOST que considero melhor que esse apresentado.

    Sawyer sempre foi o oposto de Jack. Sempre disputaram tudo, desde a liderança do grupo, quanto o amor de Kate.

    Se levarmos em conta o fato de Sawyer ter prometido matar Jack, por conta da morte de Juliet, seria então uma deixa perfeita para ele trair e matar o Evil Locke, assumindo assim sua “maldição” e o papel de Jack como novo Jacob seria continuar mantendo o Evil Sawyer na ilha.

    Lembram que Sawyer vinha buscando sair da ilha, a qualquer custo, deixando amigos para trás se fosse necessário e até ousando enganar e tentar matar o Evil Locke? A quem parece pertencer essa personalidade?

    Já Jack não queria mais deixar a ilha, pois ele não tinha ninguém fora da ilha, assim como seu oposto, Sawyer.

    Dessa forma todos os outros LOSTies, que tinham alguém fora da ilha esperando por eles conseguiriam escapar no avião. Menos Evil Sawyer e Jackob.

    Abraço a todos!

    —————————————————————-
    Júnior Santos
    25 anos
    Comerciante
    Tobias Barreto/SE

  180. Sbriguiliu says:

    Agora é oficial, o Homem de Preto tinha nome sim, era Samuel e o Kwon que estava escrito era o Jin, já que a Sun virou mãe.

  181. Ana Nunes says:

    Muito, mas muito ruim… Além de não explicar nada, esse final só faz sentido se todos já estivessem mortos desde o acidente. De outro modo por que a Julie falaria que funcionou?

  182. Ana Nunes says:

    Ruim, muito ruim… podem teorizar a vontade: eles morreram na hora do acidente, morreram depois, morreram antes… o fato é que nada preenche as lacunas (exceto se estivessem mortos desde o início, porque no campo do sobrenatural tudo é possível), parece até que o final foi bruscamente antecipado… Ruim…

  183. Marcio dos Santos says:

    Foi muito boa a experiência de assistir Lost. Realmente, ficou muita coisa jogada na série que levou todo mundo a pensar em um monte de teoria, mas no final o que se quis mostrar foi a importância dos personagens, tanto no rumo da sua própria vida como na dos demais…

    É como já ouvi uma vez no Chaves, “O importante é ser Constante!”

    Valeu por ter assistido!

    No início me senti perdido, mas terminei LOST!!!

  184. Fernando Freitas says:

    “O que diabos foi aquela cena do Ben, que ficou preso pela árvore, que não se mexia 1 centímetro, disse pro pessoal ir embora, … , tudo indicava que ele ia ficar preso … o Ben, então magicamente, logo depois está ele andando feliz junto com o pessoal, …”

    Realmente, não entendi como eles levantaram aquela arvore gigante que não mexia um cm, achei que eu nao tinha prestado atenção, alguem viu a cena deles levantando aquilo?

    “Porque diabos o Desmond fez o que a fumaça queria? Só porque ele sabia que depois da morte iam para um lugar feliz?! Que puta egoismo é esse?!”

    Acho que o Desmond pensava que a Rolha ia levar ele pra outra realidade que ele viu quando foi exposto ao magnetismo, foi engraçado que deu pra ver a cara de “IH, FIZ MERDA!” quando começa a desabar tudo.
    Aproveito pra comentar que foi MUITO ESTRANHO ver o Jack preparando o Desmond pra descer, como assim ele tava ajudando a fumaça a afundar a ilha? o.o

    “Porque a fumaça não foi antes a luz? A ilha não é tão grande assim para que ele não achasse em 10 mil anos. Não venham com o papo que ele só pode achar porque o Jacob morreu, porque o Jack já era o novo Jacob.”

    Só o protetor da ilha encontra aquela luz, lembra que ele tentou achar e nunca encontrou? A unica razão dele ter chegado até a luz foi porque o JACK levou ele e ajudou a afundar a ilha (?)

    Concordo com a parte das pontas soltas.

  185. Alessandro Paes says:

    Sensacional! Final digno dessa serie que nos cativou por 6 anos de diversas maneiras. O melhor final de Lost só poderia realmente ser sugestivo e metaforico. Foi uma grande despedida das personagens.

  186. Bocão says:

    Bom, eu já disse antes que eu não me importava com os personagens. Não me interessava quem seria o próximo Jacob ou se todos morreriam tentando sair da ilha. Sempre estive mais interessado no mundo que Lost me apresentou do que nas pessoas.

    Eu achei o final muito bom! Muito bonito, emocionante e foi uma forma bem inteligente (até com um pequeno plot twist) de fechar a história dos personagens.

    No PodCumê eu comentei que quem não entendia Lost, assumia que o filme Sinais era um filme SOBRE extraterrestre e não COM extraterrestres. Lost TINHA uma ilha (muito, mas muito especial).

    Mesmo assim, eu sinto falta de mais informações de tudo que aconteceu na ilha. Eu nunca esperei respostas exatas. Mas ficou meio que “sem sentido”. Parece que poderia ter acontecido tudo fora da ilha. Foram muitas referências, muitas pistas, mistérios para que as pessoas apenas… vivessem e morressem.

    Repito, achei o final muito bom e não esperava por respostas claras. Mas não posso deixar de dizer que me incomoda o fato de não importar tanto os acontecimentos. Claro que foi isso que uniu a galera toda, mas tudo poderia ser mais simples como um “Crash – No Limite” ou “Magnólia”. Parece-me que faltou uma ligação.

    “Ai, a série sempre foi sobre pessoas.”.
    Sim, eu entendo. Eu que não me importava com elas. E mesmo assim, consegui apreciar esse season finale. Sei que as pessoas tinham suas histórias e precisavam de um fim. Assim como eu acho que a ilha precisaria de um fim. Faltou fechar a pontinha da ilha :)

    Lost foi umas das coisas mais bacanas que já vi na TV. Acho que que eles arriscaram bastante e tomara que tenham conseguido mudar a TV, sem apelar pra 3D e HD. :)

  187. MiB in Heaven says:

    Será que só eu percebi que existem DOIS FINAIS distintos?

    Se desconsiderarmos todos flashsideways temos que Jack se sacrificou passando a bola pra Hugo, Ben assumindo o posto do Richard, e os AJIRA SIX escapando da ilha. Sem regras, sem aparentemente dois lados e sem fumaça preta. O final fica em aberto e várias perguntas referente a mitologia aparecem juntamente com as anteriores sem respostas, porém a história tem gancho pra uma hipotética continuação.
    É O FINAL REAL DE LOST.

    Se considerarmos os flashsidesways, final patético, apelando para o espiritualismo e para capturar a emoção dos fãs mais envolvidos com os personagens. Porém eles não acresenta nada de importante a história. a conexão existente é bilateral, apesar de vermos fatos espelhados nos dois mundos, a funções foi ludibriar o telespectador. A reunião na igreja soou quase como um fim de novela com todos ‘quase’ brindando no encerramento. Missão cumprida.
    SERIA O FINAL ESPIRITUAL DA SÉRIE.

    Isso faz sentido pra alguém? Um final espiritual e outro real. Eu já escolhi o meu.

  188. Almighty says:

    Um amigo meu acabou de assistir o episódio e me disse algo interessante: a Juliet diz ao Sawyer que, ao desligar e ligar a máquina de chocolate, vai cair o chocolate. É a mesma coisa com a luz da ilha: ao desligar e ligar, tudo ficará normal, ou dará certo, enfim. É algo a se pensar.

  189. Eu acredito que o final de Lost teria sido muito melhor se o Desmond da ilha estivesse tentando levar todos os sobreviventes para uma versão alternativa do universo onde pudessem se salvar da destruição da ilha.

    Quanto ao Homem de Preto jamais saberemos se ele tinha um nome. Eu creio que a razão dele não poder matar o Jacob era por eles serem irmãos. Quando a mãe adotiva falou que fez com que eles não pudessem se machucar ela deveria estar querendo dizer que devido ao amor fraternal que ambos nutriam nenhum deles seria capaz de machucar o outro. Isso explica o motivo que Jacob, cheio de raiva, pôde matar o irmão e jogá-lo em direção ao coração da ilha. Se houvesse uma proteção mágica que o impedisse ele não poderia fazer isso. O mostro de fumaça era a alma do homem de preto em contato com a luz. Ele foi criado nesse momento e ainda tinha todas as emoções que tinha quando estava vivo. Assim sendo, ainda gostava de seu irmão.
    Diferente de Jacob que poderia viver um longo tempo até passar o cargo de guardião da ilha para outro, o monstro de fumaça era imortal. A única forma de derrotá-lo era desligando a fonte de seus poderes e lutando contra ele como um homem. Embora tivesse sido mais interessante que o Flocke quisesse sair da ilha para levar o caos ao mundo a verdade é que ele só queria ser livre. Devido a sua ligação com a ilha com a forma de fumaça ele não poderia sair.

    O modo de se matar o guardião da ilha, que o homem de preto descobriu, provavelmente era que apenas alguém que ele amasse ou tivesse grande estima poderia matá-lo. A mãe adotiva dos gêmeos foi morta pelo homem de preto sendo que este era o filho predileto e quem ela tinha esperanças que fosse ocupar o cargo de guardião da ilha. O Jacob foi morto pelo Ben e depois de um tempo Miles havia sentido as emoções desse e dito que ele ainda tinha esperanças de que o Ben não fizesse aquilo. Jacob, a seu modo, tinha grande estima por Ben.

    Ficou claro que Flocke representava o lado científico enquanto Jacob e posteriormente Jack eram o lado religioso da ilha. Quando Jack disse que Locke estava certo sobre quase tudo na ilha, Flocke responde dizendo que “ele não sabia de nada”. Locke foi o homem com mais fé sobre o lado mágico da ilha e ao dizer que “ele não sabia de nada” significa que o que ele tinha como verdade era falso, sendo assim, a ilha poderia ser explicada de outra forma: pela ciência.

    Não entendi o aconteceu ao Ben que foi levado para ser salvo pelos Outros quando criança e Richard disse que ele nunca mais seria o mesmo. No final mostrou que ele tinha plena consciência do que havia feito e não que algo mágico o havia transformado. Ele mesmo revelou ao Locke que o matou por sentir inveja dele ser especial e não que foi compelido a matá-lo por uma força misteriosa.

  190. Paulo Junqueira says:

    @ Bruno Aguiar concordo totalmente com vc.

    Na minha opnião alguns precisam se enganar auto afirmando que ‘aceitaram bem’ esse final xoxo sem ligação com a série inicial. Essa sim, apresentava vários elementos fundamentais que fisgaram toda uma legião de fãs, porém, a produção optou por um final NONSENSE simplesmente pra FECHAR a série de qualquer maneira.

    Ponto para os produtores, afinal iriam nos enganar o resto de nossas vidas ou tanto que fosse necessário e ‘ventável’ pra ir levando a ‘banho maria’ a história com a suposta pseudo-ciencia inventada por eles.

    Pensando por esse lado, ainda bem que resolveram terminar, mas pena que foi a custo de ignorar todas as possíveis soluções para os milhares de mistérios em potencial da trama e apelando para um espiritualismo genérico. Atestando a incompetência de quem quer que seja por começar bem uma história fantástica, se arrastar numa trama demasiadamente complexa e não saber como termina-la.

    Espiritualismo que acho que só colou pra quem tem um envolvimento intenso e emocional com os personagens.
    Fãs que curtiam a mitologia como eu, e que gostava muito mais dos mindgames ficaram chupando dedo.

    Espero achar LOST um dia classificado igual “O cão andaluz”, 1929, de Salvador Dali e Louis Bunuel, fantástico por sinal, mas que pra nossa felicidade só tem uns 18minutos de duração.

  191. Alan Ongaro - 22 Praia Grande SP says:

    Chorei igual a um porco antes de ser abatido.

    Na boa, nunca me emocionei tanto assistindo qualquer coisa (seja cinema, series etc) do que vendo esse final de LOST. Eu senti tudo que as personagens sentiram junto com eles nesse finale. Essa série já era a melhor de todos os tempos mesmo antes desse final que serviu para aumentar drasticamente o abismo que distância LOST das demais séries já realizadas até hoje.

    Para quem não sentiu o mesmo, sinto muito de verdade. Foi uma experiência e tanto. :cry:

    Ficaram 1 milhão de perguntas sem respostas?? Quem se importa!!!!! Eu estou mais que satisfeito de ter testemunhado o melhor episódio de todos os tempos de uma série de TV! E sabe o que é melhor? Só funciona se você sofrer 6 anos junto com as personagens!!!!!

    Falou procês. Foi uma experiência única!

    Namastê! e boa sorte na jornada de vocês!

  192. to assistindo nesse momento uuhuhuhu na axn!!!! emocao foda!!! acabou de aparecer juliette!!!!

  193. Alan Ongaro - 22 Praia Grande SP says:

    Mais uma coisa:

    Antes de apertar o play nesse episódio final, eu tinha a plena convicção que nada seria melhor que o MEU FINAL para a série.

    Quer saber de uma coisa? Perto dessa obra-prima que eu acabei de ver, “meu final” não passava de uma piada ridícula e sem graça.

    Agora eu vou dormir que meu rosto ta dormente de tanto chorar, estou começando a ficar preocupado já…

  194. Teddy says:

    “Quando tudo está perdido sempre existe um caminho. Quando tudo está perdido sempre existe uma luz…”
    (Legião Urbana – A via láctea)

    “Veja só a névoa branca que sai de trás do bambuzal.
    Será que ela me faz bem ou será que me faz mal”.
    (Natiruts – Presente de uma beija- flor)

    Essas são minhas impressões para o final de Lost. Gostaria muito de ter mordido a língua por ter suspeitado que o final seria uma bost… E FOI!!!
    NAMASTÊ, CÂMBIO DESLIGO!

  195. Maria Fernanda says:

    Serie Perfeita do inicio ao fim! sem palavras pra descrever!
    achei lindo o vicent ao lado do jack, pq assim o jack nao morreu sozinho… e todos os flashbacks… nossa arrepiei em cada um deles e a cada vez q aparecia alguem sumido ha tempos como boone, sharon, charlie… foi otimo, apesar q eu bem esperei escutar um you all everybody no ultimo episodio… nem acredito q acabou… mas fiquei em extase de ver os reencontros, com ben se redimindo, kate com jack, james e juliet reecontrando, sharon e sayid… amei o hugo tomando conta da ilha, rever o vicent… nossa chorei de mais no dialogo do jack com o hugo antes dele ir salvar a ilha… aii sem nocao! perfeita!!! essa serie vai ser eterna!!!!

  196. Bruno Castilho says:

    só consegui ver agora o episódio final…

    pra mim ficou claro q o desmond devido a sua resistencia ao eletromagnetismo (pra mim a energia da caverna é o msm eletromagnetismo q a dharma tentava explorar… nomes diferentes pra misticismo e ciência para um msm fenômeno), foi trazido por widmore a mando de jacob para q desempenhasse exatamente aquele papel. Seria o único a chegar perto o suficiente da fonte de eletromagnetismo pra tirar a rolha…

    pelo q entendi , ao desligar os poderes da ilha nada impediria o locke de sair, mas ao mesmo tempo o tornaria vulnerável. Jacob apostou q seus candidatos seriam capazes de matar o locke antes q escapasse, por isso desmond aparentemente faz o q o locke queria e Jack permite q ele faça.

    Achei os flashsideways sensacionais nesse ultimo episodio até aparecer o cristian shephard com a historia q estao todos mortos… achei um final razoável e só isso… mas o final principal é o sacrifício de jack em morrer pela ilha e o sacrifício de hurley de aceitar o fardo de ser um novo jacob…

    So posso agradecer pela mais envolvente série de televisão que já vi… com a esperança de q não deixem esse universo tão magnífico morrer… a história dos passageiros do 815 acabou, mas a ilha continua lá… esteve lá mto antes deles, mto antes de jacob, e o final deixou aberta a possibilidade de grandes expansões do universo criado…

  197. Leu says:

    Pra quem quiser resgatar algumas das perguntas pras quais ligaram o FODA-SE:

    http://www.collegehumor.com/video:1936291

    Vale a pena.

  198. Especial LOST

    http://essefilmebom.blogspot.com/

    A maior experiência da TV mundial chegou ao fim de uma forma totalmente inacreditável.
    Eu estou triste, pois acho que nunca mais vou ver algo parecido com isso, essa série vai ser comentada ainda por muito tempo, Lost vai se torna uma obra “Cult”, pelos seus significados, simbolismos e diversidade.
    Sua maior qualidade é ser totalmente diferente de tudo que a TV já mostrou, não tratando o expectador como uma pessoa burra, mas dando a chance dela ser parte da historia.
    Esqueça pontas soltas, mistérios mal resolvidos, desvendem vocês mesmos, faça a sua teoria do que aconteceu, isso que é a graça do seriado, a interatividade com o publico.
    Adeus Jack, Sawyer, Kate, Hugo e todo o resto vamos sentir a falta de vocês, meus amigos.

  199. Emocionante o final . Digno de LOST !!

    Jack conseguiu consertar as coisas afinal de contas…

    Todos eles passaram por uma jornada juntos, uma jornada de reencontro , redenção e só conseguiram por estarem juntos.
    Eles nao estao mortos.
    o pai do jack fala que ele morreu e que os outros morreram antes ou depois dele
    ali é como se fosse um nexus.
    a luz da ilha é a vida , morte e renascimento
    na igreja eles estão ao mesmo tempo nas duas realidades e em nenhuma delas
    o que importa é que estão juntos.

    Pode ser que eles deixem a realidade paralela e vão adiante como o pai do jack disse mas nao quer dizer que estejam mortos. É apenas outra realidade e
    talvez jacob e os outros antes dele também tenham passado por isso.

    Reparem que na igreja tem coisas de várias religiões
    Na Ilha tem uma representação do coração da vida
    é a vida no sentido mais amplo na minha opinião pois a morte faz parte da vida e alguns deles morreram na realidade normal e estão vivos na realidade paralela.
    Agora pensando acho que nenhuma das realidades é a certa. Pode ser que a próxima seja.

    A todos foi um prazer dividir tudo que essa série nos mostrou e nos fez sentir juntos , pois é isso que eu entendi por Lost , Perdidos não ficaremos contanto que estejamos juntos.

  200. Fernando Freitas says:

    Entendo a indignação pela falta de respostas, queria muito a resposta pra varias coisas, especialmente do Walt e dos numeros.

    btw eles ja deram uma resposta pros numeros:
    Jacob like numbers!! Essa foi de amargar :s

    Por esse lado Lost ficou devendo muito mesmo, mas eu consigo gostar do final, mesmo não gostando deles atropelarem algumas questões que eles levantaram. Complicado de entender, mas na minha cabeça o final e o checklist das respostas tão separados.

    Vai ficar em aberto infelizmente, eu mesmo queria saber as respostas. Deixo uma dica, sei que é uma merda não termos todas as respostas, mas não podemos deixar Lost virar um checklist apenas. Como um encerramento eu achei bem satisfatorio. O que ficou em aberto não faz parte do final, simplesmente eles deixaram de lado. E eu até prefiro assim, todo mundo viu o que aconteceu com algumas respostas e como foram dadas:

    Adão e Eva
    Sussuros
    Numbers
    Christian Shepard na ilha

    Eles jogaram as respostas pra essas perguntas na nossa cara, e eu acho bem dificil alguem ter engolido/gostado da forma que fizeram. O fato é que as vezes é muito melhor ficar no nosso imaginario do que eles esmerdalharem com uma resposta meia boca.

  201. fsantos01 says:

    Vários textos longos, comentários e teorias. Assim como pulei vários, acredito que muitos pularão o meu. Mesmo assim, vou deixar registrado minha impressão do que acabei de assistir:

    Curti muito. A sexta temporada em si, pra mim, foi em sua maior parte uma completa perda de tempo. Tirando os flahsideways (onde fícavamos tentando imaginar como os personagens que conhecíamos se ligariam), a história contada na ilha foi, no mínimo, infantil. Jacob e Flocke? Poços, estátuas e uma mãe maluca? Fonte da imortalidade? Acho que o último episódio não continuou a história e sim conversou com os fãs. Na hora que o Jack passa seu posto pro hurley (no mandato mais rápido que aquela ilha já viu), o novo guardião diz, após tomar a água: “Mas é só isso?” Sim, fãs, é só isso. Ou então quando o Flocke brinca, dizendo que o fato do Jack ser o escolhido era uma coisa óbvia demais. Óbvio, até mesmo bobo. Assim seria se dessem mais respostas (Across the Sea ainda não me desceu).

    No meu entendimento, todas as tramas (escotilha, os outros, dharma, ARGs, etc) foram importantes em seu tempo e serviram para apresentar, unir e separar os personagens. A história poderia ter parado bem antes ou pode continuar muito além. Mas aquele é o final definitivo. Eu era um dos que estava sedento por explicações sobre a ilha (principalmente sobre quem construiu a estátua, o templo, a rolha do inferno, etc) mas, naqueles últimos 15 mins, as perguntas deixaram de ter importância. A única coisa importante foi que todos aqueles “perdidos uns dos outros” (menos o sr. Ecko.. pena) se encontraram no final.

    Daqui pra frente, vai ter gente interpretando de tudo (do vitral atrás do pai do Jack à luz que se apaga quando o Sawyer pega um chocolate), exagerados dizendo que amaram de paixão e críticos dizendo que odiaram esse final. Da minha parte, eu fique bem satisfeito. As perguntas deixaram de ser importantes e todo mundo se encontra no final.

    Só achei estranha a adição do filho do Jack com a Juliet. Fiquei um tempo pensando se ele não poderia ser, de alguma forma, uma representação do pai do jack mas em nenhum momento isso é levantado..

    Bem, é isso. A jornada de Lost foi intensa mas, para o final, os mistérios em si não eram o mais importante. O legal foi acompanhar e ver as teorias se desenrolando, cada uma em sua época. Sinto muito por quem vai começar a assistir agora, só pq teve um fim. Talvez ainda tenham a experiência de procurar informação e trocar idéias mas nada comparado à de quem estava acompanhando desde o começo.

    Isso já foi demais.

    Namastê, =)

  202. Bruno Aguiar says:

    ““Porque a fumaça não foi antes a luz? A ilha não é tão grande assim para que ele não achasse em 10 mil anos. Não venham com o papo que ele só pode achar porque o Jacob morreu, porque o Jack já era o novo Jacob.”

    Só o protetor da ilha encontra aquela luz, lembra que ele tentou achar e nunca encontrou? A unica razão dele ter chegado até a luz foi porque o JACK levou ele e ajudou a afundar a ilha (?)”

    Discordo, a conclusão que Sawyer, Hurley e Jack chega de porque ele não foi ao coração da ilha antes é “ele não o necessario” “Acho que se trata do Desmond.”

    Outra coisa é que depois dele pegar o Desmond ele diz, oh, você vai fazer uma coisa pra mim, e vai em direção a luz, e por coincidência eles se encontram no caminho, é tanto que Jack diz “eu não vou atrás do Desmond, nós todos estamos indo pro mesmo local mesmo, vamos pra luz, é pra la que ele vai também”.

    E foi o que se mostrou acertado no final, o fumaça não apagava a luz e afundava a ilha porque não podia ir la por causa do magnetismo, só o Desmond.

    Então porque diabos o Jacob apareceu para o Widmore um pouco antes da explosão do cargueiro e o convenceu acerca de seus erros e disse a ele tudo que ele tinha que fazer, que era trazer a arma, o Desmond?

    Outro grande egoismo, já que com o Desmond desativando a força, poderia matar a fumaça, e acabar com essa de prender o irmão. Ou poderia simplesmente manter o Desmond fora da ilha, passar o cargo para um dos escolhidos e continuar prendendo-o para sempre lá.

    Isso também casa com o que o Flocke diz logo após descobrir que alguém ajudou o Desmond a sair do posso, ele diz “alguém o ajudou nao, alguém me ajudou” pois ele precisava de Desmond vivo.

    Mas se precisava dele vivo, porque diabos ele mandou o Sayid mata-lo? Aparantemente ele só descobriu a questão do Desmond depois que falou com Widmore. Mas se o único jeito dele sair era tirando a rolha, e só o Desmond pode fazer isso, se o Jacob não tras o Desmond, e ele não descobre isso, como ele iria sair/destruir a ilha?

    Lembrem-se que a ideia de destruir a ilha é clara, é para matar todos os cadidatos, e assim não sobraria ninguém com poderes de impedi-lo de sair daquela região. Aquela luz maldita pouco importava para ele, não era um fim em sí, apenas um meio para sair da ilha, seu objetivo desde que viu sua mãe, e descobriu que não era dali.

    Ou seja, sem Desmond ele não teria como destruir a ilha. Enfim, ficou um paradoxo, A fumaça não teria como sair da ilha sem Desmond, pois Jacob poderia escolher um substituto, e esse novo Jacob continuaria com poderes para impedi-lo de sair da ilha. Ou não, já que como Ben falou, o modo de conduzir as coisas depende do ‘Jacob’ da vez.

    Para mim o Jacob trouxe Desmond exatamente para eliminar o seu irmão de vez e vencer o seu joguinho. Já que algum dos candidatos substitutos das próximas gerações de ‘Jacobs’ podia simplesmente parar com isso de manter o Flocke preso.

    O que eu concordo, vejam que durante todo tempo o Flocke foi vítima, e o Jacob o vilão.

    Flocke simplesmente queria voltar pra casa, ir conhecer o mundo, o jeito que ele arranjou de fazer isso foi girando a roda do Conan para ir parar na Tunísia. A ‘mãe’, que na verdade era uma assasina, que matou sua mãe, o que já seria um belo motivo para mata-la, acabou com suas experanças, destruindo seu buraco, e matando seus operários. Flocke em fúria mata a assasina de sua mãe. Jacob então faz seu irmão virar fumacinha, e continua prendendo-o, e trazendo pessoas para o substituirem, para os substitutos continuarem prendendo-o. Sendo que ele não é dali, ele não tem obrigação nenhuma de estar naquele lugar a força.

    Essas pessoas trazidas por Jacob, segundo eles, não estavam em uma vida feliz, todos eram solitários como Jacob. Mas como assim? Jacob não tinha escolhido a maioria deles quando criança?! Como Sawyer, Kate, e interferido na vida deles. Se a vida deles é infeliz, muito provavelmente foi por influência do Jacob. Como no caso do números que davam azar ao Hurley. E mesmo que estivessem com a vida ruim, podiam melhorar sua vidas, quantos nos já passamos por momentos ruins na vida e depois nos reerguemos? Todos podiam alcançar isso fora da ilha, quem é Jacob para priva-los dessa oportunidade?

    Ou seja, os candidatos e o Flocke pra mim são todos vítimas do egoismo de Jacob, que para ganhar uma guerrinha, uma picuinha particular com o Flocke, destroi a vida de centenas de pessoas.

    Outro furo, se Desmond sabia que no pos-vida todos estavam felizes. Porque diabos ele fez o Flocke prometer que não ia fazer nada com Rose e Bernard? Não seria melhor deixar eles morrem na hora, pra assim já irem para o local bonito, aonde todas as pessoas estao com seus amores e etc?!

    Acho que a questão do porque Ben não ir, no fim é bem clara, os que foram, são so que fizeram atitudes autruistas em vida, como Jack que morreu pela ilha, sayid que teve sua redenção e morreu pra salvar o pessoal. Locke também.

    Enquanto Ben até o fim, foi um FDP, matando o Widmore por vingança, e sempre se aliando ao lado que lhe parecia mais conveniente. E no fim, cuidar da ilha como nr 2 não foi uma redenção, já que foi uma coisa egoista tambem, foi algo que ele sempre quis, nao por cuidar da ilha e de terceiros, mas para ser especial, como Locke era, como Richard era, e ele nunca foi.

    Ou seja, Ben ainda era muito imperfeito e egoista para ir para o “céu”, ou seja lá como chamem.

  203. Fellipe Borges says:

    Depressão pós-lost… acabou… sim, acabou…

  204. Cristian says:

    Eduardo, não sei se vc reparou mas quando o Christian está na capela conversando com o Jack e explicando que tudo aquilo, eu tive uma sensação de que ele estava falando com todos os fãs da série, pois repara bem:
    - Christian: “A parte mais importante da sua vida, foi o tempo que passou com essas pessoas. É por isso que todos vcs estão aqui. Ninguém consegue fazer sozinho, vc precisa deles e eles de vc. Para se lembrarem e superar. Indo embora não, mas seguindo em frente.”

    Não sei se entendi coisa demais, mas também tem o seguinte, o trabalho que o Desmond desenvolveu fora da ilha, libertando as pessoas no flashsideways, acho que a medida que as pessoas eram libertas, nós também (como espectadores) éramos libertos de uma certa maneira, nós éramos preparados para o fim, mesmo a gente não sabendo onde isso ia dar, nós teríamos que esperar para ver onde isso ia dar.

    Quer gostemos ou não, lost acabou, e quem viveu viveu a experiencia de uma magnífica série, com muitos mistérios, muitas dúvidas, e com um certeza fundamental, tudo acaba, uma hora ou outra acaba.

    Gostaria de agradecer a vcs, pela experiencia de acompanhar essa última temp em conjunto com vcs, rindo e concordando (ou discordando, mas o importante é participar) das teorias de vcs que a cada podcast, fazia com que a gente pensasse mais no quão bom é essa série. Aqui fica o meu muito obrigado!

  205. Bruno Aguiar says:

    Não sei se por ser ateu, mas discordo totalmente dessa idéia que a serie. De que o pos-vida é o que importa, que não precisamos nos esforçar em vida, basta termos uma redenção no fim e iremos para o céu.

    Vou sair por ai matando os parentes de vocês todos e torturando pessoas como sayid, quando eu estiver velhinho vou morrer pra salvar alguém e vou pro Céu, beleza?! Concordam com isso? E o sofrimento das pessoas que perderam seus parentes e etc? Nada conta? O que importa é redenção a hora da morte?

    Se Hitler teve uma redenção a hora da morte, está absolvido dos massacres de comandou?!

    Enfim, eu acredito que muitos aqui também discordam desse tipo de idéia.

    Terroristas são movidos por esse tipo de ideia, “vou morrer fazendo uma coisa boa(lembrem que eles realmente acham que lutar pela jihad é uma coisa boa) e irei para o ceu ter minhas 100 virgens que nunca deixam de ser virgens.

  206. Brandão says:

    Olha, me emocionei, chorei, gostei pra caralho, mas que o final foi um grande “What the fuck?”, foi. Acho engraçado os fanboys com a ladainha de que “Lost sempre foi sobre as pessoas e quem não entendeu é burro e tem cara de melão”, enquanto os produtores, desde o início da série, e basta ver os extras da primeira temporada para confirmar, diziam que o personagem principal era a ilha. A ilha! Final foda, mas não fechou nem 1% das pontas soltas da série, infelizmente. Dèja vú de Arquivo X tá foda aqui…

  207. davs333 says:

    sinceramente, só não curtiu quem não entendeu.

    Leu, a maioria das perguntas desse video foram respondidas. As outras, do tipo a cabana do hurley (arrepiou), walt, o mapa da escotilha, o suprimento chegar do nada. São perguntas que geram mais perguntas, não importava para a história final que SIM teve um fim.

    O templo, briga do Bem com Charles, a Mae louca do Jacob/Flocke são histórias paralelas, que podem ser contadas em outros lugares no futuro. Filmes e tudo mais. Uma boa história é a Saga “Hurley e Ben”, deve ser legal em um filme ou outra série, não acha?

    A ilha contém muitas histórias, mas essa série foi sobre a Saga Jacob Modulo Oceanic 815. Isso quer dizer que podemos ter muitas outras “aventuras” ainda. Seria legal, não acha?

    Abraços a todos! e Excelente Losites!

  208. Carlos Costanza says:

    Foi muito bom ter vivido essa experiencia por seis anos!

    E como diria a constante: “Te vejo em outra vida. Brother!”

  209. Bruno Aguiar says:

    Vi no twitter que o Eduardo Sales concorda com texto do Rodreis sobre Fé X ciência no fim de lost.

    Então vou logo me adiantar e responder a isso.

    Não, não é por ser ateu que não gostei, não tem nada a ver com isso.

    A serie não é, e nem nunca foi, sobre a vida pos-morte, sempre foi sobre misterios, porque mudar no fim? Porque fazer uma serie toda com um sentido e direção(misterios e suas resolucoes) e no fim focar em outro lado totalmente nada a ver? Uma baita propaganda enganosa. E com isso deixar milhares de pontas soltas e misterios sem respostas, paradoxos e etc?

    Se você gosta do final simplesmente pelas redençõeszinhas, mortes, sacrificios e etc, você é muito mesquinho. Não me venham falar de 6 anos de lost, que é uma experiencia. Me diz o que isso teve a ver com a experiencia e os 6 anos? Nos 6 anos a serie não teve nada a ver com isso. Talvez um pouco somente na última temporada, mas mesmo assim nunca foi o foco.

    A experiencia dos 6 anos foi discutir teorias, procurar respostas, e tentar descobrir os misterios.

    Eu não queria respostas cientificas, queria qualquer resposta verossimil que eles me dessem! É obvio que não haveria resposta cientifica, uma fumaça que vira pessoas, e um ‘semi-deus’ que tem poderes e da poderes(não envelhecimento e etc) NUNCA poderia ser explicado de maneira verossimil pela ciencia. Mas poderia haver sim explicações verossimeis para isso.

    A minha teoria do Flock, e possivelmente o Jacob, serem gênios por exemplo, não é uma explicação nada cientifica, mas completamente verossimil, dada a mitologia dos gênios.

  210. Bruno Aguiar says:

    http://www.collegehumor.com/video:1936291

    Exato, como sugeriu o @Leu, sugiro FORTEMENTE que vejam esse vídeo e veja as CENTENAS de pontas soltas.

  211. Wanderley says:

    cara. nem sei o que dizer sobre o finale.. foi MUITO FOODA.!
    éh claro que quando a magia acaba, a gente começa a perceber coisas nao esclarecidas e o quao ridicula realmente eh a ideia de ‘coracao da ilha’. e isso que eh foda em lost. a gente sabe que tem muitos pontos falhos, mas ainda assim a gente simplesmente AMA. cara, tudo que foi trilhado, toda a jornada, da primeira a sexta temporada.. foi foda pra caralho. jamais esquecerei dos personagens.

    mas enfim, agradeço ao JJ por ser tao cara de pau e mentiroso em dizer que tudo seria explicado cientificamente. pois se nao fosse isso, eu teria sido um daqueles desafortunados que desistiram na terceira ou quarta temporada. desta forma, nao teria essa oportunidade de presenciar esse momento HISTORICO. eu JAMAIS pensei que algo tão mistico poderia dar tão certo.
    saudades eternas de lost.

    .e nossa, as cenas finais foram perfeitas demais.. caralho, nem acredito que acabou. pra sempre. :/

  212. A chave para compreendermos algo que é cheio de mistérios, e isso vale pra tudo em nossas vidas, chama-se “EXPERIÊNCIA”. Em Lost, experimentamos diversas coisas, crentes ou descrentes nisso ou naquilo, querendo ou não, a favor ou contra nossa vontade.

    Experimentamos o óbvio ao viver pessoas sobrevivendo a um desastre, outras morrendo, mas algo até certo ponto plausível, mesmo que essa idéia de uma normalidade dos fatos tenha durado dois ou três episódios apenas.

    Logo no início experimentamos os mistérios de um lugar que tem forças estranhas, capazes de arrancar árvores e fazer um paraplégico andar.

    Experimentamos o medo e a dúvida de em que lado ficar, em quem confiar. Todos nós escolhemos nossos líderes, nossas preferências.

    Vimos que os nomes representam muita coisa e começamos a fazer associações com o mundo real.

    Vimos números representarem uma equação e buscamos informações sobre isso, corremos atrás. Os usamos até para tentar achar coordenadas geográficas no Google Earth quando vimos os Brasileiros na Antártida.

    Experimentamos sim, a ciência, as idéias, viagens no tempo e realidades paralelas. Também fomos cobaias de um grande experimento social, mesmo sem termos consciência disso, o que, na verdade, é obrigação de um bom experiemento – não permitir que saibamos porque estamos fazendo determinadas coisas.

    Muita gente reclama da parte espiritual/religiosa da série pq não acredita e tal. Para se acreditar nisso é preciso ter fé, correto? Mas para pensar em realidades paralelas ou viagens no tempo também não é preciso ter fé, acreditar naquilo que está somente em teoria e ainda não pode ser comprovado? Tudo questão de acreditar em algo.

    E pra quem acha que a série caiu apenas no lado religioso no fim, isso também é interpretativo e explico o por que. A série não termina na igreja, termina com Jack, morrendo, que é a única certeza que todos nós temos. A cena da igreja poderia ser algo que passou na mente de Jack justamente porque ele estava morrendo? Pode ser, é uma interpretação. Pode também não ser. Em que você acredita?

    Muita coisa precisamos experimentar para entendermos. Muita coisa aprendemos pela experiência dos outros. Em Lost, vivemos as duas coisas.

    E para quem quer explicação para tudo, um recado: você entende o funcionamento completo da internet, do teclado que está usando, do mouse, das redes Wi-Fi e 3G? Não saber o impede de usufruir e retirar o melhor de cada uma dessas tecnologias?

    Não busque pelas respostas certas, busque as melhores perguntas! São elas que farão toda a diferença!

    “See you in another life, brotha!”

  213. ricardo pereira says:

    Olá amigos do Losties!! Tá todo mundo Lost por ae? Hehe, o Dudu ficou doidão com o final da série; com direito a vídeo e tudo o mais!!

    Bom, quanto ao final, realmente foi muito fera, muita ação e emoção do início ao fim! Foi um final digno de Lost!!

    Foi bem legal ver o pessoal se reencontrando: destaque pro sayd e pra shannon! Os diretores da série foram muito perspicazes valorizando os telespectadores veteranos, com cenas em que personagens das primeiras temporadas voltaram!!

    Isso fez com que em cada cena destas minha cabeça revirasse em milionésimos de segundos, as informações das primeiras temporadas! Foi uma sensação muito bacana; de que valeu a pena para quem se divertiu assistindo Lost ao longo de todas estas temporadas!

    [Final Alternativo]: particularmente, achei o final bem justo, pois Lost é inovador, permitindo-se um final com o que presenciamos!

    [Última Teoria]: pois é, tenho certeza que passarão muitos anos e ainda nos lembraremos de LOST, do Losties!, dos grandes Podcasts e das intermináveis discussões temperadas com minuciosas teorias, resultado de muita dedicação dos fãs empolgados com esta série maravilhosa!

    É claro que não poderia terminar este comentário sem deixar a minha última teoria do Final de Lost ;) !!

    Agora à pouco, enquanto assistia ao final do episódio 17, já havia formulado minha teoria final – que diga-se de passagem não foi para explicar nada, e sim por que pareceu-me a mais justa para nós e para a trama desenvolvida: – Quando Desmond “acordou” no sideways, e começou sua empreitada em busca de todo o pessoal, fazendo com que todos se lembrassem, pareceu-me que esta seria a salvação dos habitantes da Ilha: esta seria a forma que Desmond encontrou de tirar todos da Ilha!! Recapitulando, com a bomba explodindo, não haveria a queda do avião, e com a ajuda de Desmond, todos do sideways conseguiriam resgatar suas memórias e isso seria como se estivessem se teletransportando da Ilha para fora dela, mostrando que A Ilha de Lost foi uma experiência muito marcante em suas vidas, e que por uma imposição do destino, tiveram uma segunda chance, mas sempre lembrando de todas as adversidades e ensinamentos obtidos em sua jornada pela Ilha de LOST! Na verdade esse foi o WALKABOUT, que o Lock tanto buscava!!!! Assim, LOST terminaria com todos personagens com suas vidas bem melhores e mais ajustadas, como uma espécie de recompensa por todo o esforço e por todas as provações que passaram naqueles 3 anos de Ilha!!

    Bom, esse foi o meu depoimento e minha última teoria!! Gostaram? Comentem aqui!! Vamos explodir o Post de Lost!!! hehehe! Um grande Abraço a todos, e aos Podcasters e Convidados Especiais, deixo aqui o meu muito obrigado pelos excelentes programas!!

    Até mais,

    Ricardo

  214. Grazi-k says:

    @Teddy

    Depois que acabou o episódio eu só conseguia pensar em uma música…. “essa luzzzzz, só pode ser jesussss” do roberto carlos…

    kkkkkkkkkkkkkkkkk eu acho que deu tiuti… fiquei em estado de choque EXTREME

    euheuheuheue

  215. donadopsi says:

    @Bruno Aguiar

    Disse tudo cara, assino embaixo…

    As pessoas estão apenas se prendendo na cena final e estão achando tudo lindo, mas se pegarmos a série como um todo, não faz sentido algum… Os mistérios foram jogados de qualquer maneira apenas para dar suspense.

    Penso que os produtores não tinham as respostas. Se fosse dexado na mão dos fãs a série teria sido levada de outra forma e essa 6. temprada não tinha sido esse lixo… Não teve ritmo, foram episódios deploráveis.
    Que decepção. Lost não merecia ter morrido dessa forma….

  216. Achei uma merda foda, concordo com os comentarios do tucano ( @CancerJack ) http://cancerjack.blogspot.com/

  217. paulo mopho says:

    Eu entendo que muita gente não tenha gostado do fim da série.
    Mas acho que há de ser considerado. Incoerente não foi e deu um final digno para os personagens (que é o que eu acho mais importante).

    Todo mundo sabia que não seria tudo explicado, que ficariam milhares de pontas soltas na trama.
    O que eu acho que os produtores fizeram foi criar uma mística tão forte que seria até meio broxante se fosse explicada.

    O fato é que SIM, Jacob não envelhecia, bem como Richard, a luz era a força vital whatever…enfim…isso são dogmas.
    É assim e pronto!
    É como dizer que Jesus Cristo nasceu de uma virgem. Ou explicar o poder do Espírito Santo…de onde vem esse poder, o que é? Não sei. Simplesmente é assim. São dogmas.

    E olha que eu sou ateu…

    Enfim…
    Lost foi uma série genial, revolucionária.
    Inclusive porque fez um final corajoso e ousado, deixando no ar um monte de perguntas no ar mesmo!
    Pra que essa porra seja lembrada por mais cem anos.
    Para que escrevam livros, teses, sites e etc.

    Nós ainda vamos ouvir falar muito sobre Lost.

  218. Alessandro Correia says:

    Gente na minha opinião, Lost era para acabar sem os FS, os roteiristas disseram que tinham a historia do inicio ao fim desde do começo, certo, podem até ter, mas com certeza os FS foram colocados de ultima hora.

    Para mim a serie começou beleza os Flashblacks estavam previstos e os Flashfoward também, só que eles não previam que os Flash tanto do passado e do futuro causariam tanta discussão e tanto apego do publico, então quando acabaram historias do passado e do futuro na 4 e 5 temporadas eles firam doidos.

    “A gente tem que inventar alguma coisa para substituir esses flashs.”

    Dai apareceram os FS, para mim a ultima temporada ia ser só na ilha iam dá mais diálogos para as pessoas e ia ser só aquilo mesmo, flashback sem flashfoward sem nada porque já contaram tudo.

    Sem o FS daria tempo de explicar varias coisas que firam soltas na serie.

  219. Mila RJ says:

    Bom, vi ontem (finalmente) o final…..Gostei muito até os 20 minutos finais, chorei muito com o Hugo e fiquei feliz com a história dele ser no final das contas o Jacob da ilha.
    Mas quando foram para os “flashsideways” eu disse pra mim mesma: QUE PORRA É ESSA? flashsideways a lá ghost? PQ meu Deus? Pra que isso? Deu uma vontade de gritar: PREFIRO ACREDITAR EM DUAS REALIDADES…Estou ansiosa pelos finais alternativos….

    Ah sim, ñ posso deixar de dizer: (F)locke morreu muito mal….hahahahahaha….Esperava algo mais foda!

    Entretanto, Lost deixará saudades!! :D

  220. Eu sinceramente achei o final MEGA explicado. Não precisava. Não sei se motiva discussões futuras porque Christian Shephard foi muito claro a respeito.

    Não deixa de ser um final bonito. E se pensarmos que foi o final que apenas Jack viu, melhora bastante. Posso estar achando que a representação da “escada para o céu” tenha sido algo muito focado em religião, mas pode ser a cabeça do Jack ali e pronto. Os outros podem ter enxergado outra coisa, vai saber.

    (Calculo que Sawyer viu essa passagem com todos dentro de um bar, enchendo a cara, rindo e dançando, Hurley os encontrou num baita restaurante, Shannon em uma festa em um hotel em Dubai, etc)

    Obviamente, pensar em algo que surpreenda milhões de espectadores é difícil. A mim, não surpreendeu. Até o último momento antes do Christian aparecer, achei que algo muito maluco ainda iria acontecer e ficaríamos nos perguntando a respeito por muito tempo, mas não foi o caso.

    Esses conceitos foram vistos recentemente em algumas outras obras. Nada contra, só esperava algo mais “inédito” em Lost, por assim dizer.

    A meu ver, o roteiro ficou tentando falar que o final foi “ecumênico”, colocando todos aqueles símbolos religiosos nos vitrais, o que foi forçado demais. Me pareceu que eles quiseram agradar a muita gente de uma vez só.

  221. Allan Dirac says:

    Belissimo episódio da melhor série que já vi!

    Se analisarmos direito, os Flashsideways sempre foram meio estranhos. Milhares de coincidências, povo se lembrando de número de vôo, plano mirabolante de Desmond dando certo de uma maneira inacreditável, Jack criando um tipo de cirurgia milagrosa, Locke se recuperando de uma circurgia complexa em poucas horas e por aí vai. Era óbvio que isso estava em uma ordem mais imaginária, como um cenário ‘ideal’ para todos.

    Para mim o melhor foi a Kate dizendo pro Jack que o esperou por muito tempo. Jack morreu, Kate saiu da ilha e deve ter vivido muitos anos com saudades dele… Por isso que para mim todos os encontros foram super emocionantes. Todos que acordavam nesse flashsideway tomavam consciencia de que já tinham morrido e já sabiam exatamente para onde ir.

    É isso, valeu.

  222. Fernando Freitas says:

    @Bruno Aguiar
    “Discordo, a conclusão que Sawyer, Hurley e Jack chega de porque ele não foi ao coração da ilha antes é “ele não o necessario” “Acho que se trata do Desmond.”

    Outra coisa é que depois dele pegar o Desmond ele diz, oh, você vai fazer uma coisa pra mim, e vai em direção a luz, e por coincidência eles se encontram no caminho, é tanto que Jack diz “eu não vou atrás do Desmond, nós todos estamos indo pro mesmo local mesmo, vamos pra luz, é pra la que ele vai também” ”

    PUTA QUE PARIU!! A tua resposta acabou de me clarear uma teoria, que eu acho bem provavel que seja aceitavel!! Olha só:

    Partindo de que ele só não foi até a fonte de luz porque não tinha o Desmond. Logo assume-se de que o Smoke Monster não pode chegar perto do magnetismo. Ok.

    Agora, o que deu os poderes de black smoke? Esse mesmo magnetismo! Vamos deduzir que ele depois de virar black smoke acaba gerando um campo magnetico. E se vc tentar aproximar dois polos iguais (negativo com negativo, ou positivo com positivo) de um imã o que acontece? Eles se REPELEM!!!!!!!!!!!!

    Logo o black smoke não podia tirar a rolha porque eram dois “imãs” com a mesma polaridade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! PUTA QUE PARIU!!!

    Isso talvez explique o funcionamento daquelas cercas do widmore!! Elas geravam um campo magnetico da mesma polaridade do monstro de fumaça, impedindo ele de passar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    EXPLOSÃO DE CABEÇA!!!!!!!!!!!

  223. Grazi-k says:

    Eu não entendo… as pessoas xingaram tanto que não queriam um final feliz pra Lost, um final novela das 8, e quando o cara manda todo mundo se virar com as respostas e mata todo mundo, galera fica de #mimimi.

    Eu achei o final mais realista possível. Até demais. Acaba de uma forma extremamente injusta, com o Hurley tendo que tomar conta da ilha, quando ele mesmo diz que não queria, o Jack morrendo, a galera que se conseguiu sair da ilha, ficaram sem seus pares… jogando por terra qualquer coisa que seja relacionada a “você fez a coisa certa, então você deve viver feliz pra sempre” e indo contra as próprias religiões. E não me venham me dizer que o Flashsideways era a compensação, que lá da mesma forma eles não se conheciam, e quando se conheceram era pra lembrar que estavam mortos.

    Não teve respostas? Não. Mas o finl da série está longe de ser ruim, mas muuuuuuuuiiiiitttooooo longe…

    Eu achei interessante o final. Ela definiu o que foi Lost. Que estamos vendo a série pelos olhos do Jack e dos Losties. E que o universo que Lost construiu é maior que a própria história.

  224. Grazi-k says:

    A explicação do Fernando Freitas foi foda. Amei.

    clap, clap, clap.

  225. Dênio says:

    Adorei o final, claro que prescisei de um tempo para digerir o que aconteceu. Para aqueles que estavam esperando respostas, acredito que tudo que prescisava ser respondido estava lá. Pra mim ficou claro que o Miles estava certo ao final da % 5º temporada, foram eles que ocasionaram o incidente com a explosão da bomba.
    Os Flashsideways cumpriram bem seu papel, que na minha humilde opnião foram 3.
    1º- Uma nova linha narrativa para todos especulando,e tentarem fazer alguma ligação com a historia da ilha.
    2º- Mostrar que independente do que os personagens que sobreviveram tenham feito ápos os eventos mostrados. Todos vieram a morrer.
    3º- E para servir de motivação para Desmond, que assim como nós os espectadores acreditou que os FS fossem uma outra realidade e não o pós morte. Se Desmond não tivesse tido a visão do FS, jamais toparia descer no “buraco de luz” correndo risco de morrer, nunca mais ver a Penny e deixaar o Charlie orfão.
    Foi um bom fim de serie, teve falhas, furos (depois de 6 anos era impossivel que não tivesse) , mais cumpriu o objetivo que foi mostrar aa evolução dos personagens.
    Desde a 1ª temporada sabiamos que a serie era focada nos personagens, focando no passados e problemas que tinham antes da ilha, e nisso lost se manteve coerente. Quanto as explicações do tipo, o que era exatamente a “luz”?, a fumaça? e etc. É o que vai gerar discuções por varios anose imortalizar a serie e dar espaço para criação de um universo espandido( já imaginoi um livro sobre os anos de Hurley e Ben como chefes na ilha).
    As explicações não foram das porque simplesmente não existem, a iniciatica Dharma passou anos estudando, pesquisando e morreram sem achar uma explicação.
    Como o fim chegou e eu já escrevi demais, venho a agradecer todos os momentos bons que as pessoas que fazem o losties me proprcionaram. E independente de terem gostado ou não do final da serie o importante é que valeu a jornada!!!

  226. @ Fernando Freitas:

    Falou tudo sobre a black smoke. Tem muitas pequenas respostas respondidas SIM, mas para um fã Lost e não para Dummies. Eu não achei o final muito bom, mas achei o final FODA, dificil explicar, gostei e não gostei. O final obviamente foi focado no Jack, mesmo pq não foi esclarecido o que houve após sua morte. Começou com ele e terminou com ele. Claro que deduzimos que Hurley virou “Jacob” (Number one) e o Ben virou seu braço direito (melhor até que o Richard). Eu me emocionei pelo Ben, que no final das contas, deu TUDO pela ilha. Fiquei curioso pelo Desmond, ele afinal saiu da ilha?

    Enfim… foda pra caralho… vivemos essa série… e ela acabou, puta que pariu.

    /thread

  227. Dênio says:

    Adorei o final, claro que precisei de um tempo para digerir o que aconteceu. Para aqueles que estavam esperando respostas, acredito que tudo que precisava ser respondido estava lá. Pra mim ficou claro que o Miles estava certo ao final da % 5º temporada, foram eles que ocasionaram o incidente com a explosão da bomba.
    Os Flashsideways cumpriram bem seu papel, que na minha humilde opinião foram 3.
    1º- Uma nova linha narrativa para todos especulando, e tentarem fazer alguma ligação com a historia da ilha.
    2º- Mostrar que independente do que os personagens que sobreviveram tenham feito após os eventos mostrados. Todos vieram a morrer.
    3º- E para servir de motivação para Desmond, que assim como nós os espectadores acreditou que os FS fossem uma outra realidade e não o pós morte. Se Desmond não tivesse tido a visão do FS, jamais toparia descer no “buraco de luz” correndo risco de morrer, nunca mais ver a Penny e deixar o Charlie órfão.
    Foi um bom fim de serie, teve falhas, furos (depois de 6 anos era impossível que não tivesse) , mais cumpriu o objetivo que foi mostrar a evolução dos personagens.
    Desde a 1ª temporada sabíamos que a serie era focada nos personagens, focando no passado e problemas que tinham antes da ilha, e nisso lost se manteve coerente. Quanto às explicações do tipo, o que era exatamente a “luz”?, a fumaça? e etc. É o que vai gerar discusões por vários anos e imortalizar a serie e dar espaço para criação de um universo expandido ( já imaginou um livro sobre os anos de Hurley e Ben como chefes na ilha).
    As explicações não foram das porque simplesmente não existem, a iniciativa Dharma passou anos estudando, pesquisando e morreram sem achar uma explicação.
    Como o fim chegou e eu já escrevi demais, venho a agradecer todos os momentos bons que as pessoas que fazem o losties me proporcionaram. E independente de terem gostado ou não do final da serie o importante é que valeu a jornada!!!

  228. Fernando Freitas says:

    “Não sei se por ser ateu, mas discordo totalmente dessa idéia que a serie. De que o pos-vida é o que importa, que não precisamos nos esforçar em vida, basta termos uma redenção no fim e iremos para o céu. (…)
    Vou sair por ai matando os parentes de vocês todos e torturando pessoas como sayid, quando eu estiver velhinho vou morrer pra salvar alguém e vou pro Céu, beleza?! Concordam com isso? E o sofrimento das pessoas que perderam seus parentes e etc? Nada conta? O que importa é redenção a hora da morte?””

    Eu tambem sou ateu, mas acho que não é bem assim. No momento que uma pessoa pensa “Vou fazer tudo que é merda possivel e depois faço um ato pra redimir tudo isso”, já não é um arrependimento verdadeiro, está premeditando um ato egoista (centrado em si).
    É EXATAMENTE a mesma coisa quando tu é criança, tu ta putasso com teu irmão que arrancou os braços do teu comandos em ação e caiu no braço com ele. Tua mãe poe um na frente do outro empurra e força os dois a dizer desculpas, um beijo e um abraço. Me diz se realmente aquelas crianças entenderem e queriam se desculpar naquele momento?

    Você nunca procura a redenção, você simplesmente acha ela.
    Eu acredito em redenção, não no sentido religioso, mas real da palavra, se uma pessoa se arrepende de verdade, e muda querendo melhorar com OS OUTROS e não por motivos egoistas (como achar que vai pro céu), ela encontra sua redenção.

    PS: NAO TO FALANDO QUE VAI PRO CEU/PARAISO OU WHATEVER!

  229. Mac says:

    Tenho uma pergunta relacionada à última temporada. Vamos ver se alguém lembra disso. A Ilana está para matar o Ben e faz com que ele cave sua própria sepultura. Por quê? Por que, segundo ela, ele matou o jacob, uma pessoa que foi como um pai para ela. Bom, sabemos que o Jacob saiu da ilha várias vezes e tocou nos candidatos. Mas teve algum momento em que apareceu ele com a Ilana e eu não lembro?
    No mais, gostei do final, mas como muitos, fiquei decepcionado por não ter acesso a mais respostas. O último episódio foi finale digno para explicar a tal dimensão paralela que surgiu apenas na 6ª temporada e não se ateve a enigmas anteriores. Mas o que esperar de uma série que foi só mistério do início ao fim? Estava meio confuso com o porquê de algumas coisas terem acontecido na realidade paralela, mas depois, achei uma explicação: o fato de o jack ter um filho, por exemplo, serviu para, no ‘purgatório’ ele se colocar no papel do pai dele.
    Enfim tenho do que reclamar, mas tenho mais é agradecer por esta série espetacular.

  230. Bocão says:

    @Rodrigo_digola
    Concordo uma pouco com a visão do Tucano também.
    Não foi “a temporada das respostas”.

    É como eu disse antes, os personagens tiveram um fim, mas a história da ilha não.

    Foi muito bonito, sim, mas dizer que “Lost é meu pastor e nada me faltará” é foda.

    Tem gente que diz que a ilha não era importante. Pra mim é um puta personagem. Ela é uma ilha especial, que tem uma luz especial, não se entra e sai facilmente e precisa até de um protetor. Ela teve uma papel muito importante na trama inteira pra ser esquecida assim.

    Eu jurava que veria tudo de novo para pegar os mistérios “resolvidos” e entender tudo, mas não há motivo. A não ser que seja apenas rever a saga dos sobreviventes.

  231. Lucio Luiz says:

    Pra simplificar: O final de Lost foi o sacrifício do Jack, o Hurley assumindo o papel de Jacob, o Ben se tornado um “Richard” e o pessoal no avião conseguindo sair da ilha.

    Esse foi o final.

    O flash-sideway foi um epílogo apresentado durante a série. Algo que só aconteceu depois que o último deles morreu (o que deve ter sido muitos e muitos anos no futuro porque o Hurley deve ter vivido pra caramba).

    O flash-sideways não nega o que aconteceu na ilha. Ele reforça!

    Simples.

    Não gostou do flash-sideway? Descarte-o de sua percepção da série se fizer você se sentir mlehor.

    Eu, particularmente, gostei de tudo. Relaxei e curti. E estou feliz por causa disso :)

  232. Deyvison Manes says:

    Eu curti o episódio. Não foi 100%, mas foi legal. Toda a movimentação do pessoal pela ilha e tal. Os momentos emocionantes. Os últimos 10 minutos, deram meio que uma quebrada, mas num saldo geral acho que fechou de modo satisfatório. A verdade é que criou-se uma expectativa tão grande em cima de LOST que seria impossível agradar a todo mundo. A série teve suas falhas ? Sim, mas que série não tem? Eu simplesmente deixei de tentar entender e destrinchar tudo, e curti. Foi legal rever velhos personagens. E era notável que os atores também curtiram. A química entre o elenco de lost sempre foi algo incrível. Enfim, os roteiristas poderiam ter pensado com mais carinho em algumas respostasl, mas a falta delas também não comprometeu em nada. Foi marcante. Vai deixar saudades. Ou não por que com certeza vou rever tudo… XD

  233. Ahhh. não me venham c/ essa de “só não gostou qm não entendeu”! ¬¬
    Lost provou c/ esse final q não é nd de muito complexo… eles bolaram uma historia foda p/ cair no piegas no fim…
    Eu me reservo o direito de continuar achando q os caras CAGARAM no fim da serie. Eles ignoraram toda a historia legal q foi construida e tds os elementos e misterios passados p/ terminar c/ esse dramalhão.
    E não me digam q “o final foi realista”… Lost nunk teve nd de realista, só ficção e das muito bem construidas…apelar p/ o “realismo” (p/ qm acha q aquilo é realismo, é claro) no final foi apenas a demonstração da incapacidade de fechar dignamente essa história!
    Essa é a minha opinião !

  234. Fernando Freitas says:

    Olha só, os finais alternativos são zuadassos, foram só uma bad joke no programa do Jimmy Kimmel. Que brochada que deu quando vi que era piada :\

    TOMAESSA! :s

    NÃO EXISTEM FINAIS ALTERNATIVOS, INFELIZMENTE :\
    pra quem quiser conferir (não aconselho, achei vergonha alheia):

    http://www.youtube.com/watch?v=YyKyjeRodd4&feature=player_embedded

    Se alguem achar a Graça, me avisa o/

  235. chickeniples says:

    ainda estou em estado de choque/luto

    to tentando organizar a coisa na minha cabeça

    to lendo os coments aqui, vi o cabine celular (recomendo)

    vou escrever algo, mais pra expurgar e estravazar do q pra alguem realmente ler hehehe

  236. Antonio Pinho says:

    Dudu e PH, vcs vão fazer um ultimo podcast de encerramento do lost, correto? Tem que ser algo grandioso para fechar com chave de ouro esse excelente trabalho.

    Grande abraço

  237. Eduardo Sales Filho says:

    @Antonio Pinho,

    Faremos um último episódio sim. Ele será gravado amanhã, e provavelmente iremos publicar domingo ou segunda.

    E sim, será enorme. :-)

  238. Rob Ville says:

    Só sei que eles não estão mais perdidos. Estão salvos! Não se pode negar que o final tem tudo a ver com o nome da série!!!

    Às vezes dá um ódio enorme pelo final, mas às vezes eu acho fantástico. Não tem como o final ser como eu quero, a menos que eu seja o produtor. Mais importante que gostar ou não do final, é entendê-lo. E tem muita gente na internet teorizando sobre o final e o que ele representa para a série toda.

    Talvez eu esperasse mais, mas Lost sempre foi assim: aquilo que parecia ser inexplicavemlente complexo se revelava simples, muito simples; aquilo que parecia uma metáfora extremamente elaborada, no final, era algo literal e nem metáfora existia; aquilo que parecia insolucionável e que só se resolveria com acontecimento extremamente complexo, se resolvia de forma simples e foi assim até o fim: (a morte do Fake Locke foi assim. Parecia impossível matar o cara, mas desligaram a bateria dele e ele morreu…)

    Lost surpreendeu até o fim, e principalmente no fim, quando tivemos mais uma reviravolta fodástica. Mas a melhor de todas ainda foi o final da 3ª temporada. Sensacional…

    Nem sei mais o que estou dizendo. Vou ficando por aqui….

    PS: Dudu e PH, espero que este último episódio do podcast seja tão longo quanto o anseio que a série causou em nós durante esses vários anos. Abraços e parabéns!

  239. Wanderley says:

    quem diria hein.. justo o jack que tava previsto morrer na primeira temporada foi o grande herói da ilha.
    foi emocionante pra caralho .
    .
    pra mim a coisa mais falha de lost foi o Jacob falar que trouxeram eles pra ilha por eles serem solitarios.. mas.. actually, eles eram candidatos desde crianças =s .vide episodio do farol .
    e for god’s sake?! uma rolha?! acho que eles poderiam ser um pouco mais criativos. heuahea.
    .
    mas quem ama, perdoa :)

  240. Davi(8) says:

    Obrigado Dudu Sales.

    Espero que os participantes tenham opiniões diferentes do final. Outra despedida é triste (fim do pod), ao menos iremos acompanhar cada integrante em sua realidade paralela (digo podcast de cada um).

  241. Gilmarzinho says:

    Ahhhhhh!
    Esperar mais uma semana para ouvir o Losties!

    Parecemos zumbis… hehuahuahuaha
    Estamos com foooooome.

    Té.

  242. Rafael Viera says:

    O que era o sapato, pendurado nos bambus ??????

    O mesmo aparece no 1 episódio.

  243. neto cardoso says:

    Posoo fala?
    Gostei caras!!!!!1
    Confesso que não sou muito exigente, porem acho que até os mais ….. devem ter gostado.
    Nem tudo foi respondido, mas a duvida fica(Oque eu vou ver agora).

  244. Marcelo Neves says:

    DUcaralho, totalmente épico! mas ainda ha muito que refletir, mas não há como negar que essa porra esteve na nossa vida um tempão.

    adios… brothers

  245. LP says:

    Caros Lost Maniacos, o que tenho a dizer é que o final da série não me surpreendeu em nda com um tema tão batido. Foi realmente um apelo pro emocinal foda, na minha opinião o final da série seria mto melhor se não tivesse esses flashafterlife/flashside/flashwhatever, podia acabar ali com o Jack morrendo, mesmo ficando com muitas perguntas no ar.
    O que acontece é que os produtores ficaram com medo de dar um final foda que série merecia e receber uma avalanche de reclamações das milhares de pessoas que acham que tudo tem que acabar como nos contos de fadas com o “felizes para sempre”.
    Criaram milhares de enigmas fantásticos e situações de tensão extrema durante a série para simplesmente deixar o final tão previsivel. Eu mesmo já havia levantado essa hipotese entre a 1ª e 2ª temporada.
    Concluindo, a série valeu a pena mas o fim deixa a desejar.
    Episodio final a Kate não fica nem com Sawyer nem com Jack, sai de mão dada com a maluca da Claire e vão criar o Aron como casal gay, que merda foda!

  246. Pablo Neves says:

    FLASHSIDEWAYS = CLASS ’04 REUNION…

    Foi demais, tudo isso valeu a pena!

  247. Elder Tanaka says:

    Pro Dudu não dizer que eu nunca deixei comentário aqui, deixo no último episódio.

    Antes de qualquer coisa: curti muito a série. Muito mesmo. Valeu como entretenimento, pensar em teorias, rir, conversar sobre o assunto.

    O que mais me incomodou foi esse edulcoramento do pós-vida, a possibilidade de você se redimir de todo o mal que você causou aos outros enquanto vivo. O seriado é sobre pessoas, concordo plenamente. Mas na maioria são pessoas, como todas as outras, que mentem, enganam, corrompem, fazem mind games, torturam, explodem, atiram, matam e aí, no fim das contas, quando você empacota e encontra aqueles que sofreram por sua causa, tudo acaba bem, num abraço manoelcarlorizantemente reconfortante, em um local em que todas as religiões convivem harmoniosamente para todo o sempre, coral angelical, luz cegante, fim.

    Pra mim isso é querer apagar a história. Pior, é acreditar que, um dia, tudo se resolve. Mas não em vida. WHATEVER o que acontece no pós-vida! O que importa é o que você faz e como você se relaciona com os outros no durante-vida, cacete! De que adianta você abraçar o outro depois que morreu se, enquanto vivo, você quis foder escrotamente a vida do sujeito? Sorry, mas esse universo-outro do fim de Lost não é nem um pouco reconfortante. É a reafirmação de que a solução está além do nosso alcance.

    Ainda: partindo do pressuposto que eles foram levados pra ilha por serem pessoas falhas e o fato de trabalharem como grupo e se sacrificarem um pelo outro fez com se tornassem pessoas melhores os levou à reconciliação final. Do ponto de vista do plot e do papinho do Jacob pra eles em volta da fogueira, faz todo o sentido, mas não muda minha opinião. Por *força das circunstâncias* (a ilha, no caso, mas poderia ser qualquer outro lugar), eles foram *obrigados* a trabalhar em grupo – mesmo que a maioria ali só estivesse interessada em salvar a própria pele -, coisa que seria impensável em qualquer outra situação.

    É preciso que um avião se parta em dois e caia numa ilha para que as pessoas passem por um longo e demorado processo de aprendizado, e só daí comecem a pensar em se importar umas com as outras para, finalmente, se tornarem “pessoas melhores”. Daí morte, redenção/perdão/reconciliação, abraços, música edificante, luz cegante, fim.

    Não dá pra pensar em ser uma pessoa melhor antes do avião cair?

  248. Flávio Moreira says:

    Sobre a explicação da estátua de Taweret, eu acho que os egípcios ao descobrirem que as gravidas morriam ao ter filho na ilha, fizeram uma estátua como uma homenagem e pedindo a Deusa para que aquilo acabasse!

  249. Renata says:

    Srs, meu primeiro e último comentário….

    Assisti ontem no AXN, e confesso que ainda estou meio “passada”… Foi realmente bonito, achei mágico a idéia do flash sideways, curti o fim na ilha… Mas ainda estou na dúvida se era isso mesmo que eu queria de final… Acho que entrei na onda LOST de cabeça, sem esperar grandes coisas, e acho que curti mais a experiência.

    Novos objetivos na vida pós-lost: comprar o dvd e reassistir todas as temporadas… Acho que aí consigo perceber melhor….

    Bem, vai ser difícil despedir de lost, foi uma série especial, 6 anos da minha vida, amei acompanhar a história deles… Sentirei saudades!

    Namastê!

  250. Wanderley says:

    me esclareçam uma coisa..
    quando eles vao pro pós-morte, eles nascem novamente ou param de onde morreu com uma consciencia pré-estabelecida?

    pq nenhuma das hipoteses faz sentido..
    pq se a pessoa nasce de novo..
    entao.. se duas pessoas morrem no MESMO dia, elas tinham que ter idades iguais no pos-morte, pois nasceriam tb no mesmo dia. porém, nao eh isso que acontece. tanto é verdade que o pai do Jack teria que ser apenas 6 anos mais velho que o Jack =s .
    a visao mais aceitavel eh a de que no pós-morte, a pessoa volta de onde parou (morreu) .sóh que uma consciencia modificada, com lembranças pre-definidas. apesar de tb nao fazer mto sentido.

  251. Mardem says:

    Depois de tantas teorias por conta de mistérios criados pela equipe criativa do LOST…o final foi simplesmente o que eles puderam contar…eles criaram tantas coisas malucas que se tornou impossivel explicar o que era tudo. Com certeza eles pensaram nesse final apenas depois que iniciou a 6ª temporada, pois viram que o melhor seria nao explicar tudo e deixar que as pessoas interpretassem da sua maneira o que aconteceu. Melhora pra eles tb, pois se eles inventassem explicações sobre o que era a ilha e o Sideways cairia no ridículo. Então pra que final melhor do que um final FELIZ de paz e redenção? Muitos não querem acreditar em PURGATÓRIO ou que eles estavam mortos na outra realiade, mas como explicar as duas realidades? O caminho mais sensato e menos fantasioso com teorias malucas seria o fato de tudo ja ter acabado no primeiro episodio da 1ª temporada. A historia não é sobre a ilha ou sobre o joguinho do Flock e do Jacob, e sim a redenção dos personagens. Todos eram incompletos como disse o JACOB, e com a queda do avião, todos morreram sem direito a uma “redenção” ou seja lá o nome que cada um vai dá para isso. A Ilha é simplesmente a chance deles se encontrarem, refletirem e tentarem achar um sentido em suas vidas…Cada um vai chamar isso de uma maneira diferente, PURGATORIO seria a palavra mais sensata pois ninguem esteve lá para contar se é isso mesmo, então esse nome seria o mais sensato para explicar a ilha.
    O Final da ilha se fechou no momento que a historia do Sideways tb se fechou, todos na ilha encontraram um sentido para suas vidas. O Locke foi um meio necessario para tudo acontecer, por isso ele era “especial”. E o motivo do Cristian aparecer pra o Jack no final, seria como se ele fosse um “mediador”, como um “anjo” ou o próprio “DEUS” dizendo que eles estavam apenas seguindo adiante “como ele disse”
    Quando ele abre a porta da igreja e todos são tomados por uma luz branca….simbolizaria a ida deles para o Céu como a redenção que eles não conseguiram na terra e a salvação que eles procuravam na ilha.
    O Pai do Jack seria o Deus abrindo a porta dos Céus para eles…. e o Jack fechando os olhos na ilha seria ele finalmente encontrando a paz em sua vida.

    Resumindo…A historia da Ilha é uma historia de “Pós morte” tudo na ilha foi apenas um meio deles alcançarem a salvação ou redenção….coisa que eles não alcançaram em vida pois todos morreram na queda do avião…

    FIM

    Sentirei Saudades.

  252. Bruno Aguiar says:

    OS PRODUTORES não tinham ideia de como terminar a série, até que em 2008 viram o filme Passengers http://www.interfilmes.com/filme_20180_Passageiros-(Passengers).html

    Assistam e vejam daonde os produtores copiaram o fim. Sem a vantagem de não perder 6 anos de mistérios sem importancia nenhuma.

  253. Grazi-k says:

    Wanderley.

    O pai do Jack diz que o tempo alí não existe… Ou ão corre como o nosso tempo…

  254. Fernando Freitas says:

    Cara, tem muita coisa que era importante e não foi respondida, mas tem MUITA coisa tambem que não foi respondida e é easter egg sem importancia pra trama.

    Coisas que eu considero importante pra trama e não foram respondidas e tambem tem furos de roteiro:

    -Ilha afundada no primeiro episodio dessa temporada
    -WALT (NEGRITO, ITALICO, FONTE 32!) <—————
    -Toda importancia do the others dada aos candidatos, nunca responderam porque queriam raptar eles
    -A historia da Claire e do Aaron, simplesmente se perdeu, e foi o centro das primeiras temporadas.

    Mas tem coisa que, porra! Tão querendo pegar no pé, que diferença faz pra historia:

    Os hieroglifos – A hipponga ta la a não se sabe desde quando, Jacob tambem. Deve ter levado egipcios pra la, vai saber.

    Qual é a do urso polar na comic do Walt – Muito, muito importante… É um EASTER EGG brincando com o urso polar na ilha.

    O som metalico do Smoke – Sério, QUEM SE IMPORTA?

    Porque o monstro matou o piloto – Porra! Vai questionar porque o monstro matou CADA UM dos que ele matou durante Lost?

    Serio que acham que seria melhor um ultimo episodio com o Lindelof e o Cuse sentados numa cadeira com uma lista das 1500 perguntas dos fãs e respondessem nas 2 horas finais de Lost?

    Teve furo sim, teve coisa RELEVANTE não respondida, coisa respondida de uma forma que não correspondeu a expectativa (Os numeros é o maior exemplo, todo mundo pirou com teorias, ficou obsecado pra no final ser apenas um TOC do Jacob). Mas a grande maioria das reclamações são de coisas menos importantes, easter eggs deixados lá pra acontecer o que? JUSTAMENTE pra deixar o pessoal maluco teorizando na internet pela eternidade.

  255. No fim, Lost foi um seriado fantastico, com uma trama intrincada e episódios memoraveis, mas com um fim bem sofrido.

    Mas vou sentir muita falta de esperar dessa série que acompanhei por 6 anos.

  256. Ricardo Ferro says:

    Vou dizer mais o quê? todo mundo já falou tudo (quer dizer, os que entenderam o final e não aqueles que ficam por aí ainda dizendo que eles estavam mortos e coisa e tal).
    Eu realmente não entendo como tem gente que assistiu o episódio e ainda fala “eu não disse? tavam todos mortos; morreram todos no avião”… Ah, pelamordedeus! Ou é muita má vontade em assistir a série e ter um mínimo de compreensão sobre as coisas, ou então foi dar uma mijadinha na hora que o Christian diz “tudo o que vcs viveram foi real”. Precisa dizer mais?

    Eu dou risada e acho triste quando aqueles que não gostaram da série e do seu final, ao verem qualquer pequeno sinal de descontentamento de terceiro, retuíte ou repercuta por outros meios essa insatisfação, como se isso fosse reforçar a sua opinião falha de insucesso da série. Aqueles que não gostaram e foram seus detratores acabam se armando com argumentos frágeis a todo momento, porque só tem a isso mesmo. Tsc, tsc..

    Bom, eu chorei, ri, me emocionei como em pouquíssimas vezes o fiz em filmes/séries. Aliás, um choro longo e acontecendo em vários pontos do episódio, como aconteceu, foi a minha primeira vez. :-D

    Eu já havia mandado às favas a procura por respostas – entendendo que a graça da série estava ali, nos seus mistérios e todas as conversas entre amigos e foruns que eles suscitavam. Portanto, sentei-me (na verdade, deitei) para ver o episódio de peito aberto, sincero, disposto a viver uma experiência de revelações, de fechamento, de conclusão de uma obra. E não fui desapontado. Foi bonito pra caralho.
    Mesmo depois, revendo tudo, eu percebesse que:
    - Jack leva uma facada no meio das costelas e depois o corte mostrado é na linha abaixo da cintura;
    - Jack pegue a garrafinha pra encher naquela poça de lama e quando Hurley vai beber, a água pareça uma Perrier;
    - tenham forçado o lance de Claire não entrar no avião pra fazer com que Jack incumbisse Kate de enfiar a maluca no vôo da Ajira (porque só assim explica-se o “eu te amo, Jack, mas tou abrindo o gás, fui, tchau!”);
    - Lapidus entrega uma folha do manual da aeronave pra Miles e o mesmo com silver tape resolve o problema hidráulico do trem de pouso (?);
    … (e muitos outros, que não importam realmente)
    Mesmo vendo tudo isso, não tem jeito, eu choro de novo quando revejo os reencontros, os momentos de iluminação de cada um (engraçado: só não chorei no reencontro de Sayid e Shannon – ali foi meio “fuén”, não?).
    E, sim, o lance de “te vejo em outra vida, brotha” e “live together, die alone” acabaram repercurtindo em minha cabeça por muitas vezes, porque fizeram todo o sentido no final.

    Uma pergunta que me ocorreu agora: Desmond leu, finalmente, o livro que ele disse q leria antes de morerr?
    Fuuuuuuuuuuuuuuu…

    Senhores Losties, PH e Dudu, e todos os convidados que abrilhantaram esse blog/forum de discussões, muito obrigado por tudo. Pelos momentos de reflexão, de risadas, de entretenimento.

    Não preciso dizer (mas vou fazê-lo) que um dos grandes méritos da série, além de contar a história de personagens tão interessantes, é nos fazer vivê-la fora dela, além dos seus 42 minutos de episódio. Aqui no Losties, nas conversas entre amigos, em tantos outros foruns… o valor dessa obra foi extrapolar os limites da tela de TV/computador. Continuaremos assim? Losties vai ficar por aqui, esperando os extras do Box da sexta temporada? Dizem que vem coisa por aí. Eu voto que vcs permaneçam. O domínio já ta pago mesmo! hahaha

    Sim, meu muito obrigado, novamente!!!

    (eu ri pra caralho, com o comentário de Hurley: “cara, ele é pior do que o Yoda!”)

  257. Marcelo neves says:

    Eu totalmente duvidoso quanto a esta experiência final de assistir LOST,
    pois tudo já parecia certo ou dedutível,
    …Já era FODADEMAIS,
    …Então vem este ultimo episodio é fecha da forma mais épica possível esta experiência!

    Sempre foi dito que a ilha era uma metáfora da vida, sim É!
    Acho que todos que compartilharam desta visão foram sim recompensados no fim, no “the end”.

    Aqueles 15 minutos finais…
    VAI TOMAR NO C# C#RR#LH# DA PORR#!
    Seis anos, foi ate pouco pra pagar um momento desses.

    LOST e sobre a vida, não sobre mistérios bobos, não sobre crenças ou mitos ou ciências,simplesmente sobre a vida, que esta envolta por todas essas coisas citadas e que separadas são simplesmente coisas sem sentido.

    Enfim, pra mim foi Otimo.

    -

    PH e Dudu e todos que participaram do Podcast, vocês só corroboraram para que esta experiência fosse ainda melhor, tudo de bom a todos, que o ultimo CAST seja tão épico quanto!

    Permitam-me despedir da maneira mais clichê que um fãn de LOST poderia fazer

    Namastê! see yours in other life, brothars!!!

  258. Grazi-k says:

    Agora sim, chorei feito uma idiota….

    Acho que fiquei com medo de reassistir o final, assim como alguém que perde o amigo e não quer falar pra não ter que lembrar…..

    Mas então eu assisti, e meu coração está aos pedaços. de tanto que eu gosto da série, como os amigos que vão embora de verdade. Não só quando essas pessoas morrem, mas quando elas elas precisam mudar, de colégio, de trabalho, de cidade, de país, de pensamento, de vida.

    Acho que ainda tenho muita coisa pra comentar, e escrever, e escreverei aos poucos, e espero não “partir” antes disso.

    Mas assim:

    LEIA É MUITO IMPORTANTE:

    Tentando entender o que o pai do Jack disse, me deparei com uma analogia muito muito interessante:

    “Este é um lugar onde todos vocês chegaram juntos, para que pudessem encontrar un aos outros. Ninguém consegue fazê-lo sozinho, Jack. Você precisa de todos eles, e eles de você, para se lembrarem, e partir… seguir a diante.”

    Discordo em parte do pai do Jack disse, mais pela minha crença de que todos nós somos pessoas únicas e inteiras, e mesmo que não tenhamos ninguém, ainda assim, se não desistirmos, seremos vitoriosos e conseguiremos seguir adiante. No entanto, essa caminhada se torna muito mais leve e mais fácil e mais legal, se tivermos amigos e pessoas queridas ao nosso lado, que nos acompanhem.

    E é nesse ponto que eu queria chegar: se lá na ilha a queda do avião fez com que aquelas pessoas caíssem na ilha e se tornassem importantes umas pras outras, aqui no meu mundo, eu caí em uma ilha que fez com que eu encontrasse pessoas com as quais eu pudesse discutir Lost, e me acompanhassem nessa caminhada. Uma ilha chamada “Losties”, onde conheci várias pessoas tão vidradas nessa série quanto eu.

    Hoje eu digo:

    “Este é o lugar onde todos nós chegamos juntos, para que pudéssemos encontrar uns aos outros”.

    O Edu e o PH sem imaginar, criaram a sua própria ilha, nos atraíram pra ela, fizeram com que nós compartilhássemos desse momento, e hoje somos constantes uns dos outros que nos farão lembrar que não somos loucos por amar uma série, e poderemos seguir adiante, mas não sozinhos, e poderemos voltar e nos lembrar de quanto foi extraordinário.

    Eu adorei ter caído na ilha de “Losties”.

    Chickeniples, eZ, Surto psicótico, Ricardo Ferro, Mendel, Gui, Kirano, Alberto, Santos tantos outros… foi um prazer compartilhar essa “aventura” com vocês

    E como eu ainda não parti, continuarei no Twitter ou Orkut e MSN, e qualquer hora que quiserem conversar sobre Lost ou qualquer outra coisa estarei por lá.

    Edu e PH Santos, vocês são especiais. (Por favor, não vão para a Luz, ou vão acabar virando monstro da fumaça)

    Muito obrigada de coração.

    :)

  259. Kleber Alves says:

    Uma coisa bem espirita esse epsódio! Parecia que aquele encontro foi um presente da Ilha por aqueles que fizeram o melhor por Ela sacrificando até a vida para proteger esse lugar magico.
    E claro sempre deixando perguntas sobre Lost para continuarmos teorizando sobre essa importante série da tv na era da internet!

  260. Vader says:

    Epsodio Otimo, emotivo e bem feito. POREM, POREM…. Não é um final pra LOST.
    PELO AMOR DE DEUS.
    UM LIXO DE FINAL, LIXO POR QUE ME SENTI ENGANADO POR 6 ANOS. POR QUE NAO FALARAM LOGO NO COMECO QUE ESSA HISTORIA ERA ESCRITA POR CHICO XAVIER.
    PORCARIA FODA.

  261. Ricardo Ferro says:

    Porra, Grazi-K… essa analogia “ilha – podcast Losties” foi foda… me fez emocionar de novo porque, sim, estamos todos ligados agora, não é? (obrigado por me citar)
    Eu comentei no Monalisa de Pijamas que participamos da história e estaremos eternamente ligados por essas lembranças, essas emoções, essas sensações estraordinárias que foi viver a série. Aquele que não adquirir Alzheimer lembrará até o fim! :-D

    Dudu e Ph nos atraíram pra essa ilha, é verdade, Grazi-K. Mas não como Jacob e Severino. Eles estão mais para Hurley e Ben!

    Despeço-me novamente.
    .
    .

  262. Eduardo Sales Filho says:

    Fiquei com a impressão que o Ricardo Ferro me chamou de gordo e disse que o PH é “zolhudo”. :-P

  263. GuXta says:

    Cheguei em uma conclusão:

    Citando novamente o Mau: Sim, a ilha pode ser a nossa consciência. Só que séries, ainda mais as que duram 6 anos, devem conter entretenimento. E Lost continha isso. Só que no fim descobrimos – ou não – que é algo “abstrato” que apenas serve como metáfora para a nossa vida.

    Eu queria passar o dia inteiro limpando o meu teto, com uma dificuldade infernal para desgrudar os miolos e limpar o vermelho insistente do sangue, e não enxugando a água das minhas lágrimas, no dia seguinte após o último episódio de Lost.

    Tradução: Eu queria me surpreender com Lost e poder me imaginar num lugar daquele. A vida todos nós temos, sempre vai ser assim, com suas provações, solidões, mistérios e etc. A morte sempre teremos, e nunca vamos poder voltar pra contar como é, se é que existe algo do outro lado. A metáfora final de Lost acabou sendo ficção, assim como a maioria dos mistérios anteriores, e se essa foi respondida, não há pq as outras, mesmo sendo metáforas, não serem. Quem diz que não importa está sendo hipócrita, pois aguardou respostas durante a série inteira, e não respostas metafóricas. Que sejam respostas subentendidas, que nos provocam debates entre amigos, mas que ao menos existam pistas.

  264. Daniel Almeida-Cubatão-SP says:

    Ja sei porque adorei o final de Lost, a campanha deu certo, mesmo sem ver como foi, ficamos todos felizes em saber que a Kate morreu, huahuahua, não importa quando nem como, o que importa é que os produtores nos ouviram, então pela última vez…

    Obrigado por MATAREM A KATE…kkkkk

  265. Daniel Almeida-Cubatão-SP says:

    Agora que me toquei, mal me recuperei do final de Lost, ja vou ter outra crisem pois teremos o final do losties, espero um mega programa especial de fechamento desse grande série porque ela merece, e gostaria também que vcês, Dudu e Ph continuem com esse projeto, não só com lost, como abrir para outras série, ou até outros segmentos, sei que é dificil, mas não custa nada pedir, afinal agradeço por esse maravilhoso projeto que voces criaram, que podem ter certeza, foram fundamental para que essa série fosse um marco na minha vida, então parabens, sucesso, e essa despedida é breve viu, pois continuarei acompanhando seus outros projetos, e quem sabe nos veremos em outra vida brothas, namaste!!!

  266. darlisson says:

    Cara, achei perfeito. Espera mais, respostas! Mas a série teve um desfecho digno, muito bom. LOST4LIFE

  267. Mark_SP says:

    Creio que para quem acompanhou Losties o final foi muito satisfatório sim… aqui aprendemos a curtir Lost e não a ser um desvendador de enigmas….

    Lost foi uma série para ser curtida, sentida e não desvendada… não é um cubo mágico e sim a melhor série que já foi produzida para a TV…

    Parabéns ao Dudu e ao PH por nos mostrar como acompanhar e curtir a série…

  268. Dilene says:

    Sem muito o que filosofar, só comentar algumas coisas que gostei:
    .A parte de Jack falando que Hurley tinha que ficar em seu lugar e a negação dele.
    .As conversas de Ben e Hurley nos dois cenários. Adorei.
    .Gostei muito tb da cena de Miles e Richard, a parada do cabelo branco e tal. E de Richard tb ter saido da ilha.
    .Lapidus disse uma coisa que eu pensava a muito tempo: não precisava destruir o avião, era só ir embora antes que Severino chegasse até ele.
    .Casal sushi *-*
    .Os questionamentos de Claire sobre como levaria uma vida fora da ilha depois de tudo que passou e do que se tornou.
    Tem mais coisas, mas é difícil falar de tudo.

    Esse final foi mesmo mais p/ curtir e se deixar levar do que p/ esclarecer.

    E parabéns aos senhores Eduardo Sales e PH por este projeto maravilhoso que conseguiu juntar tanta gente maneira e foi o nosso Q a mais de Lost. Foi uma honra participar mesmo que mais escondidinha.
    Aloha!

  269. Obrigado @Grazi-k pela menção ao meu nome como companheiro de jornada e todos os losties desse amado blog com data de início e fim (será?)

    Realmente Lost conseguiu fazer pessoas se unirem pelo mundo todo, indepentende se suas crenças ou idiomas.

    Lost nos fez chorar, ter raiva, amar mais, se preocupar com nossas família até porque se tem uma coisa q nunca saiu da série foi o drama familiar e dicotomia rejeição/aceitação.

    Obrigado àqueles que não comentaram aqui mas me mandaram emails ou tweets em apoio a alguns textos meus.

    Lost fez isso e o “Losties” também. Com eles adquirimos uma nova família e exatamente por isso que posso chamá-los de “IRMÃOS”, já dizia o grande “Brother” Desmond”

    Que Deus abençoe todos vocês!

    Losties vai acabar? Não, claro que não. Quando amamos determinas coisas ou pessoas, elas jamais acabam!

  270. Para o pessoal que ainda procura por respostas + 1 teoria:

    Acho que sei o que fez o Desmond ser o único a tolerar magnetismo : “a vacina” que ele tomava na hatch poderia ser um composto descoberto pela Dharma que oferecia proteção contra magnetismo, visto que os “operadores” da hatch querendo ou não estavam expostos a uma certa quantidade de magnetismo”;

    A “doença”, mencionada por Russeau quando foi questionada pelo Sayid e também o resultado do teste que o “Chang-Tsung” fez posteriormente são a mesma coisa poderia ser o efeito colateral perpetrado por Flocke em seu “mind control”. Afinal ele conseguia ate fazer o jovem Jacob jogar um jogo sem pé nem cabeça com as regras dele, talvez um dos poderes herdados da luz + influência da Russeau 1.0;

    Acredito também que a Russeau 1.0 tinha poderes de virar fumaça, afinal como 1 unica mulher e velha podia matar mais de 20 homens?

    Se você considerar tudo que se passou no 1º episódio da 6a onte a ilha aparece debaixo d’agua, significa que em algum lugar do tempo Hurley/Ben ou seus sucessores falharam na proteção da ilha e a mesma afundou, sendo este o verdadeiro final (para a ilha);

    Uma indagação no podcast de losties me fez pensar, houve um questionamento da capacidade de desenvolver o pensamento científico pela galera morava junto com o Severino, talvez eles não entendessem que força atraia a faca e nem soubessem escrever no papel mas talvez com aquela imensa roda de ferro eles podiam canalizar a energia e a liberar de uma só vez.

    O pós vida de lost é atemporal, so me intriga o fato de ter tido sexo (Ford vs Charlotte) e nascimento (Claire/Aaron)

    Acredito também que o que “dobrava o tempo” na ilha era o magnetismo, talvez ele fosse tão forte que poderia afetar o tempo e até transformar substâncias ( corpo do Nemesis/ Severino + alma = “mostro de fumaça”)

    Alguem notou que Jack não fez a “mandinga” quando passou aquela água suja para o Hurley beber?

    Gostei da série, agradeço ao PH Santos e ao Dudu Sales por ter compartilhado desse tempo conosco. O final foi bom mas deixou aquela pontinha de desapontamento… Sem falar que de inicio confesso que não tinha entendido, lí a maioria dos comentários aqui em busca de boas teorias… Tomara que demore para o pessoal perder o pique.

  271. Elvis Rocha says:

    Achei que faltou o Hurley comentar que a água estava suja, devido a cara que ele fez naquela hora.

    O final poderia ser melhor vamos ver os alternativos.

  272. Grazi-k says:

    Não sei se eu comentei.Mas acho que de todos os atores o que mais surpreendeu nesse final foi o Hurley. Foi com certeza a melhor atuação dele na série inteira.

  273. Allan Constant says:

    PArticipei de todas as discussoes, ate na epoca em que os nokmes eram lidos ao final do programa….não poderia ficar de fora do final;.

    gostei do finla, foi satisfatorio, não era o que eu esperava…Ainda bem!Pois ate o fim, me surpreendeu!
    obrigado lost!

  274. Victor says:

    Vader falou tudo:

    Vader disse:
    maio 27, 2010 às 11:40

    Epsodio Otimo, emotivo e bem feito. POREM, POREM…. Não é um final pra LOST.
    PELO AMOR DE DEUS.
    UM LIXO DE FINAL, LIXO POR QUE ME SENTI ENGANADO POR 6 ANOS. POR QUE NAO FALARAM LOGO NO COMECO QUE ESSA HISTORIA ERA ESCRITA POR CHICO XAVIER.
    PORCARIA FODA.

  275. Não gostei e sinceramente não acredito que alguém tenha gostado. As opiniões em contrário, ao meu ver, são uma forma que aqueles, que como eu, passaram 6 anos acompanhando o desenrolar de tantas tramas, encontraram para não aceitarem o fato de que esperavam ver todos os pontos soltos amarrados e saberem sim a resposta para tantas perguntas.
    A impressão que ficou é que, com o passar dos anos, os autores foram se perdendo e concluiram que a única saída era a mais óbvia e, ao meu ver, a mais pobre: todos mortos.
    Não gosto de histórias que não se concluem e, ao contrário de muitos relatos que li aqui, duvido que qualquer um gostaria que cortassem um filme que estivessem assistindo faltando 10 minutos para seu encerramento ou que arrancassem a última página de um livro que estivessem lendo usando como argumento que o objetivo era fazer o leitor/telespectador tirasse suas próprias conclusões. É como se cortassem a energia no meio de uma sessão de cinema. Fazer uma série, livro, novela assim fica fácil. Junta-se um emaranhado de situações, mistérios e romances e antes de explicar qualquer coisa, encerra-se e o argumento é que o final cabe a cada um interpretar…

    Esperava muito mais…

Deixe sua teoria